Menu
Busca quarta, 20 de janeiro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS Janeiro/21 juizado de transito
Economia

MTE notifica cinco concessionárias de veículos da Capital

19 setembro 2011 - 13h39Divulgação

Cinco concessionárias de veículos de Campo Grande foram notificadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE/MTE) no sábado, durante realização do Feirão de Automóveis, no Centro de Convenções Albano Franco.

Elas foram acusadas pelo Sindicato dos Empregados no Comércio –SEC/CG de abuso, com jornada excessiva de trabalho pelos funcionários, ultrapassando as 44 horas semanais, como manda a legislação e a Convenção Coletiva de Trabalho 2011, em pleno vigor na Capital.

André Luiz Garcia, diretor do sindicato, acompanhou os trabalhos da superintendência no sábado, final de tarde e início de noite. Ele contou que as cinco foram notificadas para prestar esclarecimentos sobre a jornada de trabalho dos funcionários que trabalhavam no local.

"Pelo que sabemos, denunciado pelos próprios empregados, a jornada foi extrapolada. Os comerciários foram pressionados a participar desse evento que avançou durante toda a tarde e início da noite", afirmou.

O diretor sindical disse também que as concessionárias não têm o direito de promover banco de horas para os funcionários. Ou seja, as empresas não podem obrigar os empregados a extrapolar sua carga horária semanal e deixar essas horas "depositadas" no banco de horas para pagar quando e da forma que bem entenderem.

"Ao estabelecermos essa atual Convenção Coletiva de Trabalho com as concessionárias de veículos, já levantamos junto aos empregados que eles não aceitam o trabalho no sábado à tarde ou à noite como ocorreu nesse dia 17", explicou André Luiz Garcia.

O presidente da entidade, Idelmar da Mota Lima disse que o sindicato vai intensificar a fiscalização junto ao comércio de veículos em Campo Grande para apurar outras possíveis irregularidades. "E faremos uma fiscalização não apenas aos sábados, mas durante a semana também", afirmou.

O Sindicato dos Comerciários quer que a Superintendência Regional do Trabalho atue com rigor e aplique as penalidades legais se constatar irregularidades nessa feira realizada no dia 17 pelas concessionárias: Renascença, Amadosan, Perkal, Missan e Kia.

A única que havia utilizado três turnos de trabalhadores para participar da feira teria sido a Discautol, informa André Garcia. As demais, segundo ele, teriam extrapolado a jornada dos funcionários que prefeririam ter gozado a folga com seus familiares.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Nascidos em setembro podem sacar parcela do auxílio nesta quarta
Economia
Pagamento do calendário 2021 do Bolsa Família começa nesta segunda
Economia
Caixa libera saque do auxílio emergencial para nascidos em agosto
Economia
Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 17 milhões
Economia
Depois de 17 anos, Paulo Ponzini volta à Presidência do Corecon-MS
Economia
Número de pessoas inadimplentes cai no fim de 2020
Economia
A partir desta quinta, gás de cozinha vai ficar 6% mais caro
Economia
Nascidos em março podem sacar auxílio nesta segunda
Economia
Após movimentar bilhões, especialistas apontam Pix como "principal revolução financeira"
Economia
Prazo para pedir saque do FGTS emergencial acaba hoje

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio