Menu
Busca quinta, 23 de setembro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS setembro21
Economia

OGX, de Eike Batista, tem alto risco de calote, diz agência Moody's

03 julho 2013 - 11h10Via Uol com Reuters
A agência de classificação de risco Moody's rebaixou no fim de terça-feira (02) a nota de crédito da petrolífera OGX (OGXP3), do bilionário Eike Batista, de "B2" para "CAA2" com perspectiva negativa. Essa classificação significa alto risco de calote, e é o quarto pior rating da agência em uma escala com 21 classificações.

De acordo com a Moody's, "o rebaixamento do rating da OGX é motivado pela fraca resposta de produção de petróleo e dos fluxos de caixa, comprometendo negativamente a cobertura de notas sênior sem garantias da empresa".

Sustentando que a nova classificação reflete a alta alavancagem financeira em relação à produção da empresa e seus fluxos de caixa, a Moody's acrescentou que a OGX deverá enfrentar um cenário de liquidez apertada nos próximos 12 a 18 meses, com a expectativa de busca de alternativas adicionais para o cumprimento de obrigações operacionais e financeiras.

Nota já havia sido rebaixada pela S&P
Ontem, a Standard & Poor's, outra agência de risco, já havia cortado a nota de crédito da petroleira, de "B-" para "CCC", num nível próximo ao de empresas em situação de calote.

Em meados de junho, a Fitch também havia rebaixado o rating da empresa para CCC.

As agências de classificação de risco, que dão notas para países, empresas e negócios, determinando sua suposta credibilidade financeira, foram muito criticadas por terem falhado na crise global de 2008/2009.

Crise de confiança
As decisões ocorrem num momento em que as empresas do bilionário enfrentam uma séria crise de confiança no mercado e grandes perdas na Bolsa de Valores. As ações da empresa desabaram 20% em apenas um dia.

A empresa de gestão de risco Kamakura listou a OGX a terceira empresa do mundo com maiores ameaças de calote aos credores. Vários bancos também reduziram sua expectativa de preço para a ação da OGX - o Deutsche Bank estimou que o papel vai valer R$ 0,10 no prazo de um ano.

Momento conturbado para a OGX
Segundo a S&P, o rebaixamento deve-se principalmente ao anúncio feito pela OGX na segunda-feira de redução nos planos de desenvolvimento da produção. Segundo a petroleira, os três poços no campo de Tubarão Azul podem cessar a produção em 2014, devido à falta de tecnologia disponível.

Além disso, a OGX cancelou encomendas para novas plataformas de petróleo, e não irá desenvolver os campos de Tubarão Tigre, Tubarão Gato e Areia Tubarão, todos na bacia de Campos.

"Esperamos que a OGX precise de financiamento externo adicional para amortecer a falta de caixa no fim de 2013 e começo de 2014", segundo a agência de risco.
Unica - inverno

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Em protesto contra a fome, MSTS faz ocupação em prédio de bolsa de valores
Economia
Mega-Sena acumula em R$ 7 milhões, 34 moradores de MS acertaram a quadra
Economia
Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em março
Economia
Pesquisa divulgada pelo Procon mostra variação de preços dos produtos da Csta básica
Economia
Fiems recebe delegação paraguaia para rodada de negócios
Economia
Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em fevereiro
Economia
Auxílio emergencial: nascidos em janeiro recebem 6ª parcela
Economia
Possível calote em empresa chinesa faz bolsas despencarem
Economia
Decreto regulamenta reconhecimento de dívidas da União junto à Caixa
Economia
Trabalhadores nascidos em dezembro podem sacar auxílio emergencial

Mais Lidas

Geral
Vídeo: "Peixe de bosteiro", morador de rua engana população de Paranaíba
Polícia
Menino de 2 anos mata prima atropelada após dar partida em carro
Polícia
Funcionários da Energisa ficam sob mira de arma ao tentar podar árvores na Vila Olinda
Polícia
Operação “Dark Money” investiga desvio de R$ 23 milhões no esquema de corrupção em Maracaju