Menu
Busca segunda, 17 de maio de 2021
(67) 99647-9098
TJMS - maio21
Esportes

Primeiro jogo do Vasco pós-queda tem confusão com organizada

18 janeiro 2014 - 22h54Via Terra
Com chuva de papel picado, os torcedores vascaínos saudaram os jogadores assim que eles entraram em campo para a primeira partida da temporada, sem demonstrar nenhuma mágoa ou ressentimento pelo rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro.

Cerca de sete mil cruzmaltinos preencheram as arquibancadas de São Januário na noite deste sábado para assistir a primeira rodada do Campeonato Carioca, que terminou em empate por 1 a 1 com o Boavista, com gols de Reginaldo pelo Vasco e Cascata para o visitante.

A partida também era a estreia do técnico Adílson Batista em casa, já que embora tenha assumido o time em outubro, durante o Brasileiro, ele só comandou jogos em Macaé (por perda de mando de campo) e no Maracanã. Por isso, durante a semana, o técnico pediu que a torcida comparecesse e apoiasse o grupo, o que foi prontamente atendido pelos cruzmaltinos.

Do lado do Boavista o maior nome não entrou no gramado e ficou do lado de fora comandando os jogadores: o ex-supervisor da Seleção da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Américo Faria, que volta a função de técnico.

Mas a partida não foi só de festa. Ainda no primeiro tempo, torcedores do Vasco precisaram ser contidos por policiais do Gepe (Grupamento Especial de Polícia em Estádios).

Um princípio de tumulto, do lado direito das cabines do estádio, onde geralmente fica a Força Jovem do Vasco, começou a se formar. Segundo informações da Rádio Globo, o motivo da confusão é que antigos integrantes da organizada estavam tentando retomar o poder da torcida.

A Força Jovem foi proibida de frequentar estádios e qualquer evento esportivo por um ano, devido ao envolvimento na briga generalizada na Arena Joinville, pela última rodada do Brasileiro, com torcedores do Atlético-PR. Mais de 20 pessoas das torcidas envolvidas nas cenas de barbárie em Santa Catarina estão presos. O afastamento já começou a valer para esta primeira rodada do Estadual.

A sentença foi decretada na última sexta, pela 1ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, através de antecipação de tutela, e vale recurso por parte da organizada, que pode ficar afastada por até três anos dos eventos esportivos.
Girafa

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Tite volta a chamar Gabigol e Daniel Alves para a Seleção
Esportes
Nesta terça, Libertadores tem rodada com Palmeiras, Flamengo Internacional e Santos
Esportes
Morre o jornalista esportivo Fernando Caetano, ex-Fox Sports e ESPN
Esportes
Em busca da Champions League, Neymar renova contrato com o PSG até 2025
Esportes
AGORA É LEI: Atividade física é serviço essencial em MS
Esportes
Times brasileiros voltam a campo nesta quarta pela Libertadores e Sul-americana
Esportes
Atual campeão da Libertadores, Palmeiras recebe Del Valle pela 2ª rodada da competição
Esportes
Pista de skate improvisada por garotos do Aero Rancho é destruída
Esportes
Aos 16 anos, ciclista Chapadense assina contrato com Portugal
Esportes
Sorteio define grupos das seleções masculina e feminina de futebol na Olimpíada

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio