Menu
Busca segunda, 28 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
Economia

Poluição obriga mais uma cidade chinesa a limitar venda de automóveis

26 março 2014 - 10h16Via Agência Brasil com informações da Agência Lusa
Mais uma cidade chinesa, Hangzhou, decidiu limitar a compra de automóveis, um luxo até há pouco tempo inacessível, mas que nos últimos três anos se tornou grande fonte de poluição e um quebra-cabeças urbano.

A partir de hoje, para tentar melhorar a qualidade do ar e aliviar o trânsito, o governo municipal de Hangzhou restringiu para 80 mil o número de automóveis que podem ser vendidos anualmente na cidade, uma das mais turísticas do país. Oitenta por cento das novas matrículas serão sorteadas e as restantes vão a leilão, com uma base de licitação de 10 mil yuan (cerca de 1.200 euros).

Capital da próspera província de Zhejiang, na Costa Leste da China, e sede de um município com cerca de 8 milhões de habitantes, Hangzhou é a sexta cidade chinesa a limitar a venda de automóveis, depois de Pequim, Xangai, Cantão, Guiyang e Tianjin.

As autoridades ambientais de Hangzhou estimam que as emissões dos automóveis sejam responsáveis por 39,5% da densidade das partículas PM2.5, que afetam a qualidade do ar na cidade. Há pouco mais de duas décadas, a bicicleta era o único meio de transporte privado a que a maioria das famílias chinesas podia aspirar.

Em 2009, a China tornou-se o maior mercado de automóvel do mundo, ultrapassando os Estados Unidos da América, mas a densidade de veículos - estimada em cerca de 100 por cada mil habitantes - continua a ser muito inferior aos valores dos países mais desenvolvidos.

Apesar das crescentes restrições, em 2013 as vendas de veículos aumentaram 14% e todos os meses, em média, há mais de 1 milhão de novos automóveis nas estradas chinesas.
Rota do Pantanal

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Mega-Sena deve pagar R$ 50 milhões neste sábado
Economia
Abertura da fronteira depende de Bolsonaro
Economia
Sebrae lança cartilha para estimular debate do empreendedorismo na campanha
Economia
Caixa deposita auxílio para 4 milhões de brasileiros hoje
Economia
Beneficiários do Bolsa Família recebem hoje parcela de R$ 300 do auxílio
Economia
Vídeo mostra protesto em Pedro Juan
Economia
FGTS está na conta dos trabalhadores nascidos em dezembro
Economia
Nascidos em julho recebem auxílio hoje e poderão sacar em outubro
Economia
Brasil e Paraguai assinam acordo para reabrir a fronteira
Economia
Pagamentos do Ciclo 1 do auxílio emergencial estão concluídos

Mais Lidas

Polícia
Operação manda mais 580 pessoas pra casa após toque de recolher
Educação
Audiência pública aponta que não há condições para volta às aulas na Capital
Polícia
Idoso é encontrado morto em valeta
Geral
Governo da início ao processo de licitação para restauração do Centro Cultural José Octávio Guizzo