Menu
Busca terça, 22 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
TJMS setembro20
Economia

Rodada em Três Lagoas gera mais de R$ 65 milhões em negócios

31 julho 2011 - 04h41Sebrae

Com a presença de empresários de sete estados, quase 1.400 reuniões agendadas e 132 empresas inscritas, a Rodada de Negócios Multisetorial de Três Lagoas fechou com mais de R$ 65 milhões em negócios imediatos e futuros. De acordo com a gerente do Sebrae Regional Bolsão, Márcia Rocha, o ganho maior do uso de ferramentas de comercialização como essa é a transformação da cultura empresarial da região.

"Hoje as micro e pequenas empresas visualizam novos horizontes de negócios, de qualificação profissional e mercados diversificados".

Além disso, segundo a gerente do Sebrae/MS, a cada edição, a Rodada tem atraído um número maior de interessados. Nesta, atingiu 30% a mais se comparada às rodadas anteriores, com a presença de empresas que ainda não haviam participado das outras edições. Márcia ressalta, no entanto, a fidelização de organizações que têm marcado presença em todos os eventos.

Resultado a médio e longo prazos é a expectativa do responsável pela Alugue Brasil em Três Lagoas, Cássio Calixto. Segundo ele, o negócio de sua empresa não é para uma única vez, "por isso nossa abordagem é de uma divulgação institucional, porque oferecemos soluções em transportes".

De acordo com Calixto, é a primeira vez que participa de um evento com a metodologia de rodada de negócios, mas ele já atua com ferramentas de rede de contatos há muitos anos, "sou um defensor desse formato de contato com clientes". Para ele, é uma maneira de efetuar um contato assertivo "com a pessoa certa".

Pela primeira vez como participante de uma Rodada de Negócios, o empresário Jonathan Martins, da Wsnet, empresa da área de informática especializada na implantação de data centers e infraestrutura de rede lógica, priorizou agendas com empresas que estão em período de construção de suas plantas devido às características da sua prestação de serviços. "Já tenho uma empresa para realizar um levantamento de necessidades e a possibilidade de apresentar orçamento", diz.

Além disso, o empresário acredita que não havia empresas concorrentes para o seu segmento, por isso, a expectativa é de fechamento de negócios futuros. Acompanhar o crescimento da cidade através da ampliação da sua empresa foi um dos motivos para o engenheiro civil, Sílvio Silvestre, inscrever sua empresa na Rodada de Negócios.

Segundo ele, a ideia é trabalhar com a construção de grandes empreendimentos até pela atual situação de implantação de novas empresas no município. Entretanto, Silvestre fala da maior dificuldade para o setor que é a mão de obra. "Temos recebido pessoas do Norte e do Nordeste para assumir postos de pedreiro, servente e outros profissionais", explica.

O empresário relata que fechou negócio com uma empresa de pré-moldados e com uma nova fornecedora de perfilados metálicos.

"Antes eu adquiria esse material fora da cidade, agora já temos uma empresa em Três Lagoas. Isso vai reduzir os custos da obra". Conforme Silvestre, a Rodada "abre um leque de opções para negócios imediatos", além da ampliação de oportunidades e ainda empresas que aplicam sua tecnologia às indústrias, mas também que já estão disponíveis ao conjunto da população.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
FGTS está na conta dos trabalhadores nascidos em dezembro
Economia
Nascidos em julho recebem auxílio hoje e poderão sacar em outubro
Economia
Brasil e Paraguai assinam acordo para reabrir a fronteira
Economia
Pagamentos do Ciclo 1 do auxílio emergencial estão concluídos
Economia
Sidrolândia ganha unidade produtora de leitões que vai gerar 100 empregos
Economia
Caixa paga auxílio para 3,9 mi de beneficiários hoje; veja quem recebe
Economia
Comércio na fronteira terá liberação "meia boca"
Economia
Caixa paga abono salarial nesta segunda; veja quem recebe
Economia
FGTS: Caixa deposita hoje para trabalhadores nascidos em novembro
Economia
Economista aponta três fatores para aumento no preço dos alimentos

Mais Lidas

Geral
"O corpo é o de menos”, diz jovem no Dia Nacional da Luta PCD
Geral
“Só sintomas leves”, diz Reinaldo ao JD1
Internacional
Vídeo: Mulher dança reggaeton sobre caixão do namorado
Vídeos
Vídeo: Pedagoga leva soco durante abordagem policial racista