Menu
Busca quinta, 23 de setembro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS setembro21
Economia

Vendas no varejo crescem 0,4% em janeiro, diz IBGE

13 março 2014 - 11h54Via G1
As vendas do comércio varejista brasileiro cresceram 0,4% em janeiro, segundo dados divulgados nesta quinta-feira (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em dezembro de 2013, o indicador havia mostrado leve queda, de 0,2%.

Na comparação com janeiro de 2013, o volume de vendas registrou aumento de 6,2%. Em 12 meses, o indicador aumula alta de 4,3%.

Quanto aos setores analisados pelo IBGE, na comparação com o ano anterior, todas as atividades apresentaram taxas positivas, menos a de equipamentos e material para escritório, informática e comunicação apresentou resultado negativo, cujas vendas caíram 4,6%.

"A desaceleração nas taxas de desempenho da atividade tem na mudança do patamar de preços de microcomputadores, o principal produto da atividade, uma das razões para tal comportamento"

Segundo o IBGE, considerando o peso de cada um dos segmentos, as variações mais importantes foram as registradas por hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (5,5%); artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (13,6%) e outros artigos de uso pessoal e doméstico (7,6%), entre outros.

Só o segmento de hipermercados representou 45% do índice do comércio em janeiro. "Isso se deve ao acréscimo do poder de compra da população, uma vez que a massa de rendimentos médio real habitual dos ocupados cresceu 3,3% sobre janeiro de 2013, com ênfase nos efeitos do novo salário mínimo, em vigor a partir do primeiro dia do ano, cujo percentual de aumento, de 6,8%, ficou acima da inflação de 2013, de 5,9%, medida pelo IPCA", diz o IBGE em nota.

Por região

Todas as Unidades da Federação registraram resultados positivos no volume de vendas na comparação anual, com destaques para Acre (13,7%); Rondônia (11,0%); Tocantins (10,7%); Alagoas (10,0%); e Maranhão (8,8%). Quanto à participação na composição da taxa do comércio varejista, os destaques partem de São Paulo (6,4%); Rio de Janeiro (4,8%); Minas Gerais (5,9%); Rio Grande do Sul (7,1%); e Paraná (6,9%).

Receita
Em janeiro, a receita nominal do comércio (balanço entre receitas e despesas, sem considerar a inflação) cresceu 0,9% e, no acumulado em 12 meses, o avanço foi de 11,90%. Em relação ao mesmo período de 2013, a alta foi de 12,5%.
Unica - inverno

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Em protesto contra a fome, MSTS faz ocupação em prédio de bolsa de valores
Economia
Mega-Sena acumula em R$ 7 milhões, 34 moradores de MS acertaram a quadra
Economia
Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em março
Economia
Pesquisa divulgada pelo Procon mostra variação de preços dos produtos da Csta básica
Economia
Fiems recebe delegação paraguaia para rodada de negócios
Economia
Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em fevereiro
Economia
Auxílio emergencial: nascidos em janeiro recebem 6ª parcela
Economia
Possível calote em empresa chinesa faz bolsas despencarem
Economia
Decreto regulamenta reconhecimento de dívidas da União junto à Caixa
Economia
Trabalhadores nascidos em dezembro podem sacar auxílio emergencial

Mais Lidas

Geral
Vídeo: "Peixe de bosteiro", morador de rua engana população de Paranaíba
Polícia
Menino de 2 anos mata prima atropelada após dar partida em carro
Polícia
Funcionários da Energisa ficam sob mira de arma ao tentar podar árvores na Vila Olinda
Polícia
Operação “Dark Money” investiga desvio de R$ 23 milhões no esquema de corrupção em Maracaju