Menu
Busca terça, 24 de novembro de 2020
(67) 99647-9098
Sesi_protocolo de atendimento
Esportes

Quebra de tabu ainda é muito pouco, avisa meia corintiano

10 maio 2012 - 10h42Ricardo Nogueira/Folhapress

Autor do terceiro gol corintiano na vitória por 3 a 0 sobre o Emelec, o meia Alex disse que a quebra de um tabu de 12 anos é muito pouco para a equipe.

"Ainda é muito pouco. Não adianta chegarmos à final e ficarmos em segundo", analisou Alex após a partida. Desde 2000, o time alivnegro não sabia o que era passar por um mata-mata de Libertadores.

Sobre o Vasco, adversário das quartas de final da competição, o atleta disse que serão duas partidas perigosas. "Serão duas partidas perigosas. Foi a única equipe que nos seguiu ponto a ponto no Brasileiro do ano passado. Fizemos dois jogaços contra eles", opinou.

Além de Alex, Fábio Santos e Paulinho fizeram os gols corintianos. Paulistas e cariocas se enfrentarão em São Januário na ida das quartas de final, sem data definida. O jogo decisivo acontece no Pacaembu.

Via Folha

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Marta é cortada da seleção feminina após testar positivo para covid-19
Esportes
Estadual define representantes de MS para Troféu Brasil
Esportes
Prêmio The Best será entregue pela Fifa em 17 de dezembro
Esportes
Neymar é cortado da Seleção Brasileira
Esportes
Rogério Ceni é o novo técnico do Flamengo e pode estrear contra o São Paulo
Esportes
Brasileirão: São Paulo recebe o lanterna Goiás, no Morumbi
Esportes
Supercopa feminina: Emoção marcou a vitória de Dentil/Praia Clube no Guanandizão
Esportes
Guanandizão terá disputa pela Supercopa feminina de vôlei nesta sexta
Esportes
Sorteio define quartas de final da Copa do Brasil
Esportes
Copa do Brasil: sorteio define jogos das quartas de final

Mais Lidas

Cidade
Tenente que agrediu mulher algemada em delegacia é transferido para Capital
Polícia
AO VIVO: massagista que matou chargista chega à capital
Polícia
Três adolescentes são apreendidos pelo furto de motocicletas
Polícia
Mulher é xingada pelo marido e revida com uma 'chinelada' no rosto