Menu
Busca domingo, 07 de março de 2021
(67) 99647-9098
Esportes

Futuro presidente da Federação de Tênis do MS depende de decisão judicial

João Costa da Silva foi eleito, mas ainda não tomou posse, esperando processo que contabiliza ou não seus votos ganhos

22 janeiro 2021 - 10h10Da redação, com informações da Assessoria

As eleições para presidente da Federação Sul-mato-grossense de Tênis, segue no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul para computação dos votos dos candidatos, João Costa da Silva Neto e Silvia Echeverria.

Eleito no dia 10 de dezembro de 2020 como novo presidente da Federação Sul-mato-grossense de Tênis, João Costa da Silva Neto, ainda não tomou posse. Com 57 anos de idade e mais de 40 deles dedicados ao tênis, o professor da modalidade, recebeu 4 votos contra 2 da chapa adversária mas a eleição está sub judice.

Dois dos seis clubes votantes, compareceram a eleição com liminar de mandado de segurança pois, foram impedidos de participar, sob alegação de que tiveram a filiação cancelada em ata de assembleia ocorrida no ano 2000, mas não foram notificados e continuaram participando das assembleias eletivas normalmente nos anos subsequentes.

A chapa presidida por João Costa tem apoio de 90% dos professores do estado e a ideia de concorrer a eleição, começou com a união da classe, indignada com a inércia da entidade que representa a modalidade no estado, a falta de ações e o trabalho quase nulo, com a justificativa de falta de recursos.

A chapa da Situação, contrária a João Costa formada por membros da atual diretoria recebeu 2 votos e, com 2 dos 4 votos da oposição, sub judice, a oposição pode ser derrotada se não forem computados os votos que aguardam decisão judicial. De acordo com o estatuto, um empate beneficia o candidato mais idoso, caso de Silvia Echeverria, candidata da Situação.

Silvia Echeverria participou da atual diretoria como integrante da Comissão de Beach Tennis, ao lado da filha Rafaela Echeveria e dois outros professores da modalidade. A professora de 59 anos, já foi presidente da Federação de Bocha e de Tchoukball, tendo trabalhado ainda como apontadora na Federação de voleibol do estado.

Enquanto aguardam a decisão na justiça, professores, tenistas amantes da modalidade lançaram um manifesto a favor da democracia e repudiando a maneira com que a eleição foi realizada. 

A decisão segue no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul e o futuro da modalidade no estado, esta agora, nas mãos dos desembargadores, após liminar concedida pelo Juiz de primeiro grau, favorável à computação dos votos dos clubes e com agravo dos representantes da Federação.

APP JD1_apple

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Cartoloco é contratado por time para disputa do Campeonato Carioca
Esportes
Vídeo: O apelo de Lisca, ele está errado?
Esportes
Grêmio e Palmeiras começam a decidir Copa do Brasil neste domingo
Esportes
Horário do jogo decisivo entre Palmeiras e Grêmio pela Copa do Brasil é alterado pela CBF
Esportes
Colorados seguem reclamando de arbitragem em jogo contra o Flamengo
Esportes
Flamengo vence o Inter e assume a liderança a uma rodada do fim do Brasileirão
Esportes
Covid: Aos 71 anos, morre mãe de Ronaldinho Gaúcho
Esportes
São Paulo e Palmeiras duelam em jogo atrasado nesta sexta
Esportes
Santos e Corinthians se enfrentam nesta quarta
Esportes
Dois jogos encerram hoje a 36ª rodada do Brasileirão

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio