Menu
Busca sábado, 25 de maio de 2019
(67) 99647-9098
Esportes

Abertura da Copa 2014 será em São Paulo, e no estádio do Corinthians

28 agosto 2010 - 09h49
O estádio do Corinthians, em Itaquera, será o palco da abertura da Copa do Mundo de 2014. O acordo foi fechado nesta sexta-feira, no Rio, durante encontro entre o governador de São Paulo, Alberto Goldman (PSDB), o prefeito da capital, Gilberto Kassab (DEM) e o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira. Na primeira etapa da obra, orçada em R$ 300 milhões e bancada pela construtora Odebrecht, a arena corintiana receberá 45 mil pessoas. O Estado apurou que já existe projeto de ampliação para 68 mil para, assim, receber a abertura do Mundial. Essa segunda fase será bancada com recursos da Fifa. Boa parte da negociação foi conduzida diretamente pelo corintiano mais ilustre da atualidade, o presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. A expectativa é de que o anúncio oficial seja feito na terça-feira, quando Lula e outras autoridades do primeiro escalão do governo federal estarão no Parque São Jorge para participar de evento que marca as festividades do centenário alvinegro. O Corinthians completa 100 anos no dia 1º, quarta-feira, e a ideia é apresentar o estádio como o principal presente de aniversário. A convicção das autoridades paulistanas de que a partida de abertura da Copa será realizada na nova arena se deve à disposição política manifestada por Teixeira. Em todas as entrevistas de que participou nos últimos dois meses, o presidente da CBF fez questão de destacar que, em sua opinião, o jogo inicial do evento deveria acontecer na capital paulistana. "É uma pura questão de raciocínio lógico. Se o estádio do Corinthians será o palco de São Paulo e se São Paulo é o palco da abertura, basta juntar as coisas", explicou pessoa diretamente envolvida na negociação. Detalhes do projeto. Na articulação coordenada por Lula ficou definido que a Odebrecht se responsabilizará pela construção de um estádio para 45 mil pessoas no terreno pertencente ao clube, em Itaquera, obra na qual investirá R$ 300 milhões. Em contrapartida, a construtora fica com a receita da venda do nome da nova arena (naming rights). O presidente corintiano, Andrés Sanchez, articulou na Fifa durante a Copa da África do Sul, quando chefiou a delegação brasileira, para que a entidade invista na iniciativa os US$ 150 milhões (R$ 262 milhões) necessários para a ampliação da capacidade para 70 mil lugares, obrigatória quando o assunto é abertura. Operários já trabalham na área em Itaquera e a previsão é de que a obra esteja concluída em dois anos e meio. "No nosso cronograma, o tempo é suficiente para que o estádio esteja concluído antes da Copa das Confederações de 2013." Fonte: Estadão

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Funesp abre seleção para agentes de esporte e lazer
Esportes
São Paulo e Bahia se encontram novamente agora na Copa do Brasil
Esportes
Seleção Brasileira começa a se preparar para a Copa América 2019
Esportes
Estadual de Taekwondo será realizado neste fim de semana
Esportes
1° Encontro Pesca Cota Zero acontecerá em Corumbá
Esportes
Niki Lauda morre aos 70 anos
Esportes
Para comemorar 70 anos, hospital realiza evento esportivo
Esportes
Primeira final da Copa Campo Grande de Futebol Amador será domingo
Esportes
Galo supera Anapolina e fica mais próximo da segunda fase
Esportes
Tite convoca 23 jogadores para Copa América

Mais Lidas

Cidade
Restaurante Bamboo Sushi é autuado por cobrança excessiva
Polícia
Homem bêbado pede para descansar e morre no sofá do vizinho
Geral
Ciclista tem a cabeça esmagada por carreta em acidente
Geral
Marginal usa OLX para aplicar golpe com WhatsApp de anunciante