Menu
Busca quinta, 06 de maio de 2021
(67) 99647-9098
Gov_MS-Cresce_Maio21
Esportes

Mesmo sem rivalidade, Cigano diz que 3ª luta contra Cain será uma 'guerra'

18 outubro 2013 - 10h33Via Terra
Eles nem parecem adversários: Cain Velasquez e Junior Cigano trocam elogios, evitam provocações, são respeitosos e mesmo assim travam a mais longa disputa do MMA recente - vão se enfrentar pela terceira vez em menos de dois anos, novamente pelo cinturão dos pesos pesados do Ultimate Fighting Championship (UFC). E apesar desse clima gentil e sem rivalidade, o brasileiro aposta que neste sábado acontecerá uma "guerra" no octógono, em Houston, no Texas, onde acontecerá o UFC 166.

O principal atrativo da luta é justamente a existência de uma trilogia. O fato de ambos se conhecerem tão bem, após dois combates importantes, faz com que o duelo seja mais equilibrado e, portanto, gere um espetáculo melhor para os fãs.

"Como a gente se conhece, vai ser uma luta mais difícil (que as outras duas), com certeza. Mas vai ser melhor para os fãs, que vão ver uma luta melhor agora. São dois pesos pesados buscando o cinturão de novo, então vai ser uma guerra", prometeu Cigano, nesta quinta-feira.

Apesar de ter dito que pode nocautear Cain facilmente, Cigano não costuma abusar das provocações. Pelo contrário, já que sempre reforça os elogios, qualificando o americano como seu "oponente mais duro e completo da carreira".

Apenas uma vez Cigano derrapou nesse discurso: em junho, assim que a luta foi anunciada, ele participou de um programa de humor e disse que Cain "batia como uma moça". Foi difícil, mas o brasileiro fez de tudo para se retratar, dizendo que tudo não passou de uma brincadeira.

Porém, até agora, três meses depois, esse assunto ainda ressurge nas entrevistas pré-luta. E Cain evita alimentar a rivalidade. "Ele só disse isso para tentar tirar algo bom da luta. É normal", afirmou nesta quarta-feira, em um tom de voz cauteloso, frio, que inclusive foi ironizado por Dana White um dia depois. O presidente do UFC o imitou e bradou, sorrindo e arrancando risos: "ei, cara, reaja, ele disse que você bate como uma moça".

Junior Cigano explica que esses discursos frios só aparecem porque ambos preferem focar em seus treinos. "Ele só se dedica a ser bom lutador e eu também. É o jeito dele e é o meu também. Você não tem que ficar falando coisas, tem que lutar. E isso nós fazemos bem", afirmou, prometendo que pelo menos a "guerra" no octógono será quente.
Girafa

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
AGORA É LEI: Atividade física é serviço essencial em MS
Esportes
Times brasileiros voltam a campo nesta quarta pela Libertadores e Sul-americana
Esportes
Atual campeão da Libertadores, Palmeiras recebe Del Valle pela 2ª rodada da competição
Esportes
Pista de skate improvisada por garotos do Aero Rancho é destruída
Esportes
Aos 16 anos, ciclista Chapadense assina contrato com Portugal
Esportes
Sorteio define grupos das seleções masculina e feminina de futebol na Olimpíada
Esportes
Vídeo: polícia usa bala de borracha durante confusão no Campeonato Sul-Mato-Grossense
Esportes
Após quase 5 anos, Renato Gaúcho deixa o comando do Grêmio
Esportes
Conmebol recebe 50 mil doses da CoronaVac para vacinar jogadores
Esportes
Flamengo é bicampeão da Supercopa do Brasil; a disputa contra o Palmeiras foi decidida nos pênaltis

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio