Menu
Busca quarta, 23 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
Aguas - super banner
Esportes

Perfeito no Japão, Vettel comemora 'grande passo' na disputa do título; Massa volta ao pódio

08 outubro 2012 - 09h55Jung Yeon-Je / AFP

Perfeito. Assim foi o final de semana do GP do Japão para o alemão Sebastian Vettel. Pole, melhor volta da corrida e vitória de ponta a ponta.

Como se não bastasse, seu maior adversário na disputa pelo título, Fernando Alonso, nem chegou à primeira curva em Suzuka, o que fez com que sua vantagem na ponta da classificação despencasse de 29 para apenas quatro pontos com cinco etapas para o final do Mundial de F-1.

"Ainda temos um longo caminho pela frente e vou ser muito cuidadoso ao falar sobre o campeonato", disse o piloto da Red Bull após conquistar sua terceira vitória em 2012, a terceira em Suzuka e a 24ª da carreira, o que o fez empatar com Juan Manuel Fangio como o nono piloto a mais ter vencido na categoria.

"Realmente não poderia ter sido melhor. Raramente conseguimos um fim de semana assim e temos que aproveitar. Sei que demos um grande passo na disputa pelo título, mas já vimos várias vezes neste ano como as coisas podem mudar rapidamente, e ninguém sabe o que vai acontecer na próxima corrida", completou Vettel, 25.

Largando em primeiro pelo quarto ano consecutivo no Japão, o alemão manteve a dianteira e não viu pelo retrovisor o toque de Alonso e Kimi Raikkonen que acabaria com o GP do ferrarista neste domingo.

Na tentativa de defender a sexta posição da qual havia partido, o pneu traseiro esquerdo da Ferrari de Alonso tocou na asa dianteira da Lotus do finlandês, o que fez com que o espanhol perdesse o controle de seu carro e rodasse, tendo de abandonar.

"Não sei o que o Kimi estava tentando fazer porque ele simplesmente não me deixou espaço nenhum", esbravejou o espanhol, que, pela segunda vez neste ano, deixa de marcar pontos numa corrida --antes disso, no GP da Bélgica, já havia sido acertado pela outra Lotus, a de Romain Grosjean, também na largada.

Apesar de ter visto sua vantagem na liderança da classificação se reduzir de 37 para somente quatro pontos nas últimas duas corridas, Alonso tentou minimizar o péssimo resultado deste domingo.

"Faltando cinco corridas, agora vai ser um minicampeonato. Começamos com praticamente a mesma pontuação e temos que fazer um ponto a mais que o outro até o encerramento. Vamos ver o que conseguimos", disse Alonso, que deixou o circuito antes de ouvir o hino alemão.

Vettel vibrou muito no pódio ao lado do brasileiro Felipe Massa, o segundo colocado, e Kamui Kobayashi, que conseguiu, em casa, o melhor resultado da carreira.

Massa escorrega no pódio em fim de jejum
Fazia tanto tempo que Felipe Massa não subia no pódio que o piloto brasileiro protagonizou a cena mais engraçada do final de semana. Após receber o troféu pela segunda colocação, em Suzuka, ele escorregou, chutou a garrafa de champanhe, que estourou antes da hora.

Meio sem graça, Massa espirrou a bebida e voltou para o seu lugar, do lado esquerdo de Sebastian Vettel, o vencedor. Embaixo do pódio, seu engenheiro, Rob Smedley, ria e dizia: "Finalmente".

Era o fim de um jejum que durava 35 corridas e vinha desde o GP da Coreia do Sul de 2010, quando foi terceiro.

"Estou muito feliz e, claro, aliviado por voltar ao pódio depois de quase dois anos, um lugar que eu estava acostumado a subir sempre. Estava com saudade", afirmou Massa, ainda emocionado. "Só é uma pena que tenha sobrado menos para os mecânicos após eu ter derrubado."

Décimo no grid, o brasileiro fez uma excelente largada e, já na segunda curva, era o quarto colocado, atrás apenas de Vettel, Kamui Kobayashi e Jenson Button.

"Resolvemos ficar um pouco mais na pista quando eles pararam para o primeiro pit e deu certo. Passei o Kamui e o Button e a partir daí o carro tinha um ritmo bom e foi questão de administrar", disse.

Ainda sem contrato para o ano que vem, Massa afirmou que o pódio no Japão, o 34º de sua carreira, praticamente o assegurou na escuderia italiana por mais um ano.

"Pelas conversas até agora, é isso o que deve acontecer. Espero que aconteça rápido porque eu já mostrei que estou aqui para lutar por pódios e vitórias. Este resultado só me motiva ainda mais."

Via Folha

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Covid-19: com seis infectados, Flamengo encara Barcelona-EQU nesta terça
Esportes
Com uma novidade de Tite em convocação para início das Eliminatórias
Esportes
Em emendas parlamentares, esporte de MS recebe R$ 1,64 milhão
Esportes
Vídeo: Corinthians é recebido com protesto pela torcida no aeroporto
Esportes
Vídeo - Neymar é expulso por dar tapa em jogador que o chamou de "macaco"
Esportes
Projeto Amigos do Parque volta neste final de semana
Esportes
Moreninha lll ganhará pista de skate e quadra de areia
Esportes
Messi se reapresenta ao Barcelona após tentativa frustrada de saída
Esportes
São Paulo e Fluminense se enfrentam pelo Brasileirão neste domingo
Esportes
Brasileirão deste sábado tem Flamengo, Corinthians e Santos

Mais Lidas

Geral
Rudel do Detran, diz que novas regras de trânsito "reduzem burocracia"
Saúde
Santa Casa recorre ao CRM contra colapso
Política
Câmara instala hoje comissão para mudar Lei da Lavagem de Dinheiro
Saúde
"Quase mil exames realizados, mais de 30% deram positivo" alerta secretário