Menu
Busca quinta, 01 de outubro de 2020
(67) 99647-9098
Esportes

Sheilla brilha, Brasil vence Sérvia e segue invicto no Grand Prix

31 agosto 2013 - 11h07Via Uol
O Brasil venceu a Sérvia pelo Grand Prix de vôlei na madrugada deste sábado por 3 sets a 0, parciais de 27/25, 25/21 e 25/22. Com este resultado, a equipe de Zé Roberto Guimarães segue invicta e sem perder nenhum set durante a fase final da competição. As sérvias fizeram um jogo muito duro com as brasileiras no primeiro e terceiro set, mas acabaram sucumbindo no momento decisivo.

A seleção contou com um bloqueio muito forte (foram 15 pontos neste fundamento) para conseguir assegurar a vantagem no jogo e viu Sheilla ser a melhor do jogo, assinalando 19 pontos.

O técnico Zoran Terzic optou por não escalar Brakocevic, Mihajlovic e Rasic, destaques da Sérvia na competição. O trio não entrou em quadra em momento algum do jogo mesmo estando em plenas condições de jogo – é possível que elas tenham sido poupadas para o Campeonato Europeu.

A partida começou com a Sérvia dominando as ações da partida. Com uma grande atuação de Bjelica, sempre muito acionada e conseguindo virar a maioria dos pontos - fez 13 ao todo. Só que aos poucos o bloqueio brasileiro e o talento de Sheilla e Gabi começaram a aparecer no jogo e o Brasil encostou no marcador. Com muito equilíbrio, a seleção de Zé Roberto Guimarães conseguiu vantagem no placar apenas depois dos 20 pontos e precisou fazer 27 para fechar o set.

Depois do intervalo, entretanto, o Brasil voltou mais concentrado no jogo, conseguindo abrir boa vantagem logo no começo. Diferente do que aconteceu no primeiro set, Bjelica encontrou muitas dificuldades para conseguir virar as bolas e a Sérvia sentiu falta da sua melhor marcadora na partida (com os mesmos 19 pontos de Sheilla).

O time de Zé Roberto conseguiu manter a margem de quatro pontos durante boa parte do segundo set. A Sérvia tentou reagir forçando o saque, mas não conseguiu encostar no placar em momento algum. O Brasil chegou ao set point com seis pontos na frente, viu uma eventual reação sérvia, mas levou 2 a 0 sem grandes sustos.

O terceiro set novamente começou equilibrado, com a Sérvia bem no jogo, indo para o primeiro tempo técnico em vantagem no marcador. A partida, entretanto, seguiu equilibrada, com Fabiana conseguindo virar as bolas importante em momentos decisivos. Seguro, o Brasil suou para se manter na frente e viu a Sérvia criar muitas dificuldades, mas não o bastante para fazer a seleção sul-americana perder seu set na fase final.

O próximo jogo do Brasil será contra a China, às 3h30 deste domingo, com clima de final. Isto porque a equipe asiática ainda não perdeu nenhum jogo durante todo Grand Prix e é a única que pode tomar o título das brasileiras.

Neste sábado, as chinesas confirmaram o seu favoritismo e conseguiram vencer o Japão após um jogo duríssimo por 3 sets a 2, parciais de 25/16, 18/25, 26/24, 21/25 e 15/13. Com este resultado, a China subiu para 10 pontos, dois a menos que o líder Brasil.
Terra Benta

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Águia Negra enfrenta o líder do grupo e busca sua primeira vitória no Brasileiro
Esportes
Grêmio, Inter e Athletico-PR podem se classificar hoje para às oitavas da Libertadores
Esportes
Moreninhas terá Torneio de Pênaltis com prêmios em dinheiro
Esportes
Covid-19: com seis infectados, Flamengo encara Barcelona-EQU nesta terça
Esportes
Com uma novidade de Tite em convocação para início das Eliminatórias
Esportes
Em emendas parlamentares, esporte de MS recebe R$ 1,64 milhão
Esportes
Vídeo: Corinthians é recebido com protesto pela torcida no aeroporto
Esportes
Vídeo - Neymar é expulso por dar tapa em jogador que o chamou de "macaco"
Esportes
Projeto Amigos do Parque volta neste final de semana
Esportes
Moreninha lll ganhará pista de skate e quadra de areia

Mais Lidas

Cidade
Vídeo - Famílias perdem tudo em incêndio Noroeste; saiba como ajudar
Cidade
Ação une irmãs do MT e MS em prol de animais do Pantanal
Justiça
Acusado de matar a tia com 24 facadas é condenado a 8 anos de prisão
Polícia
PMA autua pecuarista em R$ 10 mil por animais silvestres em cativeiro