Menu
Busca sexta, 22 de outubro de 2021
(67) 99647-9098
Gov 44 anos
Economia

Supermercadistas apontam quinto mês com queda de consumo em 2021

Apesar da variação ser 2,47%, o presidente da AMAS acredita que devido à inflação, poder aquisitivo do consumidor está menor, que gera declínio no consumo

14 outubro 2021 - 16h00Gabrielly Gonzalez, com assessoria

Mais um recuo foi anunciado pelos supermercadistas. Esse já é o quinto mês com queda de consumo em 2021, conforme a Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS). Desta vez, o recuo é de 2,33% no consumo nos lares brasileiros entre os meses de agosto e julho deste ano, já na comparação com o mesmo mês de 2020, o consumo fechou com variação negativa de 1,78%. O acumulado de 2021 segue positivo em 3,15%.

Segundo Marcio Milan, vice-presidente da ABRAS, o número reflete fatores externos e internos como a alta da inflação, que até agosto acumulou 5,67%, e o desemprego. Ainda assim, de acordo com Milan, o setor mantém o otimismo e aponta as ocasiões de grande consumo, como o Black Friday e o Natal, para essa expectativa positiva. "Apesar dessa desaceleração, estamos confiantes e manteremos nossa projeção inicial de crescimento de 4,5% para 2021", concluiu.

O presidente Associação Sul-mato-grossense de Supermercados (AMAS), Edmilson Verati, lembrou que o poder aquisitivo do consumidor, devido à inflação, está menor, o que influencia diretamente no consumo. "Temos percebido que os consumidores estão comprando menos, apesar de continuar a pagar valores similares que em meses anteriores".

Cesta Abrasmercado

Em Campo Grande, a variação da Cesta Abrasmercado ficou em 2,47%, entre os meses de julho e agosto, passando de R$ 518,13 para R$ 530,91, sendo que a variação nacional foi de 1,07%, fechando o mês em R$ 675,73.

Unica - primavera

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Apostador de MS acerta na quina e leva R$ 47 mil; outras 56 acertaram a quadra
Economia
Caixa paga auxílio emergencial a nascidos em março
Economia
Mega-Sena sorteia hoje prêmio acumulado em R$ 21 milhões
Economia
Caixa paga auxílio emergencial a nascidos em fevereiro
Economia
"Parceria governo e iniciativa privada fez MS crescer", afirma Longen
Economia
Ninguém acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 21 milhões
Economia
Caixa paga auxílio emergencial a nascidos em janeiro
Economia
Nascidos em novembro e dezembro podem sacar auxílio emergencial
Economia
Auxílio Brasil: Bolsonaro deve anunciar programa de R$400 nesta terça-feira
Economia
Sortudo pode levar prêmio de R$ 16,9 milhões hoje

Mais Lidas

Polícia
Homem pula o muro e flagra a ex-mulher com outro e transtornado agride ela e tranca os dois
Brasil
Vídeo: Homem se desespera ao ver que racha com os amigos acabou em morte
Geral
Com oito filhos, mãe anuncia gravidez de gêmeos e dispara: 'queremos mais'
Geral
Pastor embolsa R$ 30 milhões da Igreja Universal e foge