Menu
Busca segunda, 14 de junho de 2021
(67) 99647-9098
Assembleia Junho21
Esportes

Pé-quente no Brasil, Nadal inicia Rio Open em busca de superar nova lesão

18 fevereiro 2014 - 11h34Via Terra
Estar em solo brasileiro para Rafael Nadal tem um significado muito maior do que uma foto no Cristo Redentor ou um pontapé inicial de uma partida no Maracanã, passeios turísticos que o espanhol já realizou antes de estrear no ATP 500 do Rio de Janeiro, o Rio Open, nesta terça-feira, por volta de 21h (de Brasília), diante do também espanhol Daniel Gimeno. O duelo ocorre na quadra principal montada no Jockey Club, na zona sul da capital fluminense, com ingressos esgotados.

Além de buscar a maior fatia da premiação de US$ 1,3 milhão, disputar um torneio em solo brasileiro tem para Nadal, mais uma vez, um significado de nova “superação” para um atleta de ponta, que sofre com dores e lesões pelo corpo – muito em função do seu estilo agressivo de jogo.

Em 2005, no saibro da Costa do Sauípe, na Bahia, o espanhol conquistou o segundo título da carreira no Brasil Open (em 2012 a competição foi para São Paulo), tornando-se rapidamente um dos tenistas de ponta do circuito e faturando, neste mesmo ano, o seu primeiro Grand Slam: Roland Garros.

No ano passado, após sete meses se recuperando de uma séria lesão no joelho, disputou o Aberto de São Paulo, em seu primeiro título no retorno às quadras. Depois do que foi considerado pela imprensa espanhol como a sua “ressurreição”, ganhou nada menos do que dois Grand Slams (Roland Garros e US Open) e cinco Masters 100 (Cincinnati, Canadá, Roma, Madrid e Indian Wells). No total, dos 17 torneios disputados, foram 10 títulos.

Vitórias que o recolocaram no topo do mundo, desbancando o então dono do posto, o sérvio Novak Djokovic. No início do ano, na final do Aberto da Austrália, primeiro Grand Slam do ano, Nadal sentiu fortes dores nas costas, no joelho e, mesmo vencendo um set, caiu diante do suíço Stanislas Wawrinka. Novo momento, portanto, de ressurreição para o tenista que tem sempre a longevidade do seu corpo contestada, mas nunca deixa de faturar títulos.

"Depois da lesão nas costas na Austrália, fiquei uns 15 dias sem pegar na raquete. Voltei a treinar há pouco tempo e espero ter esse tempo antes de começar a jogar aqui. Mas quando se chega a um nível profissional é impossível jogar sem alguma dor”, afirmou, em coletiva de imprensa no final da semana passada de promoção do evento. "Já estou no circuito há 11 anos, o que não é pouco. Não sei quando vai acabar, mas por enquanto sigo jogando motivado e com boas sensações", complementou.

Outros destaques
Cabeça de chave número 2 do Rio Open, o também espanhol David Ferrer é outra atração imperdível para o amante do tênis nesta terça-feira. Atual número 4 do ranking mundial da ATP e vindo de Buenos Aires, onde conquistou no último final de semana o título do ATP 250 local, Ferrer terá pela frente o perigoso francês Jeremy Chardy.

“Ele saca muito bem, é forte, e tenho que estar muito atento. Tenho que estar muito descansado para fazer uma boa estreia”, analisou Ferrer em coletiva na última segunda-feira aos jornalistas que cobrem o evento, logo após treinar por cerca de 45 minutos em uma das quadras auxiliares do complexo montado no Rio.

A terça-feira terá ainda outro espanhol como destaque: Tommy Robredo, atual 17o colocado no ranking da ATP, estreia diante do compatriota Pablo Carreno. Entre as mulheres, na disputa do WTA, destaque para checa Klara Zakapalova, que terá pela frente a colombiana Mariana Duque-Marino.
Genetica 1

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Covid: 5 Jogadores da Venezuela escalados para Copa América testam positivo
Esportes
"Somos contra a organização da Copa América", criticam jogadores da Seleção em texto
Geral
STF pode barrar realização da Copa América no Brasil
Esportes
Copa América: jogadores farão testes de covid-19 a cada 48 horas
Esportes
Bolsonaro quer Renato Gaúcho e articula para a demissão de Tite
Esportes
Brasileirão: Águia Negra estreia hoje na Série D
Esportes
Seleção brasileira entra em campo contra o Equador nesta sexta
Esportes
Dória recua e veta Copa América em São Paulo
Esportes
Atleta sul-mato-grossense ganha medalha de ouro no Brasileiro de Jiu-Jitsu
Esportes
Conmebol anuncia suspensão da Copa América na Argentina, e torneio fica sem sede

Mais Lidas

Geral
Veja as mudanças no transporte coletivo nas semanas de restrições
Cidade
Restrições começam hoje
Polícia
Vídeo: Pistoleiro invade rodoviária e mata vítima com tiros na cabeça em MS
Polícia
Na Vila Marcos Roberto, homem é encontrado morto