Menu
Busca domingo, 19 de maio de 2019
(67) 99647-9098
Economia

MS e outros 16 estados mais o DF seguirão o salário mínimo federal

São cerca de 48 milhões de trabalhadores no Brasil, segundo o Dieese

04 janeiro 2019 - 15h37Da redação com G1

Começou a valer a partir do dia 1° de janeiro o novo salário mínimo nacional, no ano passado era de R$ 954, e acabou sofrendo um aumento de R$ 54, chegando a R$ 998, o que acabou representando um aumento de 4,61%.

Mas nem todos os estados seguem o valor estabelecido pelo governo federal, alguns estados possuem um piso regional, que é superior ao salário mínimo.

De acordo com informações do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), são cerca de 48 milhões de trabalhadores no Brasil.

Ao total são 17 estados mais o Distrito Federal que vão seguir o salário mínimo federal de R$ 998. Conhece os estados que não tem um piso salarial: Acre, Amazonas, Amapá, Alagoas, Bahia, Distrito Federal, Espirito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Sergipe.

Mas cinco estado possuem um piso salarial regional, que é diferente do salário que foi estipulado. Em São Paulo, o piso estadual para 2019 ainda será definido. O valor atual é de 1.108,38 (faixa I) e R$ 1.127,23 (faixa II).  No Paraná o salário foi estipulado por decreto em março de 2018, um salário mínimo regional próprio que varia entre R$ 1.247,40 e R$ 1.441.  Já no Rio de Janeiro vigora atualmente no estado o piso adotado em 2018, com seis faixas de rendimento, que vão de R$ 1.193,36 a R$ 3.044,78. O Rio Grande do Sul, tem piso regional, geralmente reajustado em março. O último reajuste foi em 2018, de R$ 1.175,15 para R$ 1.196,47. Piso estadual  em Santa Catarina será definido até março. O salário mínimo regional definido para o ano de 2018 varia entre R$ 1.110 e R$ 1.271 entre as quatro faixas salariais, que vão desde agricultura até indústrias de vestuário, químicas e metalúrgicas, por exemplo.

Mato Grosso, Tocantins e Ceará ainda não definiram, se seguem o piso salarial federal ou se cria um piso salarial regional. E somente o estado de Minas Gerais não deu nenhum parecer sobre o salário mínimo, mas no ano de 2018, acabou seguindo o piso federal.


Infográfico: Alexandre Mauro/G1

Fac Feijoada 2019

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Concen e Energisa cadastram famílias na Tarifa Social neste sábado
Economia
Guedes prevê "um outro país" após reforma da Previdência
Economia
Dólar segue em alta cotado a R$ 4,087
Economia
País colherá 50,92 milhões de sacas de café neste ano, prevê Conab
Economia
Mega acumula e pode pagar 7 mi no sábado
Economia
Dólar fecha com maior valor em sete meses
Economia
Argentina é responsável por queda no comércio exterior brasileiro
Economia
Governo já trabalha com crescimento de 1,5% em 2019
Economia
Banco Central aponta recuo da economia ao Copom
Economia
Em 22 anos, produção de ovos tem primeira queda

Mais Lidas

Polícia
Ex-marido esfaqueia mulher em boate ao ver localização em rede social
Geral
Vídeo - Após mulher trocar senha do wi-fi, vizinhos apedrajam casa
Polícia
Homem toma arma de policial, troca tiros com outros e morre em telhado de casa
Internacional
Por engano, funcionário serve vinho de 5.100 euros a clientes