Menu
Busca domingo, 31 de maio de 2020
(67) 99647-9098
Economia

MTE notifica cinco concessionárias de veículos da Capital

19 setembro 2011 - 13h39Divulgação

Cinco concessionárias de veículos de Campo Grande foram notificadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE/MTE) no sábado, durante realização do Feirão de Automóveis, no Centro de Convenções Albano Franco.

Elas foram acusadas pelo Sindicato dos Empregados no Comércio –SEC/CG de abuso, com jornada excessiva de trabalho pelos funcionários, ultrapassando as 44 horas semanais, como manda a legislação e a Convenção Coletiva de Trabalho 2011, em pleno vigor na Capital.

André Luiz Garcia, diretor do sindicato, acompanhou os trabalhos da superintendência no sábado, final de tarde e início de noite. Ele contou que as cinco foram notificadas para prestar esclarecimentos sobre a jornada de trabalho dos funcionários que trabalhavam no local.

"Pelo que sabemos, denunciado pelos próprios empregados, a jornada foi extrapolada. Os comerciários foram pressionados a participar desse evento que avançou durante toda a tarde e início da noite", afirmou.

O diretor sindical disse também que as concessionárias não têm o direito de promover banco de horas para os funcionários. Ou seja, as empresas não podem obrigar os empregados a extrapolar sua carga horária semanal e deixar essas horas "depositadas" no banco de horas para pagar quando e da forma que bem entenderem.

"Ao estabelecermos essa atual Convenção Coletiva de Trabalho com as concessionárias de veículos, já levantamos junto aos empregados que eles não aceitam o trabalho no sábado à tarde ou à noite como ocorreu nesse dia 17", explicou André Luiz Garcia.

O presidente da entidade, Idelmar da Mota Lima disse que o sindicato vai intensificar a fiscalização junto ao comércio de veículos em Campo Grande para apurar outras possíveis irregularidades. "E faremos uma fiscalização não apenas aos sábados, mas durante a semana também", afirmou.

O Sindicato dos Comerciários quer que a Superintendência Regional do Trabalho atue com rigor e aplique as penalidades legais se constatar irregularidades nessa feira realizada no dia 17 pelas concessionárias: Renascença, Amadosan, Perkal, Missan e Kia.

A única que havia utilizado três turnos de trabalhadores para participar da feira teria sido a Discautol, informa André Garcia. As demais, segundo ele, teriam extrapolado a jornada dos funcionários que prefeririam ter gozado a folga com seus familiares.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Estados Unidos anuncia a doação de mais US$ 6 milhões ao Brasil
Economia
Caixa conclui pagamento da 1ª parcela do auxílio a novos aprovados
Economia
PIB brasileiro diminui e alcança 1,5% no 1º trimestre de 2020
Economia
Contas públicas têm resultado negativo em abril
Economia
Receita paga primeiro lote do Imposto de Renda nesta sexta-feira
É a primeira vez na história que o pagamento da restituição é feito no mês de maio
Economia
Compras com auxílio emergencial poderão ser pagas via celular
Economia
FCO libera $ 146,1 milhões para empreendimentos em MS
Economia
Conta de luz ficará "mais barata" até dezembro
Economia
Com vetos, Bolsonaro aprova projeto de socorro financeiro a estados e municípios
Economia
Governo quer emprestar US$ 4,01 bilhões de bancos internacionais

Mais Lidas

Polícia
Homem é preso com 122 kg de maconha escondida em veículo
Geral
Balada não seguiu normas de segurança, mostra vídeo de leitor
Polícia
Motociclista colide com carreta e acaba tendo perna e moto destruídas
Brasil
Bolsonaro vai novamente a ato em seu favor e contra instituições