Menu
Busca domingo, 18 de agosto de 2019
(67) 99647-9098
Economia

Para Francisco Maia, disputa na Acrissul só divide a classe

21 maio 2011 - 18h52Folha do Fazendeiro

Em entrevista hoje ao site oficial da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), o presidente da entidade Francisco Maia ratificou a data marcada para as próximas eleições na associação - dia 7 de junho próximo - e aproveitou para avaliar o suposto quadro de disputa eleitoral para o próximo mandato, cujo candidato da oposição seria o pecuarista e ex-líder sindical José Lemos Monteiro, o Zeito.

Para Maia, uma disputa nesse momento envolvendo a Acrissul é colocar em risco tanto a continuidade do trabalho de sua diretoria, que recuperou a entidade em todos os sentidos, assim como irá provocar rachas no setor rural, inclusive envolvendo outras entidades, e terminando por colocar em riscos futuros investimentos da Acrissul. "A atual diretoria é candidata à reeleição", confirmou, e "já entramos em franca campanha a partir do dia 30, quando lançaremos oficialmente o Projeto "Acrissul Amanhã".

Para Maia, a atual diretoria atuou nesses dois anos para recuperar as finanças da Acrissul "e principalmente a sua credibilidade como instituição ruralista", avalia. Ao assumir a entidade, após o término de 10 anos do mandato de Laucídio Coelho Neto, havia uma dívida considerada impagável de R$ 3,2 milhões.

"Negociamos e pagamos todas as dívidas da entidade e hoje ela ainda tem em caixa, após a exitosa Expogrande deste ano, mais de R$ 1 milhão de saldo, o que garante honrar compromissos durante o resto do ano", diz ele. Junto com o crédito, a entidade recuperou também todas as suas certidões negativas. "Se fizemos parcerias com os políticos das mais diversas inspirações, foi por uma questão de democracia e razoabilidade," diz Maia.

No próximo dia 30 a diretoria da Acrissul lança oficialmente o Projeto "Acrissul Amanhã", que irá transformar o Parque de Exposições Laucídio Coelho num moderno shopping rural, com estabelecimentos comerciais, restaurantes e toda a infra-estrutura para que o produtor encontre de tudo um pouco num só lugar. O retorno da Iagro e da Agenfa, assim como a instalação de um posto de atendimento do Banco do Brasil no Parque já é produto desta iniciativa. "os primeiros passos já foram dados e, nesta caminhada, já inauguramos também a Praça da Sustentabilidade, dentro do parque, uma das mais charmosas da cidade.

Ações institucionais

No primeiro ano do mandato a nova diretoria criou a Expo MS, uma exposição destinada a mostrar um pouco de tudo do que o agronegócio sul-mato-grossense produz. Foi um sucesso e este ano vai para a terceira edição. Sensível ao problema gerado pela cobrança do Funrural, a Acrissul ingressou em 2009 com uma ação de inconstitucionalidade contra o Fundo e foi a primeira entidade no País a vencer e manter uma decisão judicial contra a cobrança, beneficiando todos os seus associados.

Além disso outras reivindicações foram levadas adiante e conseguiu-se a suspensão da cobrança de ICMS sobre gado controlado e não só sobre touros e matrizes registrados. A diretoria foi até o governo do Estado e conseguiu evitar que fosse liberada a importação de gado paraguaio para atender uma demanda criada em Porto Murtinho. O governador André Puccinelli entendeu a argumentação da Acrissul, que isso colocaria em risco o programa de sanidade animal e também o mercado local.

Para internacionalizar a Expogrande a Acrissul criou o Fórum Permanente de Sanidade Bolívia-Brasil, criando desta forma um canal aberto para que Mato Grosso do Sul e o país vizinho discutam alternativas para fomentar o comércio de embriões, sêmen e reprodutores.

Durante a Feicorte de 2009, focada na sustentabilidade, a Acrissul levou para São Paulo estudos então recentes da Embrapa e de ONGs mostrando que o Pantanal é um dos ecossistemas mais bem preservados do País, com 84% de sua vegetação nativa conservada intacta, convivendo de forma harmoniosa com a pecuária há cerca de 200 anos. A defesa do Pantanal sustentável chamou a atenção da mídia, o que rendeu manchete e 10 páginas na revista Globo Rural. Jamais a boa imagem do pecuarista pantaneiro havia sido tão levada em consideração.

A volta da Iagro e da Agenfa para o Parque de Exposições foi uma questão de honra. Hoje, o Banco do Brasil, dentro do Projeto "Acrissul Amanhã" já tem um posto de atendimento no local, devendo evoluir para transformar-se numa agência. Através, ainda, de um movimento da Acrissul, foi promovida uma palestra com o depurado federal Aldo Rebelo, que colocou 1.200 produtores rurais no tatersal de elite para discutir o relatório do novo Código Florestal.

Uma série de mudanças estruturais foram feitas no Parque de Exposições, que foi totalmente revitalizado, com novos espaços criados e outros receberam adequações. A principal delas, ainda dentro do Projeto "Acrissul Amanhã", foi a inauguração durante a Expogrande deste ano da "Praça da Sustentabilidade", uma das mais charmosas praças de Campo Grande, que contemplou a preservação de 11 figueiras centenárias. "Eu não faria o que fiz por dinheiro nenhum, a não ser pela paixão pela entidade", finalizou Chico Maia.

Prefeitura - Niver CG

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Com recursos bloqueados, Exército pode cortar um terço dos recrutas
Economia
PIS/Pasep para nascidos em agosto já está liberado
Economia
Instituições reduzem previsão para déficit nas contas públicas
Economia
IBGE divulga queda da taxa de desemprego no país
Economia
Receita paga restituições do 3º lote do IR 2019 nesta quinta
Economia
Economia tem alta de 0,2% no segundo trimestre
Economia
Maracaju ganha parceiro comercial de renome mundial
Economia
Nelsinho associa Bioceânica com crescimento econômico
Economia
Consumo de bens industriais tem queda de 0,5% em junho
Economia
Mega-Sena pode sortear prêmio de R$ 5 mi neste sábado

Mais Lidas

Cidade
AO VIVO – Emha sorteia 160 unidades habitacionais em Campo Grande
Política
PSDB tem três nomes para vice de Marquinhos
Geral
Mãe e filha de 5 anos que tiveram a casa queimada pedem doações
Polícia
BMW capota e bombeiros cortam teto para retirar vítimas