Menu
Busca terça, 07 de fevereiro de 2023
(67) 99647-9098
Economia

Pesquisa mostra aumento de compras online pelas mulheres durante a pandemia

Segundo PayPal, os dados ajudam a entender o quanto as brasileiras se adaptaram à digitalização forçada da economia

08 março 2022 - 13h49Brenda Leitte, com Agência Brasil
Sebrae Materia

Uma pesquisa mostrou que o percentual de mulheres que fazem compras rotineiramente pela internet aumentou em relação ao período anterior à pandemia do novo coronavírus (covid-19). O levantamento divulgado hoje (8) pela PayPal, empresa voltada para pagamentos eletrônicos, apontou que 73% das entrevistadas costuma fazer compras online de produtos e serviços rotineiros diariamente, semanalmente ou quinzenalmente. Antes da pandemia, o índice era de 43%

O estudo Consumo Online Feminino no Brasil conversou com 500 compradoras online no final de 2021, mulheres que fizeram pelo menos duas aquisições nas categorias de gastos diários (como delivery de comida, mercado e farmácia, mobilidade, combustíveis e games) nos 30 dias que antecederam as entrevistas.

De acordo com a PayPal, os dados ajudam a entender o quanto as brasileiras se adaptaram à digitalização forçada da economia, que levou milhões de varejistas a migrarem para o ambiente virtual, em razão do isolamento social gerado pela pandemia.

Segundo a pesquisa, cerca de 70% das mulheres dizem que não devem modificar os hábitos adquiridos e que continuarão comprando online quando a vida voltar ao normal.

"A pesquisa revela também que a maioria dessas brasileiras compra e paga online sempre que pode (82,4%), considera essa forma de pagamento fácil (98,4%), gosta da experiência (98,6%), acha que ela permite um maior controle de despesas (89%), se considera especialista em comprar via internet (68%), e costuma planejar suas compras online (82%) – neste último item, a diferença para o público masculino é de 11 pontos percentuais, em favor deles", informou a PayPal.

Mesmo com a intenção de manter o hábito de compras online, 32% das entrevistadas disseram que ainda têm muito a aprender sobre compras e pagamentos online e em aplicativos; e 18% pontuam que normalmente compram online por impulso, sem planejamento.

Sebrae Materia

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Saldo positivo: Indústria fechou 2022 com mais de 85 mil contratações em MS
Economia
Consulta do abono salarial é liberado; Veja se tem direito
Economia
Consulta de valores do abono salarial será liberada neste domingo
Economia
Brasil registrou quase R$ 6 bilhões em fraudes no e-commerce em 2022
Economia
Americanas afasta diretores para apurar rombo bilionário
Economia
Ele voltou: Após noite de instabilidade, Pix é normalizado
Economia
"Selic de 13,75% é preocupante", diz Longen
Economia
Petrobras anuncia aumento de 17,1% no preço do querosene de aviação
Economia
Professores de MS ganham reajuste de 15% no piso salarial
Economia
Seis acertam Sena da Nota Premiada e levam mais de R$16 mil para casa em MS

Mais Lidas

Geral
Melhores do ano CG: especialista alerta para golpe no Instagram
Polícia
JD1TV: Depoimento de motorista de aplicativo desmente relato da mãe de Sophia
Polícia
Polícia fecha boca de fumo e prende quatro envolvidos no Parque Lageado
Polícia
Delegada revela que mãe e padrasto de Sophia planejaram mentir para a polícia