Menu
Busca quinta, 02 de julho de 2020
(67) 99647-9098
Educação

Estudantes tem até esse domingo para fazer ID Estudantil de graça

ID Estudantil pode ser baixada gratuitamente pelo Google Play ou Apple Store

15 fevereiro 2020 - 14h53Jônathas Padilha, com informações da Agência Brasil

Os alunos interessados em fazer a identidade estudantil digital têm até este domingo (16) para ter o documento de forma gratuita. De acordo com a a Medida Provisória 895/2019, editada pelo presidente Jair Bolsonaro, após a data, o Ministério da Educação (MEC) não terá mais autorização para emitir a ID Estudantil. 

Até o início da tarde deste sábado, mais de 320 mil alunos já emitiram suas respectivas ID estudantis, cada uma delas custou R$ 0,15 ao governo federal.

O documento garante ao estudante o seu direito de pagar meia-entrada em espetáculos artístico-culturais e esportivos, tudo disponível em seu celular. De acordo com o MEC, o intuito é oferecer uma alternativa à carteirinha física emitida pela União Nacional dos Estudantes (UNE) e também pela União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), que custa R$ 35.

Como emitir o documento

- Baixe o aplicativo "ID Estudantil" disponível de graça no Google Play ou Apple Store;

- Faça um cadastro pelo login do gov.br, usando o CPF e uma senha para acesso ao sistema do governo federal;

- Clique na opção para inserir uma nova ID Estudantil e aceite os termos e condições;

- Caso o estudante tenha CNH, será feito um cruzamento com a fotografia tirada no aplicativo com dados do Denatran para reconhecimento facial. Caso o estudante não tenha esse documento, serão solicitadas uma foto do rosto e uma do RG (frente e verso);

- Com isso, a ID foi criada e ficará disponível no aplicativo.

Os alunos que forem menores de idade, podem ter o documento emitido pelos próprios responsáveis. Neste caso, selecione a opção "ID Estudantil – dependente"

Validade

O diferencial desta carteirinha é a validade, as tradicionais de plástico duram até março do ano seguinte, a ID estudantil poderá ser utilizada enquanto a matrícula do aluno estiver ativa no Sistema Educacional Brasileiro (SEB), banco de dados nacional dos estudantes.

Mais de seis milhões são cadastrados na plataforma, por 7,1 mil instituições de educação básica e superior. O SEB também permite o acompanhamento da regularidade escolar do estudante.

Totem_Alcool Gel

Deixe seu Comentário

Leia Também

Educação
MEC define protocolo sanitário para volta às aulas
Educação
Sem prever retorno, MEC divulga normas para volta às aulas presenciais
Educação
Estudantes de direito elaboram “cartilha jurídica” sobre a pandemia
Educação
Estudantes optam por fazer o Enem em maio de 2021
Educação
Sesi dá dicas de entretenimento educativo para alunos que estão em casa
Educação
Consulta sobre nova data para o Enem termina hoje
Educação
Sesi auxilia pais a lidar com as emoções dos filhos na pandemia
Educação
Enquete que vai definir nova data do Enem termina nesta terça
Educação
Professor Carlos Alberto Decotelli é o novo ministro da Educação
Educação
“Não é momento para escolas particulares voltarem”, diz Marquinhos

Mais Lidas

Polícia
Homem desacata delegada por estar em um cargo que "seria apenas para homens"
Brasil
Vídeo: Leonardo explica acidente com filhos e diz que “está tudo certo”
Política
“Iremos cassar alvará dos estabelecimentos que desobedecem ao Toque de Recolher”, diz Marquinhos
Política
Bolsonaro usa fotos “fakes” em campanha com mesmo nome de propaganda de Hugo Chávez