Menu
Busca segunda, 28 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
Esportes

Jon Jones finaliza Belfort e mantém cinturão dos meio-pesados do UFC

23 setembro 2012 - 10h53Getty Images

O impossível não aconteceu. No duelo de leões e fenômenos, o primeiro mostrou que uma lenda, mesmo merecendo respeito, pode ser superada. O americano Jon Jones se recuperou de um susto no primeiro round e derrotou o brasileiro Vitor Belfort por finalização, com uma americana a 54s do quarto round, e manteve pela quinta vez o cinturão dos meio-pesados do UFC na luta principal do UFC 152, disputado em Toronto, no Canadá, na noite deste sábado. Com a manutenção do título de Jon Jones, o Brasil segue com quatro cinturões do UFC - Renan Barão (interino - galos), José Aldo (penas), Anderson Silva (médios) e Junior Cigano (pesados) - contra quatro dos EUA - Demetrious Johnson (moscas), Dominick Cruz (galos), Ben Henderson (leves) e Jon Jones (meio-pesados) - e um do Canadá - Georges St-Pierre (meio-médios).

A derrota foi a décima sofrida por Vitor Belfort, que tem 21 vitórias na carreira. Jon Jones conquistou sua 17ª vitória, tendo sido derrotado apenas uma vez.

- Olha, (o Vitor) me pegou de um jeito que eu nunca senti, mas eu trabalhei duro demais para essa luta. Achei que ele ia quebrar o meu braço, nunca senti nada assim antes. Depois, senti que o braço estava adormecido, mas o meu cérebro me mandava socar, e foi o que eu fiz. Não costumo lutar contra canhotos, e tenho de trabalhar muito para uma situação como essa. Agora me sinto bem, tenho grandes pessoas na minha vida, como minha mãe, que me ensinou a enfrentar as adversidades - disse Jon Jones, após a luta.

Triste após o combate, Vitor Belfort explicou o que sentiu quando quase finalizou Jon Jones no primeiro round.

- Eu estava sentindo que o braço dele estava quebrando, mas ele é duro. Eu não tive tanto tempo para me preparar, e ele me pegou na costela. Tentei trabalhar o jiu-jítsu, mas ele se defendeu bem. É por isso que é o campeão. Achei que ia ganhar hoje, mas eu o respeito como o campeão que é. Obrigado aos brasileiros pela torcida, ao UFC e a todos que me apoiaram - disse Vitor Belfort.

A luta
O primeiro round começou com Vitor Belfort tentando acertar um chute em Jones, que iniciou o combate agachado, como de costume. O americano encurralou o brasileiro na grade, e Vitor conseguiu encaixar uma chave de braço, mas o campeão conseguiu aguentar a presssão e se livrar da finalização. De volta ao chão, Jon Jones posicionou-se por cima e começou a acertar cotoveladas no rosto do brasileiro, abrindo um ferimento no supercílio direito de Belfort. Jones manteve os golpes, enquanto Vitor tentava se defender como podia. A dez segundos do fim, o americano levantou-se e acertou dois chutes no brasileiro antes do fim do round.

No segundo round, Jones novamente encurralou Belfort na grade. O brasileiro desferiu dois chutes e um soco no tórax. Movimentando-se mais, o brasileiro tentava aplicar chutes altos para surpreender o campeão. Jones devolvia com pisões nas pernas, alongando o round e parecendo esperar o melhor momento para atacar. A 1m36s do fim, Belfort puxou Jones para a guarda e levou o americano para o chão, ficando por baixo. Jones aproveitou-se do erro tático do brasileiro e recomeçou a busca para acertar as temidas cotoveladas no rosto do brasileiro, que, desgastado, ainda tentou encaixar um triângulo, sem sucesso.

Orientado a não puxar o americano para a guarda e a trabalhar a mão esquerda, Vitor voltou para o terceiro round se movimentando menos, tornando-se um alvo mais fácil para o campeão. Jones acertou um chute alto na cabeça de Belfort, depois um pisão no peito que o derrubou. Por cima do brasileiro, Jones começou a pressionar a cabeça do desafiante, até levantar-se e deixar Vitor voltar para a luta em pé. Após três tentativas de golpe de esquerda, Vitor encurtou a distância, dando a Jones a chance de levar a luta para o chão, ficando novamente por cima e desferindo golpes na cabeça de Belfort e ficando na meia-guarda, facilitando as cotoveladas do campeão até o fim do round.

O quarto round começou com Jones dominando o centro do octógono, encurtando a distância e derrubando o brasileiro para, logo em seguida, aplicar uma americana e encerrar o combate por finalização.

Confira todas as lutas do UFC 152:
Demetrious Johnson venceu Joseph Benavidez por decisão dividida dos juízes
Michael Bisping venceu Brian Stann por decisão unânime dos juízes
Matt Hammil venceu Roger Hollet por decisão unânime dos juízes
Cub Swanson venceu Charles "do Bronx" Oliveira por nocaute a 2m40s do primeiro round
Vinny Magalhães venceu Igor Pokrajac por finalização a 1m14s do segundo round
T.J. Grant venceu Evan Dunham por decisão unânime dos juízes
Sean Pierson venceu Lance Benoist por decisão unânime dos juízes
Marcus Brimage venceu Jimy Hettes por decisão unânime dos juízes
Seth Baczynski venceu Simeon Thoresen por nocaute a 4m10s do primeiro round
Mitch Gagnon venceu Walel Watson por finalização a 1m09s do primeiro round
Kyle Noke venceu Charlie Brenneman por nocaute técnico a 45s do primeiro round

Via G1

Rota do Pantanal

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Moreninhas terá Torneio de Pênaltis com prêmios em dinheiro
Esportes
Covid-19: com seis infectados, Flamengo encara Barcelona-EQU nesta terça
Esportes
Com uma novidade de Tite em convocação para início das Eliminatórias
Esportes
Em emendas parlamentares, esporte de MS recebe R$ 1,64 milhão
Esportes
Vídeo: Corinthians é recebido com protesto pela torcida no aeroporto
Esportes
Vídeo - Neymar é expulso por dar tapa em jogador que o chamou de "macaco"
Esportes
Projeto Amigos do Parque volta neste final de semana
Esportes
Moreninha lll ganhará pista de skate e quadra de areia
Esportes
Messi se reapresenta ao Barcelona após tentativa frustrada de saída
Esportes
São Paulo e Fluminense se enfrentam pelo Brasileirão neste domingo

Mais Lidas

Geral
Dois locais de votação sofrem alteração na capital; confira
Educação
IFMS encerra Inscrições para graduação em Corumbá na quarta-feira
Cidade
Carteira Digital de Trânsito já está disponível para pagar multas com desconto no aplicativo
Polícia
PMA autua mulher em R$ 5,5 mil por criar papagaio ilegalmente e situação de maus-tratos