Menu
Busca domingo, 26 de setembro de 2021
(67) 99647-9098
Gov - Estado que Cresce (set21)
Esportes

Festejado, Muricy vence a 3ª e iguala melhor série do São Paulo desde maio

19 setembro 2013 - 10h47Via Terra
O torcedor do São Paulo não sabia o que era vencer três partidas consecutivas desde maio. No entanto, nesta quarta-feira, a vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-MG consolidou a recuperação do time depois de quatro meses de turbulências. Coincidência ou não, nestes três jogos de setembro, o time foi comandado por Muricy Ramalho, que parece distanciar o clube da ameaça de rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro.

Muricy iniciou a terceira passagem como técnico do clube na última quinta (12), vencendo a Ponte Preta por 1 a 0 no Estádio do Morumbi. Depois de bater o Vasco da Gama por 2 a 0 no Rio de Janeiro no domingo, o time recebeu o Atlético-MG no Morumbi e venceu por 1 a 0, seguindo uma receita bem conhecida: defesa eficiente, ataque oportunista, placares apertados e pontos na conta.

Caso o torcedor são-paulino não se lembre, o time não emendava uma série de três vitórias consecutivas desde o fim de maio, derrotando Londrina (2 a 1, amistoso), Ponte Preta (2 a 0, Campeonato Brasileiro) e Vasco (5 a 1, Campeonato Brasileiro). O técnico ainda era Ney Franco, depois substituído por Paulo Autuori. Contratado há uma semana, Muricy era a aposta do presidente Juvenal Juvêncio, que deixou de lado o planejamento para buscar um "choque de gestão" sobre o elenco – até aqui, uma aposta acertada.

O mais novo capítulo desta aposta veio no jogo desta quarta contra o Atlético-MG. Muricy foi ovacionado pela torcida antes do pontapé inicial, enquanto o sistema de som anunciava os jogadores que iriam à partida - o nome do técnico foi, de longe, o mais comemorado pelo público. Das arquibancadas, gritos de "é Muricy, é Muricy" davam as boas-vindas ao treinador.

A retribuição veio no estilo que a torcida tricolor já conhece: ao lado do banco, o técnico acompanhou todo o primeiro tempo de pé, gesticulando e passando instruções. Com o time marcando a saída de bola do Atlético-MG, criou boas chances pelos lados do campo. Foi assim que abriu o placar aos 26min, em chute cruzado de Luís Fabiano pela direita que a zaga alvinegra desviou - Welliton apareceu na segunda trave para escorar de cabeça e mandar para as redes. Festa dos jogadores do São Paulo, que correram ao banco para abraçar o técnico.

O cenário foi semelhante ao do segundo tempo: de pé, chacoalhando os braços, virando-se para o banco de reservas, Muricy cobrava os jogadores o tempo todo. Com 8min, diante das dores de Welliton, o treinador rapidamente atendeu aos pedidos do público e colocou Aloísio em campo.

Com um toque de bola seguro, o São Paulo conseguiu evitar a iniciativa do Atlético-MG – que, a bem da verdade, não parece disposto a engrenar no Campeonato Brasileiro enquanto pensa no Mundial de Clubes.

Melhor para o São Paulo e para Muricy Ramalho, que teve o nome novamente cantado no fim do jogo. Com 27 pontos, o time abre uma distância considerável da zona de rebaixamento, e começa a ver com mais clareza uma luz no fim do túnel que já era dúvida em parte da torcida.

A próxima missão agora: vencer o Goiás no fim de semana, no Estádio Serra Dourada, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Se conseguir, emplaca uma série de quatro vitórias seguidas, o que não acontece desde março – no Campeonato Paulista, venceu Oeste (3 a 2), São Bernardo (2 a 1), Bragantino (2 a 0) e Paulista (2 a 0).
Unica - inverno

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Atleta de MS representará o Brasil nos jogos Pan-Americanos Junior
Esportes
Público aos estádios a partir de outubro em São Paulo
Esportes
Medalhista paralímpico Phelipe Rodrigues velejará para ajudar em ação solidária
Esportes
Tite convoca seleção brasileira para jogos eliminatórios do Catar 2022
Esportes
Dardistas de MS são convocados para os Sul-Americanos Sub-18 e Sub-23 de Atletismo
Esportes
Marta passa Pelé na artilharia da Seleção
Esportes
Atletas da capital vão representar MS em Campeonato Jiu-Jitsu
Esportes
Yeltsin Jaques "fez história na Paralimpíadas de Tóquio", diz Rose Modesto
Esportes
Yeltsin Jacques é recepcionado pelo Corpo de Bombeiros no Aeroporto nesta terça-feira
Esportes
Tóquio 2020: Cerimônia de encerramento encanta com a beleza da diversidade

Mais Lidas

Brasil
Após cancelamentos constantes, Uber excluí motoristas; Veja a situação na Capital
Geral
Amigos do Parque: Pista estará aberta para receber a população hoje e amanhã
Brasil
Bolsa Família: Caixa lança nova versão de aplicativo
Saúde
Terceira dose para setor de saúde chega aos 40 anos