Menu
Busca quinta, 06 de maio de 2021
(67) 99647-9098
Gov_MS-Cresce_Maio21
Economia

'Temos sido capazes de reduzir a inflação', diz Tombini em Davos

24 janeiro 2014 - 11h49Via G1
O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, disse nesta sexta-feira (24) durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, que o Brasil vem conseguindo frear o ritmo de avanço da inflação, mas que "ainda é preciso seguir nessa direção".

Tombini participou de um debate sobre o futuro da política monetária, com representantes do Japão, do Reino Unido e dos Estados Unidos.

Na quinta-feira (23), os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostraram que, neste início de ano, a inflação perdeu força em relação ao final do ano passado, ficando abaixo das previsões do mercado. Em 2013, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a inflação oficial do país, fechou em 5,91% – acima da taxa de 5,84% registrada em 2012.
 
"Temos sido capazes de reduzir a inflação e precisamos ainda seguir nesta direção. Os números mais recentes sobre a inflação que vemos pelos menos nos dão uma resposta de que política monetária também funciona no Brasil", afirmou o presidente do Banco Central, que acompanha no fórum a presidente Dilma Rousseff e o ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Ao ser questionado pelo mediador do debate sobre se o crescimento da economia brasileira no terceiro trimestre de 2013 – que teve alta de 2,2% na comparação com o mesmo período de 2012 – era bom o suficiente, Tombini disse que não. "Não é bom o suficiente, e precisamos fazer mais."

Já na comparação com o segundo trimestre do ano passado, o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro foi negativo, indicando uma queda de 0,5%, influenciado pelo desempenho da agricultura, que recuou 3,5%.

Foco era competição
No ano passado, Tombini, que foi o único representante do Brasil em Davos, ao lado do então ministro das Relações Exteriores Antonio Patriota, participou de um seminário sobre mercados emergentes e, na ocasião, afirmou que o país teria de se preparar para ser mais competitivo.

"Em poucos anos, seremos muito mais competivos. Está em curso a redução dos custos de produção. O setor privado tem sido beneficiado. A presidente vem baixando taxas, capacitando os trabalhadores, fazendo mais parcerias público-privadas. São iniciativas que deixarão nossa economia muito mais competitiva no futuro", afirmou Tombini no fórum de 2013.

Meia-idade dos Brics
Na quinta-feira, o ministro da Fazenda foi o primeiro representante brasileiro a falar em Davos. Ao participar do Painel da TV Globo e GloboNews, sobre a "crise de meia-idade" dos Brics – grupo de potências emergentes da economia global, formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul –, o Mantega foi otimista e disse que esses países continuarão liderando o crescimento mundial. Mas, segundo ele, é preciso que sejam feitas mudanças nos modelos de expansão dessas nações.

"Não acredito que haja crise de meia-idade dos Brics. Diante da crise mundial, houve redução do volume de comércio, de demanda internacional. A economia mundial, os países avançados estão em vias de recuperação, ainda gradual, inicial. E, portanto, com essa recuperação, nós teremos uma reativação do comércio. O comércio [global] crescia a um volume de 6% a 7% ao ano. Daqui para frente, voltará a crescer 4% a 5%. Os Brics continuarão liderando o crescimento da economia mundial. Mas, para, isso, precisam fazer mudanças nos seus modelos de crescimento", afirmou Mantega.
Girafa

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Beneficiários nascidos em abril podem sacar auxílio emergencial
Economia
Trabalhadores nascidos em março podem sacar auxílio emergencial
Economia
Beneficiários nascidos em fevereiro podem sacar auxílio emergencial
Economia
Beneficiários com NIS final 0 recebem auxílio emergencial
Economia
MS tem alto índice de geração de empregos
Economia
Nascidos em dezembro recebem primeira parcela do auxílio emergencial
Economia
Auxílio emergencial é pago para nascidos em novembro
Economia
Rio Verde de MT terá ponte que ligará BR a núcleo industrial do município
Economia
Caixa paga auxílio emergencial a nascidos em outubro
Economia
Auxílio emergencial é pago a beneficiários do Bolsa Família com NIS 6

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio