Menu
Busca quinta, 16 de setembro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS setembro21
Esportes

Após dez anos, Fla e Vasco levam um terço do público à final

07 abril 2014 - 11h55Via Blog do Rodrigo Mattos do Uol
Há dez anos, com a possibilidade de vingança alvinegra pelas derrotas recentes, Flamengo e Vasco levaram 57.762 pagantes para a primeira partida da decisão do Estadual do Rio de Janeiro. Nesse domingo, de novo com a chance de revanche por parte dos cruzmaltinos, os times conseguiram atrair apenas 20.844 para pagar seus ingressos, praticamente um terço do último confronto.

A ESPN mostrou, antes do clássico, que o preço do bilhete médio tinha sido multiplicado por dez nestes últimos anos. É um fator a ser levado em conta, mas não é o suficiente para explicar a diferença tão grande de público.

Pelo aumento dos preços, os clubes ganharam até um pouco mais dinheiro. Considerada a inflação no período, a receita bruta corrigida do jogo de 2004 foi de R$ 1,160 milhão. Neste domingo, foi obtida uma renda total de R$ 1,324 milhão.

Só que rendas e públicos superiores foram vistos no Brasileiro da Série A. Durante esse período de dez anos, o Nacional consolidou-se com os pontos corridos. Não é incomum nem para Vasco nem para Flamengo obterem públicos acima de 20 mil pessoas em seus jogos.

Um exemplo é que o time vascaíno levou 48.077 pagantes na partida contra o Náutico, na reta final do Brasileiro, quando brigava contra o rebaixamento. A renda foi pouco menor do que a deste domingo, atingindo R$ 1,2 milhão. A média de público do time na competição foi de 17.618.

Já o Flamengo, apesar da campanha pouco empolgante, teve, na média, um público superior ao da final. Foram 23.385 por jogo no Brasileiro. Os clássicos entre os dois times, com a ressalva de que foram disputados em Brasília, tiveram públicos bem acima do visto na primeira decisão.

Se forem lembrados os quase 90% de jogos deficitários do Estadual do Rio, fica fácil constatar que, nos últimos dez anos, o público abandonou o campeonato em favor do Brasileiro e de outras competições. Essa década viu uma transformação no comportamento do torcedor que dificilmente será reversível.

Nem o sentimento de vingança vascaíno deve mudar isso. Ou alguém acredita que, no próximo domingo, haverá um Maracanã cheio para a decisão do Estadual? Detalhe: em 2004, foram 80 mil pessoas para ver o título rubro-negro. O estádio nem recebe mais essa quantidade de gente.
Unica - inverno

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Yeltsin Jaques "fez história na Paralimpíadas de Tóquio", diz Rose Modesto
Esportes
Yeltsin Jacques é recepcionado pelo Corpo de Bombeiros no Aeroporto nesta terça-feira
Esportes
Tóquio 2020: Cerimônia de encerramento encanta com a beleza da diversidade
Esportes
Anvisa paralisa jogo Brasil x Argentina e jogadores poderão ser deportados
Esportes
Campeonato Brasileiro de Handebol acontece de 03 a 07 de setembro em MS
Esportes
MS recebe Campeonato Brasileiro de Handebol neste fim de semana e feriado
Esportes
Primeiro ouro de parataekwondo da história vai para brasileiro
Esportes
Brasil enfrenta Chile pelas Eliminatórias da Copa do Catar
Esportes
Yeltsin Jacques quebra recorde e conquista o 100º ouro do Brasil em Paralimpíadas
Esportes
Yeltsin Jacques busca segundo ouro em Tóquio e pode bater recorde mundial

Mais Lidas

Polícia
Corpo é encontrado esquartejado em sacos de lixo
Geral
Ao vivo: Bebê transmite mãe tomando banho no Facebook
Polícia
Jovem é presa por morder enfermeira na UPA do Coronel Antonino
Polícia
Mulher agredida com barra de ferro em espetinho no Aero Rancho contesta versão dada pelo dono