Menu
Busca segunda, 27 de setembro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS setembro21
Esportes

Rei das revanches, Shogun quer quebrar tabu de duas vitórias

22 março 2014 - 14h54Via Terra
Há quase sete anos lutando pelo UFC, organização na qual estreou com derrota em setembro de 2007 contra Forrest Griffin, Maurício Shogun completará em outubro de 2014 seu 12º ano como lutador de MMA. Experiente, o paranaense terá pela frente neste domingo um dos atletas mais respeitados da modalidade: o americano Dan Henderson.

Aos 43 anos, Hendo, como é conhecido no meio, vem de três derrotas consecutivas contra adversários Lyoto Machida, Rashad Evans e Vitor Belfort, todos ex-detentores de cinturões do UFC. Sua última vitória na organização foi em 2011, justamente contra Shogun, em uma disputa épica.

Realizado em 19 de novembro daquele ano, o UFC 139 - Shogun vs. Henderson foi eleito o melhor da temporada e é considerado um dos mais importantes da história do UFC. Na época com 40 anos diante de um adversário com 28, Henderson venceu por decisão unânime após cinco rounds intensos.

O americano teve um início superior, mas não conseguiu nocautear Shogun, que mesmo depois de uma surra buscou a reação e teve chances de finalizar o combate. Agora em má fase, Henderson terá que quebrar uma escrita iniciada em 2007, na primeira revanche da carreira do lutador paranaense.

Na ocasião, pelo Pride, Shogun repetiu um confronto pela primeira vez e iniciou uma sequência que está de pé até hoje. São quatro vitórias em quatro reedições de lutas contra Alistair Overeem, Mark Coleman, Lyoto Machida - resultando no cinturão dos meio-pesados - e Forrest Griffin. Todas elas têm algo em comum: terminaram em nocautes e nocautes técnicos após socos desferidos pelo paranaense.

A fase do brasileiro também pode ser considerada superior à do americano, já que ele vem de uma vitória sobre James Te Huna depois de perder consecutivamente para Alexander Gustafsson e Chael Sonnen. Além de manter a invencibilidade em revanches, Shogun tem a oportunidade de conseguir sua primeira vitória seguida desde 2009, quando bateu em janeiro e abril Mark Coleman e Chuck Liddell.

Desde então, o lutador de Curitiba foi inconstante e enfrentará o experiente adversário com respeito. Em entrevista na última sexta-feira, Shogun afirmou que Henderson é um exemplo para profissionais e fãs que acompanham a modalidade.

"Acho que o Dan Henderson, para quem gosta e acompanha o MMA, com certeza é uma referência. Um cara lutar nessa idade é realmente uma superação. Acho que pra todo mundo que acompanha o MMA ele é um exemplo", afirmou.

O brasileiro retornará ao octógono neste domingo, na luta da noite do UFC Fight Night: Shogun x Henderson 2. O card principal do evento terá início às 20h (de Brasília), mas antes disso, no sábado, a dupla participará da pesagem oficial no Ginásio Nélio Dias, em Natal.
Unica - inverno

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Atleta de MS representará o Brasil nos jogos Pan-Americanos Junior
Esportes
Público aos estádios a partir de outubro em São Paulo
Esportes
Medalhista paralímpico Phelipe Rodrigues velejará para ajudar em ação solidária
Esportes
Tite convoca seleção brasileira para jogos eliminatórios do Catar 2022
Esportes
Dardistas de MS são convocados para os Sul-Americanos Sub-18 e Sub-23 de Atletismo
Esportes
Marta passa Pelé na artilharia da Seleção
Esportes
Atletas da capital vão representar MS em Campeonato Jiu-Jitsu
Esportes
Yeltsin Jaques "fez história na Paralimpíadas de Tóquio", diz Rose Modesto
Esportes
Yeltsin Jacques é recepcionado pelo Corpo de Bombeiros no Aeroporto nesta terça-feira
Esportes
Tóquio 2020: Cerimônia de encerramento encanta com a beleza da diversidade

Mais Lidas

Cidade
Incêndio atinge margens do rio Paraguai em Corumbá
Clima
Tempestade faz temperatura despencar 15 graus e destelha apartamento em Campo Grande
Polícia
Mulher é agredido e esfaqueia pênis de marido
Polícia
Homem é assassinado a tiros por dívida de R$ 100,00