Menu
Busca quinta, 23 de setembro de 2021
(67) 99647-9098
Gov - Estado que Cresce (set21)
Esportes

Copa do Mundo no Brasil já supera o número de gols do mundial da África

01 julho 2014 - 11h33Via Globoesporte.com
Durante as partidas da Copa do Mundo no Brasil os comentários positivos sobre o torneio aparecem em grande número nas redes sociais. Partidas sendo decididas nos últimos minutos, muitos gols e futebol de alto nível. Fazendo uma análise das estatísticas da atual edição do mundial, é possível confirmar o sucesso. Com 53 partidas disputadas, faltando 11 para o fim, a Copa do Mundo do Brasil já superou o número de gols de toda a última edição, na África do Sul. Com a vitória da França sobre a Nigéria por 2 a 0, a soma chegou a 147 gols e bateu os 145 marcados em 2010.

"Eu não sou o único que está impressionado. Mas o que mudou em relação as últimas copas é que todo mundo quer ganhar, e não perder. As últimas partidas da terceira rodada tiveram muita tática para manter o resultado e também vários jogos foram conquistados nos últimos minutos. É emocionante, é apaixonante" disse o presidente da Fifa, Joseph Blatter, após o encerramento da fase de grupos.

O time que mais tem ajudado na alta média 2,77 gols por jogo da Copa no Brasil é a Holanda. A equipe de Robben e Van Persie já balançou as redes adversárias 12 vezes em quatro partidas. Na África do Sul, a média foi de 2,3 gols por jogo. A marca atual é a mais alta desde o mundial de 1982, na Espanha, que teve 2,8. O Brasil tem média de gols inferior a do torneio. Foram oito em quatro partidas, dois por jogo.

Se a bola não tem entrado, não é por falta de tentativa. O Brasil é o segundo time que mais finalizou na competição, com 70 finalizações, sendo que 48 na direção do gol, a melhor marca entre as 32 seleções. A França lidera com 77 arremates no geral e iguala nossa seleção naqueles que vão na direção correta. Na hora de se defender, o time de Felipão também vai bem, liderando no número de desarmes: 105.

O número de cartões amarelos e vermelhos também diminuiu drasticamente em relação à edição de 2010. Na África do Sul, foram 3.8 cartões amarelos e 0.3 vermelhos por partida. Por aqui, são 2.9 advertências e 0.2 expulsões por jogo. As faltas também estão em menor número: 29,2 no Brasil, contra 31,8 na África.

Com menos faltas, a bola tem rolado mais também. São quase dois minutos a mais de bola em jogo nos estádios brasileiros do que rolou em 2010. Lá, eram 54 minutos de ação, enquanto aqui a média é de 55,9. Ainda abaixo do que a Fifa indica como ideal: 60 minutos de bola em jogo.
Unica - inverno

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Dardistas de MS são convocados para os Sul-Americanos Sub-18 e Sub-23 de Atletismo
Esportes
Marta passa Pelé na artilharia da Seleção
Esportes
Atletas da capital vão representar MS em Campeonato Jiu-Jitsu
Esportes
Yeltsin Jaques "fez história na Paralimpíadas de Tóquio", diz Rose Modesto
Esportes
Yeltsin Jacques é recepcionado pelo Corpo de Bombeiros no Aeroporto nesta terça-feira
Esportes
Tóquio 2020: Cerimônia de encerramento encanta com a beleza da diversidade
Esportes
Anvisa paralisa jogo Brasil x Argentina e jogadores poderão ser deportados
Esportes
Campeonato Brasileiro de Handebol acontece de 03 a 07 de setembro em MS
Esportes
MS recebe Campeonato Brasileiro de Handebol neste fim de semana e feriado
Esportes
Primeiro ouro de parataekwondo da história vai para brasileiro

Mais Lidas

Geral
Vídeo: "Peixe de bosteiro", morador de rua engana população de Paranaíba
Polícia
Menino de 2 anos mata prima atropelada após dar partida em carro
Polícia
Funcionários da Energisa ficam sob mira de arma ao tentar podar árvores na Vila Olinda
Polícia
Operação “Dark Money” investiga desvio de R$ 23 milhões no esquema de corrupção em Maracaju