Menu
Busca domingo, 05 de julho de 2020
(67) 99647-9098
Esportes

Luciano é ouro, Rafael prata e Maria Suelen bronze no Pan Judô chega à 100 pódios

28 outubro 2011 - 10h09Washington Alves/Inovafoto/COB

O judô brasileiro estreou com três medalhas no primeiro dia de disputa da modalidade nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no México. Luciano Corrêa (100kg) foi ouro, Rafael Silva (100kg) prata e Maria Suelen Altheman (+78kg) bronze. Com o resultado, o esporte chega a 100ª medalha em pans.

Nesta quinta-feira entram no tatame os medalhistas olímpicos Leandro Guilheiro (81kg) e Tiago Camilo (90kg), além de Maria Portela (70kg) e Mayra Aguiar (78kg).

A medalha de ouro de Luciano Corrêa foi especial por ser conquistada em cima de um adversário, que como o próprio judoca afirmou, estava engasgado. Em três confrontos, o cubano Oreydi Despaigne havia vencido todos. A vitória veio com uma punição sobre Despaigne no golden score.

"Só de ter conquistado o ouro em uma edição de Jogos Pan-Americanos é muito especial, mas, por ter sido com uma vitória sobre este cubano, que me tirou da disputa do ouro quatro anos atrás no Pan do Rio, é ainda melhor. Então eu fico muito feliz pelo dia de hoje, que foi muito difícil, principalmente nas quartas-de-final, onde tive pouco tempo para descansar e comecei perdendo para o americano.

Segundo Luciano, a vitória foi meticulosamente traçada com o técnico da seleção brasileira, Luiz Shinohara. "Vi diversos vídeos dele e montamos uma estratégia, mas o mais importante é que eu entrei com muita vontade para conquistar este ouro", afirma Luciano.

Antes da final com Oreydi Despaigne, Luciano Corrêa venceu por ippon Carlos Santiago (PUR), Kyle Vashkulat (USA) e Sergio Garcia (MEX).

Os estreantes em jogos pan-americanos Rafael Silva e Maria Suelen Altheman mantiveram a tradição brasileira de estar no pódio. Rafael Silva foi superado na decisão do Pan pelo medalhista olímpico Oscar Brayson, de Cuba, por wazari (três punições). Antes, o brasileiro venceu James Tuner (USA) por ippon, e Ramon Flores (MEX) por ippon. Já Maria Suelen conquistou o bronze de forma impressionante. Em apenas 34 segundos a brasileira despachou a americana Elisabeth O´Rourke por ippon. A brasileira passou pela colombiana Giovanna Blanco por yuko e foi superada na semifinal pela porto riquenha Melissa Mojica.

"Esta medalha de prata é muito importante, mas, é claro, a primeira sensação nunca é boa, pois acabei de perder o ouro. A derrota foi no detalhe e o Brayson acabou anulando o meu jogo. Desta vez a experiência dele fez diferença", diz Rafael.

Já Maria Suelen Altheman, comemorou o bronze e, principalmente, a vitória por com o ippon relâmpago:

"O judô começou muito bem e tenho certeza que o decorrer da semana reserva muitas medalhas para o Brasil", afirma Maria Suelen.

Totem_Alcool Gel

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Campo Grande sediará a Liga das Nações que foi adiada para 2021
Esportes
Fluminense perde para o Volta Redonda na reestreia de Fred
Esportes
Nenê testa positivo para covid-19 e está fora do Campeonato Carioca
Esportes
Amigos do Parque volta com nova formatação durante pandemia
Esportes
Operário convoca torcedores para se associarem e ajudar o Clube
Esportes
Etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude é cancelada
Esportes
Em "novo normal", Flamengo bate por 3 a 0 o Bangu na volta do Carioca
Esportes
Flamengo e Bangu reabrem Campeonato Carioca após paralisação
Esportes
Dividas de clubes de futebol com a Receita Federal podem ser suspensas
Esportes
Corrida Digital tem estratégia inovadora

Mais Lidas

Saúde
Entenda porque exercícios físicos na quarentena talvez não seja tão bom assim
Polícia
Dezenas de presos fogem de cadeia na madrugada
Polícia
Fugindo de "tribunal do crime", homem invade casa e se tranca no banheiro
Geral
Vídeo: batida entre motos nas Moreninhas deixa jovem gravemente ferido