Menu
Busca sexta, 22 de novembro de 2019
(67) 99647-9098
Esportes

Abertura da Copa 2014 será em São Paulo, e no estádio do Corinthians

28 agosto 2010 - 09h49
O estádio do Corinthians, em Itaquera, será o palco da abertura da Copa do Mundo de 2014. O acordo foi fechado nesta sexta-feira, no Rio, durante encontro entre o governador de São Paulo, Alberto Goldman (PSDB), o prefeito da capital, Gilberto Kassab (DEM) e o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira. Na primeira etapa da obra, orçada em R$ 300 milhões e bancada pela construtora Odebrecht, a arena corintiana receberá 45 mil pessoas. O Estado apurou que já existe projeto de ampliação para 68 mil para, assim, receber a abertura do Mundial. Essa segunda fase será bancada com recursos da Fifa. Boa parte da negociação foi conduzida diretamente pelo corintiano mais ilustre da atualidade, o presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. A expectativa é de que o anúncio oficial seja feito na terça-feira, quando Lula e outras autoridades do primeiro escalão do governo federal estarão no Parque São Jorge para participar de evento que marca as festividades do centenário alvinegro. O Corinthians completa 100 anos no dia 1º, quarta-feira, e a ideia é apresentar o estádio como o principal presente de aniversário. A convicção das autoridades paulistanas de que a partida de abertura da Copa será realizada na nova arena se deve à disposição política manifestada por Teixeira. Em todas as entrevistas de que participou nos últimos dois meses, o presidente da CBF fez questão de destacar que, em sua opinião, o jogo inicial do evento deveria acontecer na capital paulistana. "É uma pura questão de raciocínio lógico. Se o estádio do Corinthians será o palco de São Paulo e se São Paulo é o palco da abertura, basta juntar as coisas", explicou pessoa diretamente envolvida na negociação. Detalhes do projeto. Na articulação coordenada por Lula ficou definido que a Odebrecht se responsabilizará pela construção de um estádio para 45 mil pessoas no terreno pertencente ao clube, em Itaquera, obra na qual investirá R$ 300 milhões. Em contrapartida, a construtora fica com a receita da venda do nome da nova arena (naming rights). O presidente corintiano, Andrés Sanchez, articulou na Fifa durante a Copa da África do Sul, quando chefiou a delegação brasileira, para que a entidade invista na iniciativa os US$ 150 milhões (R$ 262 milhões) necessários para a ampliação da capacidade para 70 mil lugares, obrigatória quando o assunto é abertura. Operários já trabalham na área em Itaquera e a previsão é de que a obra esteja concluída em dois anos e meio. "No nosso cronograma, o tempo é suficiente para que o estádio esteja concluído antes da Copa das Confederações de 2013." Fonte: Estadão
Athus Ingles

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Final da Libertadores terá concentração de flamenguistas na capital
Esportes
Equipe de futsal indígena de MS participa de jogos nacionais
Esportes
MS será representado em etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude
Esportes
Galvão passa mal e não vai narrar Libertadores
Esportes
Estudantes do MS ganham 35 medalhas no 1º dia das Paralimpíadas
Esportes
Confusão e torcedores pisoteados marcam embarque do Fla para Peru
Esportes
Judô de MS encerra Jogos Escolares com 12 medalhas
Esportes
Judoca campo-grandense ganha competição nacional
Esportes
Atletas de MS são campeões sul-americanos de Kickboxing
Esportes
MS se destaca e coloca três escolas de judô entre as dez melhores

Mais Lidas

Internacional
FIM DO MISTÉRIO – Gugu está vivo
Internacional
GUGU: Famosos lamentam morte, mas não há comunicado oficial
Polícia
Filho mata o pai que chegou bêbado em casa
Polícia
Mãe que segurava filha para ser estuprada pelo padrasto é presa