Menu
Busca segunda, 21 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
Aguas - super banner
Esportes

Messi vomita em campo e diz que isso 'acontece sempre'

06 março 2014 - 12h36Via Folha com informações da Efe
Flagrado ao vomitar no gramado aos 7 min do amistoso sem gols da Argentina contra a Romênia nessa quarta-feira, Lionel Messi minimizou o episódio e não o relacionou à sua atuação apagada.

"É algo que me acontece sempre. No clube também. Não é nada que não tenha me acontecido antes", afirmou o meia-atacante, em declaração reproduzida pelo diário Olé, de Buenos Aires.

O treinador da seleção argentina, Alejandro Sabella, admitiu que seu capitão se sentiu indisposto no início do jogo em Bucareste.

"Ele se aproximou do banco de reservas para beber água porque teve ânsia de vômito", contou o técnico, sem esclarecer se o craque sofreu algum distúrbio de saúde.

Sabella elogiou o desempenho de Messi diante da Romênia e o avaliou como o melhor do mundo. "Oxalá que todos os treinadores tivessem um jogador como Messi", disse.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Covid-19: com seis infectados, Flamengo encara Barcelona-EQU nesta terça
Esportes
Com uma novidade de Tite em convocação para início das Eliminatórias
Esportes
Em emendas parlamentares, esporte de MS recebe R$ 1,64 milhão
Esportes
Vídeo: Corinthians é recebido com protesto pela torcida no aeroporto
Esportes
Vídeo - Neymar é expulso por dar tapa em jogador que o chamou de "macaco"
Esportes
Projeto Amigos do Parque volta neste final de semana
Esportes
Moreninha lll ganhará pista de skate e quadra de areia
Esportes
Messi se reapresenta ao Barcelona após tentativa frustrada de saída
Esportes
São Paulo e Fluminense se enfrentam pelo Brasileirão neste domingo
Esportes
Brasileirão deste sábado tem Flamengo, Corinthians e Santos

Mais Lidas

Geral
"O corpo é o de menos”, diz jovem no Dia Nacional da Luta PCD
Geral
“Só sintomas leves”, diz Reinaldo ao JD1
Internacional
Vídeo: Mulher dança reggaeton sobre caixão do namorado
Vídeos
Vídeo: Pedagoga leva soco durante abordagem policial racista