Menu
Busca sábado, 28 de janeiro de 2023
(67) 99647-9098
Governo - Dengue Jan22
Educação

Fim da greve: professores voltam às salas de aula das escolas da REME

As aulas vão retornar ao normal na Capital nesta sexta-feira (9)

07 dezembro 2022 - 15h40Brenda Leitte, com G1 Notícias

O sindicato campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública definiu seguir a decisão da Justiça do Mato Grosso do Sul que põe fim à greve dos professores na Rede Municipal de Ensino na capital. Conforme comunicado da entidade, as aulas devem voltar ao normal na sexta-feira (9).

A decisão em aceitar o fim da paralisação se deu depois o desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS), Sérgio Fernandes Martins, determinar o fim imediato da greve dos professores da Rede Municipal de Ensino (Reme) de Campo Grande, sob pena de multa no valor de R$ 50 mil por dia em caso de descumprimento da decisão.

A greve geral dos professores teve início em 2 de dezembro e a categoria cobra o reajuste salarial de 10,39% acordado no início do ano, segundo o Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública (ACP).

Impasse

Segundo o ACP, a correção salarial está prevista em lei municipal e deveria ser aplicada de forma escalonada, 5,03% em abril (já cumprido), 10,39% em novembro e 4,78% em dezembro. A rede municipal de ensino conta com 108 mil alunos.

Em contrapartida, o município propôs o pagamento de 4,7% no salário de dezembro, segundo o cronograma que inclui todos os outros servidores da prefeitura. Além disso, a administração ofereceu um auxílio alimentação de R$ 400 para os professores com jornada de 40h semanais, e proporcionalmente, R$ 200 para os profissionais com jornada de 20h. A categoria rejeitou a proposta.

No dia 25 de novembro os professores fizeram um protesto na frente da prefeitura de Campo Grande para pedir que o acordo de reajuste salarial feito com o antigo prefeito, Marquinhos Trad (PSD), fosse cumprido. No dia 29 de novembro as aulas foram paralisadas novamente na rede municipal.

A Prefeitura de Campo Grande entrou com uma ação no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS), na quinta-feira (1º), contra a greve dos professores, mas a Justiça os pedidos de reconsiderações.

A prefeitura alega que a greve é ilegal, pois o Executivo apresentou uma contraproposta, assim como as negociações não esgotaram.

 

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Educação
Calendário escolar de 2023 é divulgado com 205 dias letivos
Educação
UEMS está com vagas abertas para curso de idiomas; saiba como participar
Educação
Kits de merenda escolar começam a ser entregues nas escolas da REME
Educação
UFMS oferece 104 vagas de graduação para medalhistas em olimpíadas científicas
Educação
Curso básico de inglês está com inscrições gratuitas abertas na Capital
Educação
Termina hoje prazo para dispensa de prova do Enade 2022
Educação
Termina hoje etapa de efetivação de matrículas em escolas estaduais
Educação
Resultado preliminar do vestibular Uems 2023 é divulgado
Educação
Prazo de cadastro para professores temporários na REE termina hoje
Educação
Governo atualiza cronograma de aplicação das provas do Encceja

Mais Lidas

Brasil
Anitta vira assunto ao ter cenas íntimas vazadas na internet; assista
Polícia
Criança morta com bexiga tinha 7 meses e brincava na sala de casa
Polícia
Mãe ficou 'tranquila' com filha morta em UPA; criança já tinha ido 30 vezes ao hospital
Geral
JD1TV: Policial agride advogada dentro de delegacia da Capital