Menu
Busca quarta, 28 de setembro de 2022
(67) 99647-9098
SENAI - matriculas setembro 22
Esportes

Contra Lanús, Ponte desafia sina de vice para sair da fila após 113 anos

04 dezembro 2013 - 11h08Via Globoesporte.com
Novamente falta (muito) pouco para a Ponte Preta sair da fila. Pela sexta vez, a chance de um título inédito bate à porta da Macaca. Dois jogos separam o clube do paraíso ou de mais gozação por parte dos rivais. Contra o Lanús, a partir desta quarta-feira, a Alvinegra campineira desafia a sina de vice para, enfim, acabar com um incômodo jejum de 113 anos. Depois de bater na trave nos Paulistas de 1970, 77, 79, 81 e 2008, a Ponte tem na final da Sul-Americana a oportunidade de colocar uma estrela no peito e soltar o grito de campeão, apagando o rebaixamento para a Série B do Brasileiro.

A bola rola a partir das 21h50 (de Brasília), no Pacaembu. O jogo de volta está marcado para 11 de dezembro, em "La Fortaleza", em Lanús. O momento histórico da Ponte promete transformar o Pacaembu em "Macacaembu" por uma noite. A expectativa é de casa cheia, com aproximadamente 30 mil torcedores empurrando o time contra um adversário arrumado, embalado e, além disso, argentino. Um ingrediente extra para tornar ainda mais especial uma eventual conquista alvinegra.

"A gente sabe o que um título representaria para a torcida da Ponte Preta. Uma torcida que é extremamente fiel. Uma torcida que não sabe o que é um título há 113 anos, mas segue apoiando a equipe em todos os momentos. Para mim, é uma segunda Copa do Mundo, diante de tudo que significa para o clube, para a cidade e principalmente para o torcedor" afirmou o técnico da Macaca, Jorginho.

Em jogo, também está uma vaga para a pré-Libertadores, para a Recopa Sul-Americana contra o Atlético Mineiro e para a Copa Suruga, no Japão. No caso do Lanús, o lugar na Libertadores já está garantido, por ter tido a melhor campanha entre os argentinos na Sul-Americana. Além disso, a equipe também tem a chance de faturar o Argentino. Nem uma coisa nem outra diminuem a motivação e o foco dos comandados de Guilhermo Barros Schelotto na decisão.

"Nós queremos a Sul-Americana. Essa é a nossa prioridade. Não chegamos aqui à toa. Um título vai representar muito para o clube. É a chance de se firmar de vez entre os grandes do cenário argentino. Sabemos das dificuldades, mas vamos para cima" disse o treinador.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Educação
Prouni: Inscrições na lista de espera encerram hoje
Esportes
Capital sedia 1º Congresso Estadual do Desporto Escolar neste final de semana
Esportes
Brasil enfrenta Gana em penúltimo amistoso antes da Copa do Mundo
Esportes
Orgulho de MS, vôlei masculino ganha campeonato brasileiro
Esportes
Campo-grandense conquista duas medalhas nas Paralímpiadas Escolares
Esportes
Polônia bate Brasil e está na final do Mundial de Vôlei
Esportes
Buscando vaga na final do mundial, equipe brasileira de vôlei enfrenta Polônia
Esportes
Atleta de kung Fu da Capital disputa campeonato brasilero
Esportes
De luto, Inglaterra suspende futebol no fim de semana
Esportes
Tite convoca seleção sexta-feira para amistosos de setembro

Mais Lidas

Política
Pesquisa Ranking mostra Riedel perto do segundo turno
Polícia
JD1TV: Homem morre após se despedir da esposa e jogar carro em córrego na BR-163
Interior
Campo-grandense com carga de cigarros na fronteira morre em confronto com a PM
Cidade
Após episódio de 'traição', amante de candidato se diz abalada e passará por IML