Menu
Busca segunda, 24 de junho de 2019
(67) 99647-9098
Esportes

1° Encontro Pesca Cota Zero acontecerá em Corumbá

O evento reunirá amantes de pesca esportiva entre os dias 30 de maio e 2 de junho na beira do Rio Miranda

21 maio 2019 - 10h55Priscilla Porangaba, com informações da assessoria

Amantes da pesca esportiva se reúnem entre os dias 30 de maio e 2 de junho para celebrar o Decreto da Cota Zero no Passo do Lontra Park Hotel, situado na beira do Rio Miranda.

O decreto foi assinado pelo governador Reinaldo Azambuja em 22 de fevereiro deste ano. O 1º Encontro Pesca Cota Zero é uma iniciativa de uma família de pioneiros em turismo na região do Passo do Lontra, comunidade localizada no Pantanal da Nhecolândia, em Corumbá.

O encontro conta com o apoio de operadores de barcos-hotéis e empresas de equipamentos, além do canal Fish TV, Associação dos Pescadores Esportivos do Pantanal (APEP) e do Frigorífico Caimasul, que ofertará a degustação da carne do jacaré criado em cativeiro durante o encontro. A programação também inclui shows com duplas sertanejas.

O coordenador do evento João Guilherme Venturini, de 19 anos, explica que “esse é um projeto de futuro, que queremos levar para outras regiões de pesca do Estado, criando uma consciência em favor dos nossos rios e do Pantanal”.

Validade em 2020

O decreto nº 15.166, assinado pelo governador estabelece a cota zero para os peixes das bacias dos Rio Paraguai e Paraná a partir de 2020. Proibindo a captura e transporte por pescadores amadores ou esportivos. O decreto assegura ao pescador profissional a manutenção da cota de 400 quilos, além de outras alternativas de renda.

Para 2019, a cota para a pesca amadora foi reduzida de 10kg para cinco de pescado, mais um exemplar e cinco piranhas.

As medidas apoiadas pelo trade turístico e associações de pescadores visam preservar os estoques pesqueiros, atualmente em baixa, e atrair um novo e promissor mercado de pesca esportiva em Mato Grosso do Sul.

Venturini parabenizou o governador Reinaldo Azambuja pela medida e observou que “ nos rios da bacia pantaneira não se pesca mais peixe grande, com forte pressão sobre os de pequena medida, o que causa também desequilíbrio na fauna aquática”, lamentou. Segundo Venturini, 95% dos clientes do hotel já praticam o pesque-solte.

A empresária e ex-secretária de Turismo de Corumbá Marju Azambuja Venturini afirmou que “não se trata de um torneio, é um encontro dos pescadores esportivos com o propósito de fortalecer a cota zero, que tem todo o nosso apoio, é uma lei que veio para garantir o repovoamento dos nossos rios, onde não tem mais peixe, e fomentar o turismo, gerando economia e desenvolvimento a região e ao Estado”, comentou.

Marju explica que para o pescador, o troféu é o peixe grande e por siso muitos viajam para a Argentina em busca dos peixes graúdos. “Estamos lutando há dez anos pelo pesque-solte, conscientizando os pescadores que nos visitam, e o governador nos escutou e tomou a medida certa”, finalizou Marju.

 

Assembleia para todos - junho-19

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Brasil perde para França e o sonho do título é adiado
Esportes
Brasil joga contra a França na Copa do Mundo feminina neste domingo
Esportes
Com placar de 5 a 0 Brasil atropela o Peru
Esportes
Brasil enfrenta Venezuela hoje, em Salvador, pela Copa América
Esportes
Brasil supera a Itália e garante vaga na próxima fase da Copa
Esportes
Ex-presidente da UEFA é preso em investigação de suborno
Esportes
Seleção brasileira joga contra a Itália
Esportes
Sem escolha, para continuar na Copa Brasil precisa vencer a Itália
Esportes
Atletas de taekwondo de MS competem nos EUA
Esportes
Lutador de MS é medalhe de bronze em campeonato no EUA

Mais Lidas

Polícia
Vídeo- Ao voltar de festa junina, jovens morrem em acidente de moto
Brasil
Pai encontra corpo da filha desaparecida na casa do ex-namorado
Polícia
Ex-namorado mata mulher a golpes de canivete
Polícia
Pai atira em filho por causa de cobrança de dívida e foge