Menu
Busca segunda, 15 de julho de 2019
(67) 99647-9098
Esportes

Final da Copa do Mundo feminina terá árbitra francesa

Stéphanie Frappart já apitou três partidas nesta edição do Mundial

06 julho 2019 - 17h57Rauster Campitelli com informações da Gazeta Esportiva

A Fifa anunciou ontem (5) que a francesa Stéphanie Frappart será a árbitra da grande final da Copa do Mundo feminina entre Estados Unidos e Holanda. O jogo está marcado para este domingo, às 12h (de Brasília), no Parc Olympique Lyonnais, em Lyon, na França. A árbitra de 35 anos já apitou três partidas nesta edição do Mundial.

Pela fase de grupos, o empate por 0 a 0 entre Argentina e Japão, e a vitória da Holanda sobre o Canadá por 2 a 1. Nas quartas de final, a eliminação da Alemanha diante da Suécia por 2 a 1.

Frappart é a única mulher a apitar na Ligue 2, segunda divisão masculina da França. Na próxima temporada, ela será a primeira na elite nacional do país. Neste ano, em abril, a árbitra apitou o jogo entre Amiens Strasbourg pelo Francês.

Roberto Carlos

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Brasileira luta por medalha no Mundial Paralímpico de Halterofilismo
Esportes
Décima rodada do Brasileirão tem clássico essa noite
Esportes
Brasil estreia com dois ouros no Paralímpico de Halterofilismo
Esportes
Brasil atropela o Peru e fatura Copa América
Esportes
Centro-Oeste Open de Taekwondo tem equipes de MS na disputa
Esportes
Sob olhares de Rogério Caboclo, seleção fecha treino para final da Copa América
Esportes
Brasil quer sediar mundial de futebol sub-20 em 2021
Esportes
Inter oferecerá ginásio para abrigar pessoas, colchões e sopa no frio
Educação
Projeto “Estudantes no Controle” conscientiza sobre valores e direitos nas escolas
Esportes
Capital investirá mais de R$ 30 milhões em obras esportivas

Mais Lidas

Justiça
Após atacar bar no Facebook, críticos terão que pagar indenização
Polícia
Homem paga R$ 70 para estuprar menina de 13 anos
Cidade
Agetran esclarece sobre radar sem sinalização na Antônio Teodorowick
Polícia
Veículo com destino a São Paulo transportava 33,9 kg de cocaína