Menu
Busca quarta, 12 de maio de 2021
(67) 99647-9098
TJMS - maio21
Esportes

Derrota de Demian e lutas polêmicas reabrem debate sobre juízes do MMA

10 outubro 2013 - 12h22Via Terra
Uma discussão que já surgiu diversas vezes no mundo do MMA foi fortalecida por polêmicas dessa quarta-feira, em Barueri. As críticas contra árbitros do esporte foram reforçadas por causa de resultados discutíveis que aconteceram no octógono. O brasileiro Demian Maia, que perdeu por decisão dividida dos jurados, foi o protagonista das reclamações.

Quando esse assunto é abordado, a primeira crítica que surge é sobre a falta de clareza dos critérios utilizados pelos árbitros. "A gente não sabe o que vale mais, se é a defesa de quedas, se é o ataque, se é ficar por cima 'amarrando' a luta, se é tentar buscar uma posição. Acho que isso pode ser mais claro", apontou Demian.

E dessa vez surgiu também uma nova ideia para melhorar esse aspecto do MMA, sugerida exatamente por Maia: "acho que os jurados têm que ser apresentados ao público também, porque com uma decisão dessas você muda a vida de uma pessoa, mas sua cara não aparece. Quando você bota sua cara para todo mundo ver, você vai sentir uma responsabilidade maior", apostou.

Demian perdeu um duelo que realmente gerou muitas discordâncias, inclusive entre os três juízes que avaliaram a luta - em uma luta de cinco rounds, eles só concordaram inteiramente sobre o resultado de dois deles. No segundo assalto ficou claro que a vitória foi de Shields. No quarto, Demian ficou com o triunfo sob qualquer ponto de vista. Mas em todos outros rounds houve controvérsia.

E não foi só a luta de Demian que chamou atenção para a falta de critérios da arbitragem. As vitórias dos brasileiros Raphael Assunção e Fábio Maldonado também foram contestáveis. O primeiro até reclamou sobre o assunto, mas foi simplista ao dizer apenas que os jurados costumam ter avaliações "diferentes". Mas Maldonado, sempre irreverente, foi além.

"Não sei como viram que eu perdi um round. (O jurado) devia estar de costas, tomando um café", brincou ele, que ficou preso na grande durante o primeiro round da luta contra Joey Beltran e por isso todos os três jurados apontaram sua derrota. Depois ele reagiu e conseguiu a vitória por decisão dividida dos juízes - um deles ainda apontou que o brasileiro perdeu o terceiro assalto.

Presidente do UFC, Dana White já reclamou em várias outras oportunidades das decisões dos jurados. Porém, como eles não são funcionários do UFC, a organização pouco pode fazer para resolver esse problema. Pode apenas torcer para que tantas reclamações dos atletas façam com que a arbitragem do MMA esteja melhor preparada e seja mais clara sobre seus critérios.
Girafa

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Nesta terça, Libertadores tem rodada com Palmeiras, Flamengo Internacional e Santos
Esportes
Morre o jornalista esportivo Fernando Caetano, ex-Fox Sports e ESPN
Esportes
Em busca da Champions League, Neymar renova contrato com o PSG até 2025
Esportes
AGORA É LEI: Atividade física é serviço essencial em MS
Esportes
Times brasileiros voltam a campo nesta quarta pela Libertadores e Sul-americana
Esportes
Atual campeão da Libertadores, Palmeiras recebe Del Valle pela 2ª rodada da competição
Esportes
Pista de skate improvisada por garotos do Aero Rancho é destruída
Esportes
Aos 16 anos, ciclista Chapadense assina contrato com Portugal
Esportes
Sorteio define grupos das seleções masculina e feminina de futebol na Olimpíada
Esportes
Vídeo: polícia usa bala de borracha durante confusão no Campeonato Sul-Mato-Grossense

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio