Menu
Busca sábado, 15 de maio de 2021
(67) 99647-9098
TJMS - maio21
Economia

Revisão de acordo pressionará Petrobras

29 novembro 2013 - 11h08Via Folha
A demora no reajuste do preço de combustíveis da Petrobras não é o único problema que a empresa tem no horizonte. Em 2014, a estatal terá que enfrentar a revisão do contrato que lhe permite operar seis áreas de pré-sal. E o desembolso pode aumentar.

Pelo contrato, firmado em 2010 e chamado de cessão onerosa, o governo cedeu à Petrobras um conjunto de seis áreas no pré-sal da bacia de Santos, em troca de ações da empresa.

Com isso, a participação da União na petroleira aumentou de 39,8% para 48,3%, e a Petrobras ganhou o direito de produzir naquela área até 5 bilhões de barris pelo período de 37 anos.

O termo previa que, no próximo ano, 2014, fosse feita uma revisão de valores, volumes, prazos e percentuais de conteúdo local - exigência de que uma parcela dos equipamentos seja comprada de fornecedores nacionais.

A revisão poderá levar a estatal a ter um saldo a pagar à União. Na época em que o contrato foi firmado, o barril de petróleo era negociado a US$ 80, ante o patamar atual de US$ 100. O dólar não chegava a R$ 1,80, abaixo dos R$ 2,20 de hoje.

Além disso, novas avaliações dos campos cedidos mostram que eles têm volumes maiores do que a estimativa inicial de 5 bilhões de barris.

De acordo com a ANP, o campo de Franco sozinho teria reservas maiores do que Libra, leiloado em outubro, que teria entre 8 bilhões e 12 bilhões de barris.

Para ficar com o excedente, a empresa teria que pagar à União algo em torno de R$ 44 bilhões, segundo cálculos do diretor do CBIE (Centro Brasileiro de Infraestrutura), Adriano Pires.

A atualização dos valores levará em consideração os custos da Petrobras, que também subiram no período, o que pode diminuir o saldo devedor.

Mesmo assim, a negociação deixará ainda mais tensos os acionistas da companhia.

Na terça, os papéis preferenciais da Petrobras caíram mais de 6%, depois da declaração do ministro da Fazenda, Guido Mantega, também presidente do conselho de administração da companhia, de que não aceitaria uma fórmula de reajuste automático para os combustíveis.

Capitalização
Com o aumento de compromissos, já há no mercado o temor de que seja necessária uma nova capitalização.

Em 2010, quando houve a grande capitalização, a situação da Petrobras era melhor do que é hoje. Mesmo assim, foram injetados R$ 120 bilhões na empresa.

Naquele ano, a companhia havia chegado perto do limite da relação entre o endividamento sobre o seu capital, de 35%.

No terceiro trimestre de 2013, essa relação é de 36%.

Autor de livro sobre a cessão onerosa, o consultor legislativo da Câmara dos Deputados Paulo César Ribeiro está pessimista com a revisão. "A Petrobras vai precisar ser capitalizada pelo governo para fazer investimentos. A capitalização de 2010 já foi pelo ralo", afirma.

Ele critica a maneira como o contrato da cessão onerosa foi elaborado. "Há margem para manobras que podem fazer a Petrobras pagar pouco na revisão, em torno de R$ 4 bilhões."

Mas, por outro lado, como essas áreas não poderão ser leiloadas, a empresa terá a obrigação de pagar pela produção que exceder os 5 bilhões de barris contratados.

Ribeiro explica que não há como haver dois regimes fiscais no mesmo reservatório.

"O leilão seria feito sob o regime de partilha e teria ao lado a Petrobras explorando o mesmo bloco sob outro regime", exemplifica.
Genetica 1

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Caixa antecipa 2ª parcela do auxílio emergencial; veja o calendário
Economia
Saque do auxílio emergencial está disponível para novo grupo
Economia
Beneficiários nascidos em setembro podem sacar auxílio emergencial
Economia
Beneficiários nascidos em julho podem sacar auxílio emergencial
Cidade
Véspera do Dia das Mães lota centro da Capital
Economia
Beneficiários nascidos em junho podem sacar auxílio emergencial nesta sexta
Economia
Nascidos em maio podem sacar auxílio emergencial
Economia
Beneficiários nascidos em abril podem sacar auxílio emergencial
Economia
Trabalhadores nascidos em março podem sacar auxílio emergencial
Economia
Beneficiários nascidos em fevereiro podem sacar auxílio emergencial

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio