Menu
Busca segunda, 10 de maio de 2021
(67) 99647-9098
Gov_MS-Cresce_Maio21
Economia

Taxa de desemprego no Brasil sobe para 6% em junho

24 julho 2013 - 10h33Via Brasil Econômico
A taxa de desemprego foi estimada em 6% em junho deste ano, não registrando avanço frente a maio de 2013 (5,8%) e junho de 2012 (5,9%), de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

A população desocupada (1,5 milhão de pessoas) apresentou estabilidade tanto em relação maio de 2013 quanto a junho de 2012.

A população ocupada (23,0 milhões) não variou significativamente frente aos meses de maio de 2013 e junho de 2012.

O número de trabalhadores com carteira assinada no setor privado (11,5 milhões) ficou estável em relação a maio de 2013 e cresceu 3,2% na comparação com junho do ano passado, representando um adicional de 359 mil postos de trabalho com carteira assinada.

Analisando o contingente de ocupados segundo os grupamentos de atividade, de maio para junho de 2013, destaca-se queda de 3,3% na Indústria, único grupamento que mostrou variação.

O rendimento médio real habitual dos ocupados (R$ 1.869,20) não apresentou variação na comparação mensal e aumentou 0,8% frente a junho de 2012 (R$ 1.854,13).

A massa de rendimento real habitual (R$ 43,4 bilhões) ficou estável em relação a maio e cresceu 1,5% frente a junho de 2012.

A massa de rendimento real efetivo dos ocupados (43,1 bilhões em maio de 2013) também permaneceu estável frente a abril. Na comparação com maio do ano passado esta estimativa cresceu 2,0%.

O nível da ocupação (proporção de pessoas ocupadas em relação às pessoas em idade ativa) foi estimado em 53,7% no total das seis regiões, não apresentando variação em relação a maio de 2013. No confronto com junho de 2012 esse indicador também não variou.

Regionalmente, na comparação mensal, todas as regiões mantiveram estabilidade, exceto Belo Horizonte, onde o indicador caiu 0,8 ponto percentual. No confronto com junho do ano anterior, o nível da ocupação aumentou 4,4 pontos percentuais em Salvador e teve redução de 2,1 e de 1,9 pontos percentuais, respectivamente, em Recife e em Belo Horizonte. Nas demais regiões, não se verificou alteração.
Girafa

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cidade
Véspera do Dia das Mães lota centro da Capital
Economia
Beneficiários nascidos em junho podem sacar auxílio emergencial nesta sexta
Economia
Nascidos em maio podem sacar auxílio emergencial
Economia
Beneficiários nascidos em abril podem sacar auxílio emergencial
Economia
Trabalhadores nascidos em março podem sacar auxílio emergencial
Economia
Beneficiários nascidos em fevereiro podem sacar auxílio emergencial
Economia
Beneficiários com NIS final 0 recebem auxílio emergencial
Economia
MS tem alto índice de geração de empregos
Economia
Nascidos em dezembro recebem primeira parcela do auxílio emergencial
Economia
Auxílio emergencial é pago para nascidos em novembro

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio