Menu
Busca quinta, 26 de novembro de 2020
(67) 99647-9098
TJMS Novembro20 Juizado de transito
Economia

Setor produtivo se une em busca de alternativas para desenvolvimento do CO

18 julho 2011 - 16h36Assessoria Casa Rural

O Centro-Oeste elevou em quatro pontos percentuais sua participação no Produto Interno Bruto (PIB) nacional, passando 5,2% para 9,2% de 1990 a 2008. A maior contribuição veio da agropecuária, que no mesmo período passou de 7,5% para 19,8% do PIB do setor. A indústria de transformação de também teve crescimento considerável, passando de 1,7% para 4,5% do PIB específico do setor.

Os dados foram apresentados hoje pelo gerente-executivo de Política Econômica da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Mário Sérgio Carraro Telles, durante o projeto Encontros Empresariais Centro-Oeste – Integrar e Desenvolver para debater temas ligados ao desenvolvimento e integração de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás e Distrito Federal. O evento acontece na Casa da Indústria, em Campo Grande, e tem a participação do presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul), Eduardo Riedel.

Segundo dados de Telles, o Centro-Oeste concentra 4,5% do PIB industrial brasileiro, mas possui grande presença no setor agropecuário, sendo que o percentual do PIB específico do setor fica em 19,8%, enquanto o de serviços representa uma fatia de 10,6%. "A vocação da agropecuária é forte na região e grande parte do crescimento industrial é no segmento do agronegócios", enfatizou Telles, o primeiro a palestrar no evento.

O presidente da Famasul e do Conselho Deliberativo do Sebrae/MS, Eduardo Riedel, segue na mesma linha do representante da CNI e ressalta a importância do evento reunindo o setor produtivo do Centro-Oeste, com representantes da indústria, comércio e do agronegócio para tratar dos temas estratégicos para o desenvolvimento industrial da região.

"A reunião dos diferentes setores demonstra a visão estratégica das entidades representativas sobre a cadeia produtiva, no sentido de que não há incompatibilidade e que a complementaridade entre os setores é que movimenta o desenvolvimento da região", avalia Riedel.

Telles vai mais longe em relação ao potencial dos estados do Centro-Oeste: "Não é preciso vir indústrias de fora se forem criadas condições para que as indústrias locais cresçam e se tornem grandes", afirma. O CO tem seis entre as 20 microrregiões mais ricas do país, sendo elas Alto Araguaia, Parecis, Alto Teles Pires e Primavera do Leste em Mato Grosso, Catalão em Goiás e Brasília no Distrito Federal.

Entre os fatores que favoreceram os recentes avanços no desenvolvimento regional, o gerente apontou a recriação das superintendências regionais de desenvolvimento, o lançamento da Política Nacional de Desenvolvimento Regional, as políticas de transferência de renda do Governo Federal e o aumento do potencial de consumo das regiões menos desenvolvidas.

O encontro do setor produtivo do Centro-Oeste foi organizado pela Fiems e tem a participação da Famasul, Fecomércio e do Governo do Estado, por meio da secretária da Seprotur, Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Veja quem são os beneficiário que recebem parcela do auxílio nesta quarta
Economia
Caixa libera saques do auxílio emergencial para nascidos em junho
Economia
Nascidos em fevereiro recebem auxílio emergencial nesta segunda
Economia
Caixa faz novo pagamento do auxílio emergencial neste domingo
Economia
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 75 milhões neste sábado
Economia
Com novo sistema, apostas nas lotéricas podem ser pagas com Pix
Economia
Veja quem são os beneficiários que recebem auxílio nesta sexta
Economia
MS impulsionará retomada da economia
Economia
Caixa paga 3ª parcela do auxílio para beneficiários do Bolsa Família
Economia
Mega-Sena sorteia hoje prêmio acumulado de R$ 50 milhões

Mais Lidas

Geral
Idoso morre horas depois de sofrer descarga elétrica enquanto pintava mercado
Geral
Mãe e bebê de 2 meses morrem após acidente na MS-382
Justiça
OAB irá suspender advogado preso pelo estupro de três menores
Brasil
Com 95% dos pulmões comprometidos, Humorista Rodela é internado na UTI