Menu
Busca sábado, 26 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
Esportes

Ainda ressentido por 'Cingapuragate', Massa revela conversa com Symonds

28 fevereiro 2014 - 12h14Via Globoesporte.com
Em um campeonato tão disputado quanto o de 2008, qualquer posição no grid poderia significar a diferença entre perder e ganhar. Felipe Massa viu o rival Lewis Hamilton faturar o título daquele ano na última curva do GP do Brasil, por apenas um ponto de vantagem. Mas o brasileiro sempre fez questão de ressaltar que a derrota havia sido determinada por erros pontuais ao longo da temporada - alguns cometidos pela Ferrari e outros alheios à vontade da escuderia italiana ou do piloto. O mais doloroso deles veio à tona apenas no ano seguinte.  

"Quando você comete um erro, faz parte da guerra. Mas quando você tem um problema como Cingapura, não é parte do seu jogo. Aquilo não estava dentro das regras e é o tipo de coisa que vou lembrar para sempre - mais até do que o que houve em Interlagos. As pessoas falam sobre os pilotos da Renault, mas se esquecem de quem foi prejudicado por eles. Para mim, é uma grande vergonha que a FIA não tenha tomado nenhuma decisão mais contundente naquela época" desabafou Massa, em entrevista à edição de março da revista inglesa F1 Racing.

No GP de Cingapura, 15ª etapa da temporada 2008, Felipe Massa liderava a corrida quando o compatriota Nelsinho Piquet, da Renault, bateu em um muro e provocou a entrada do safety car na pista. O acidente desencadeou uma correria dos pilotos para os boxes. Em meio a tanta pressa, a Ferrari acabou liberando o brasileiro do pit stop antes de desconectar a mangueira de combustível. A trapalhada comprometeu a prova de Massa, que terminou apenas na 13ª posição, longe da zona de pontuação.  

Em agosto de 2009, Nelsinho revelou que o acidente havia sido proposital, dando origem a um dos maiores escândalos da história recente da Fórmula 1: o “Cingapuragate”. O brasileiro, então em seu primeiro ano na principal categoria do automobilismo mundial, foi instruído por Flavio Briatore, chefe da Renault, e pelo diretor de engenharia Pat Symonds a causar a batida deliberadamente para favorecer o companheiro Fernando Alonso, que venceu a prova. Briatore foi banido, e Symonds acabou suspenso por cinco anos. Caso a prova fosse anulada, Massa ficaria à frente de Hamilton na classificação final.

Mais de cinco anos depois, Massa se prepara para uma nova etapa da carreira. Fora da Ferrari, o brasileiro aceitou a missão de comandar o renascimento da Williams. Outra peça-chave para o ambicioso plano de recolocar a tradicional escuderia britânica no caminho da vitória é justamente Symonds, escolhido para o cargo de diretor técnico. Na entrevista à F1 Racing, o vice-campeão de 2008 revelou que já conversou com o ex-funcionário da extinta Renault sobre o delicado e polêmico assunto.  

"Com certeza, conversei com Pat Symonds sobre isso. Eu acredito que ele tenha tido menos envolvimento nessa história do que as pessoas pensam. De qualquer forma, não preciso falar sempre sobre isso para entender o que aconteceu. Eu sei exatamente o que se passou. Mas conversar sobre Cingapura foi um momento muito importante para mim e para ele. Nós precisávamos sentar e falar sobre aquilo. Eu não poderia trabalhar 100% com Symonds sem conversar sobre isso com ele antes" declarou Massa.

A contratação de Symonds foi um dos primeiros passos da Williams rumo a sua reestruturação interna. Dona de nove títulos de Construtores e sete de Pilotos, a equipe de Grove registrou um dos piores desempenhos de sua história em 2013. O time fundado por Sir Frank Williams ficou apenas em nono lugar do ranking, com meros cinco pontos marcados em 19 etapas. A escuderia inglesa anunciou Symonds em julho, após demitir o diretor técnico Mike Coughlan. Massa foi confirmado em novembro, com contrato de dois anos e opção de mais um.
Rota do Pantanal

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Moreninhas terá Torneio de Pênaltis com prêmios em dinheiro
Esportes
Covid-19: com seis infectados, Flamengo encara Barcelona-EQU nesta terça
Esportes
Com uma novidade de Tite em convocação para início das Eliminatórias
Esportes
Em emendas parlamentares, esporte de MS recebe R$ 1,64 milhão
Esportes
Vídeo: Corinthians é recebido com protesto pela torcida no aeroporto
Esportes
Vídeo - Neymar é expulso por dar tapa em jogador que o chamou de "macaco"
Esportes
Projeto Amigos do Parque volta neste final de semana
Esportes
Moreninha lll ganhará pista de skate e quadra de areia
Esportes
Messi se reapresenta ao Barcelona após tentativa frustrada de saída
Esportes
São Paulo e Fluminense se enfrentam pelo Brasileirão neste domingo

Mais Lidas

Cidade
Prefeitura libera apresentação de artistas de outros estados, na capital
Geral
Sexta-feira terá live de Gusttavo Lima e Daniel, Duda Beat e Nando Reis
Cidade
Mais de 5 mil aulas para 1º CNH foram realizadas de forma online em MS
Política
Chapa do PSDB quer “dar voz” a sociedade