Menu
Busca sexta, 16 de abril de 2021
(67) 99647-9098
Governo Balada - topo - abril21
Esportes

Maior salário corintiano, Adriano começa a se pagar

21 novembro 2011 - 08h42Folhapress

Adriano, 29, começou a se pagar no Corinthians. O atacante fez neste domingo seu primeiro gol, após 60 minutos de atuação pelo clube, segundo números do Datafolha, que não levam em consideração os acréscimos de cada jogo.

Até domingo, o Imperador estava muito mais para problema do que para solução. Nas três partidas anteriores de que havia participado, somava muito mais bolas perdidas (sete) do que finalizações (apenas duas).

O desempenho errático e a dificuldade para entrar em forma levara o técnico a tirá-lo de quatro jogos seguidos. No meio da semana passada, contra o Ceará, Tite desistiu de colocá-lo em campo assim que Ramírez anotou o gol da vitória corintiana.

"É ele quem merece todos os elogios", declarou o treinador domingo. "Ele cativa o grupo, tem o carinho de todos. Do técnico, ele vai ter o sim na hora de sim e o não na hora do não", afirmou.

Adriano foi contratado em março deste ano, após uma passagem desastrosa pela Roma, onde não fez nem sequer um gol. Mas, logo nos primeiros treinos pelo Corinthians, rompeu o tendão de Aquiles e só pôde jogar em outubro.

Foi cobrado em público pelo presidente Andres Sanchez: "Está demorando mais do que esperávamos". Foi vítima de um "ato falho" do diretor de futebol Roberto Andrade: "Esperamos que o Adriano possa estrear logo", disse o cartola quando o atacante já havia atuado duas vezes pelo Corinthians.

As cobranças não eram em vão. Adriano faltou a várias sessões de fisioterapia durante o tratamento da lesão. Nos treinos, era nítido que sua capacidade de finalização era acima da média. Mas nos treinos táticos, coletivos e até rachões, sua falta de mobilidade atrapalhava muito.

Já era grande a corrente no Parque São Jorge que defendia a dispensa do atacante no final deste ano, muito por causa de seu salário --R$ 380 mil (mais eventuais bônus), o maior do elenco corintiano.

No final do jogo contra o Atlético-MG, Adriano foi abraçado por todos os colegas. E agradeceu ao clube que o tirou da Itália. "Todos tiveram paciência comigo", disse. "Não posso ajudar 100%, mas tento".

Após o gol salvador, Adriano só volta a ficar fora do banco se sofrer nova lesão. "Ele tem espaço para melhorar", declarou Tite. O Corinthians é o nono clube da carreira do atacante, que não anotava um gol desde 20 de maio de 2010.

Foi contra a Universidad do Chile, quando ainda defendia o Flamengo --clube pelo qual ganhou seu último título, exatamente um Brasileiro, em 2009.

APP JD1_android

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Vídeo: polícia usa bala de borracha durante confusão no Campeonato Sul-Mato-Grossense
Esportes
Após quase 5 anos, Renato Gaúcho deixa o comando do Grêmio
Esportes
Conmebol recebe 50 mil doses da CoronaVac para vacinar jogadores
Esportes
Flamengo é bicampeão da Supercopa do Brasil; a disputa contra o Palmeiras foi decidida nos pênaltis
Esportes
Deixe seu palpite: Flamengo x Palmeiras, quem vence a supercampeão do Brasil
Esportes
Libertadores: Times brasileiros conhecem rivais da fase de grupos
Esportes
Copa do Brasil: Corinthians supera 'poderoso' Retrô nos pênaltis
Esportes
Academia "Life30" oferece aulas online gratuitas em semana restritiva
Esportes
Estrangeiros serão impedidos de entrar no Japão para Jogos Olímpicos
Esportes
Branco, lateral do tetra é internado com covid-19

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio