Menu
Busca domingo, 19 de janeiro de 2020
(67) 99647-9098
Perkal Topo - janeiro-20
Esportes

Abertura da Copa 2014 será em São Paulo, e no estádio do Corinthians

28 agosto 2010 - 09h49
O estádio do Corinthians, em Itaquera, será o palco da abertura da Copa do Mundo de 2014. O acordo foi fechado nesta sexta-feira, no Rio, durante encontro entre o governador de São Paulo, Alberto Goldman (PSDB), o prefeito da capital, Gilberto Kassab (DEM) e o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira. Na primeira etapa da obra, orçada em R$ 300 milhões e bancada pela construtora Odebrecht, a arena corintiana receberá 45 mil pessoas. O Estado apurou que já existe projeto de ampliação para 68 mil para, assim, receber a abertura do Mundial. Essa segunda fase será bancada com recursos da Fifa. Boa parte da negociação foi conduzida diretamente pelo corintiano mais ilustre da atualidade, o presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. A expectativa é de que o anúncio oficial seja feito na terça-feira, quando Lula e outras autoridades do primeiro escalão do governo federal estarão no Parque São Jorge para participar de evento que marca as festividades do centenário alvinegro. O Corinthians completa 100 anos no dia 1º, quarta-feira, e a ideia é apresentar o estádio como o principal presente de aniversário. A convicção das autoridades paulistanas de que a partida de abertura da Copa será realizada na nova arena se deve à disposição política manifestada por Teixeira. Em todas as entrevistas de que participou nos últimos dois meses, o presidente da CBF fez questão de destacar que, em sua opinião, o jogo inicial do evento deveria acontecer na capital paulistana. "É uma pura questão de raciocínio lógico. Se o estádio do Corinthians será o palco de São Paulo e se São Paulo é o palco da abertura, basta juntar as coisas", explicou pessoa diretamente envolvida na negociação. Detalhes do projeto. Na articulação coordenada por Lula ficou definido que a Odebrecht se responsabilizará pela construção de um estádio para 45 mil pessoas no terreno pertencente ao clube, em Itaquera, obra na qual investirá R$ 300 milhões. Em contrapartida, a construtora fica com a receita da venda do nome da nova arena (naming rights). O presidente corintiano, Andrés Sanchez, articulou na Fifa durante a Copa da África do Sul, quando chefiou a delegação brasileira, para que a entidade invista na iniciativa os US$ 150 milhões (R$ 262 milhões) necessários para a ampliação da capacidade para 70 mil lugares, obrigatória quando o assunto é abertura. Operários já trabalham na área em Itaquera e a previsão é de que a obra esteja concluída em dois anos e meio. "No nosso cronograma, o tempo é suficiente para que o estádio esteja concluído antes da Copa das Confederações de 2013." Fonte: Estadão

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Reforma do Guanandizão poderá ficar pronta em abril
Esportes
PM não aprova reforma e Morenão continua interditado
Esportes
Neymar quer jogar Copa América e Olimpíadas em 2020
Esportes
Judoca do MS conquista bicampeonato Parapan-Americano
Esportes
Águia Negra e Aquidauanense disputarão título na Copa do Brasil por MS
Esportes
Vila Nasser receberá projeto Férias no Parque na segunda-feira
Esportes
Flamengo busca negociação pelo volante Thiago Maia
Esportes
União supera o São Raimundo e se garante na 2ª fase da Copa SP
Esportes
Botafogo contrata mais dois reforços para o campo
Esportes
Com dificuldades financeiras, Vasco da Gama volta a treinar

Mais Lidas

Brasil
Vídeo - Eleição para síndico de condomínio termina em pancadaria
Polícia
Lista com nomes de fugitivos da prisão na fronteira é divulgada
Economia
Mato Grosso do Sul é o maior exportador de tilápia do Brasil
Justiça
Brasil fecha fronteira com Paraguai após fuga de presos neste domingo