Menu
Busca domingo, 20 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
TJMS setembro20
Esportes

Sem Júlio César, goleiros enxergam vagas abertas na Seleção para 2014

08 outubro 2013 - 10h59Via Terra
O goleiro Júlio César se tornou um nome emblemático nas convocações de Luiz Felipe Scolari após a volta do treinador ao comando da Seleção Brasileira, no começo de 2013. Homem de confiança de Felipão, o ex-jogador de Flamengo, Chievo e Inter de Milão é presença certa na Copa do Mundo de 2014, além de ser um dos nomes mais estimados pelos companheiros de posição – mesmo quando está ausente da Seleção.

Sem poder contar com o atleta, que fraturou o dedo médio da mão esquerda e luxou dois da direita, nos amistosos deste mês na Ásia, contra Coreia do Sul (dia 12, em Seul) e Zâmbia (dia 14, em Pequim), o treinador da Seleção Brasileira convocou Jefferson (Botafogo), Diego Cavalieri (Fluminense) e Victor (Atlético-MG) para os compromissos. Ainda assim, o trio adota uma postura respeitosa diante do companheiro ausente, e mira as duas outras vagas de goleiros para o Mundial do próximo ano.

“É claro que tem toda uma historia que já vem de algum tempo, do que todos estão fazendo há algum tempo em seus clubes e na Seleção. Até a Copa do Mundo tem muito chão. O importante é, quando vem a oportunidade na Seleção, fazer um bom trabalho - principalmente no dia a dia, no clube, manter a regularidade, e manter um bom nível de apresentação, para poder estar sonhando em fazer parte do grupo para 2014”, destacou Diego Cavalieri.

O tom foi semelhante ao adotado por Victor, o único da posição que ainda não ganhou chance com Felipão. “Independente dessa concorrência, dessa disputa por vaga, a amizade sobressai. Um torce pelo outro. Quando há essa amizade, essa disputa sadia, o nível técnico melhora. É sempre com muito respeito, com muita amizade, que se faz com que esse trabalho possa crescer”, destacou o goleiro do Atlético-MG.

Jefferson, o segundo goleiro mais utilizado por Felipão em sua segunda passagem, evita colocar seu nome como favorito do trio para se juntar a Júlio César na Copa do Mundo de 2014. Em discurso calmo, o goleiro do Botafogo lembra que nenhum atleta tem cadeira cativa na Seleção Brasileira, e mostra dedicação ao trabalho no clube de General Severiano para seguir com chances de disputar a Copa do Mundo.

“Acho que todo treinador tem jogadores de confiança, independente se é no jogo. Tem jogadores que adquirem a titularidade sem jogar, nos treinamentos. O Felipão olha tudo”, disse o jogador. “Ele sabe do meu trabalho, do meu potencial. Eu adquiri a confiança dele tanto no Botafogo quanto nos treinamentos”, completou.

Mesmo na briga por uma vaga, Jefferson lembrou a boa relação com Júlio César. “Fui um dos primeiros a dar força para ele, a ligar para ele. Independente de ele estar aqui ou não, é um cara que eu admiro muito”, elogiou Jefferson, referindo-se à conversa que teve com Julio César na época da lesão do goleiro do Queens Park Rangers em setembro.

Números (muito) a favor de Júlio César
Diante da Coreia do Sul, neste sábado, Felipão fará seu 16º jogo à frente da Seleção Brasileira após seu retorno. Foram nove vitórias, quatro empates e duas derrotas neste período, no qual se destaca a conquista da Copa das Confederações.

Neste período, Felipão deixou claro que o experiente Júlio César é seu titular, iniciando 12 dos 15 jogos até aqui com o goleiro como titular. Jefferson atuou em dois compromissos e Diego Cavalieri disputou um, mas cada um deles ganhou uma respectiva chance em amistosos nos quais o treinador só contou com atletas que atuavam no Brasil. O botafoguense disputou amistoso contra a Bolívia (4 a 0 em Santa Cruz de la Sierra), enquanto o tricolor entrou em campo contra o Chile (2 a 2 em Belo Horizonte).

Na disputa por uma vaga, Cavalieri vê a concorrência ainda aberta. “A gente sabe que a disputa é muito grande. Não só nós que estamos aqui hoje, mas também grandes goleiros que podem fazer parte.”, disse o goleiro do Fluminense, que foi além.

“O futebol é muito dinâmico, e até a Copa do Mundo, muita coisa pode acontecer. O importante, como eu falei, é estar trabalhando e aproveitar esses momentos, que são muito importantes para poder fazer um bom trabalho, uma boa postura, para poder ganhar a confiança dos companheiros, do treinador, da comissão técnica, para poder voltar outras vezes”, completou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Com uma novidade de Tite em convocação para início das Eliminatórias
Esportes
Em emendas parlamentares, esporte de MS recebe R$ 1,64 milhão
Esportes
Vídeo: Corinthians é recebido com protesto pela torcida no aeroporto
Esportes
Vídeo - Neymar é expulso por dar tapa em jogador que o chamou de "macaco"
Esportes
Projeto Amigos do Parque volta neste final de semana
Esportes
Moreninha lll ganhará pista de skate e quadra de areia
Esportes
Messi se reapresenta ao Barcelona após tentativa frustrada de saída
Esportes
São Paulo e Fluminense se enfrentam pelo Brasileirão neste domingo
Esportes
Brasileirão deste sábado tem Flamengo, Corinthians e Santos
Esportes
Goleiros titular e reserva do Flamengo testam positivo para covid

Mais Lidas

Geral
MS aumenta rigor e autuações contra queimadas já superam ano de 2019
Polícia
Queda de árvore queimada em rodovia causa acidente que deixa 12 mortos
Clima
Chuva foi pequena, mas ocorreu em 21 municípios de MS
Vídeos
AO VIVO: Acompanhe a 1ª Parada online da Cidadania e do Orgulho LGBTQIA+/MS