Menu
Busca terça, 22 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
Aguas - super banner
Esportes

"Temos que ver o DNA", diz Goleiro Bruno sobre filho com Eliza

Condenado pelo assassinato da modelo, ex-jogador do Flamengo fez comentário em post que aparecia com filha de 3 anos nas redes sociais

12 agosto 2020 - 09h31Priscilla Porangaba, com informações do R7

O ex-goleiro do Flamengo, Bruno, condenado a 22 anos e 3 meses de prisão pelo assassinato da modelo Eliza Samudio, levantou dúvidas sobre a paternidade do filho Bruninho.

No comentário de uma foto em que aparece com a filha de 3 anos, ele disse que precisaria "saber o resultado do DNA" para ter certeza da relação com o filho de Eliza. Bruno cumpre pena em regime semiaberto e, nas últimas semanas, negociou com o clube Rio Branco, do Acre, para voltar a jogar futebol

Bruninho é filho da modelo Eliza Samudio, que sempre afirmou que o menino é filho do atleta. Hoje, com 10 anos, ele mora com a avó materna, que obteve a guarda definitiva do jovem em 2012. 

Em entrevista, Bruninho disse, através de um áudio enviado pela avó que: “No mínimo ele deveria ficar em prisão perpétua, porque eu acho uma sacanagem tirar a vida de um ser humano. Não existe nenhum motivo que explique isso. Nenhum”.

A avó disse, ainda em entrevista, que recebeu a notícia da contratação de Bruno pelo Ria Branco com muita tristeza. "Não sou contra o Bruno Fernandes trabalhar, mas que exemplo dará aos jovens quando perguntarem quem é Bruno Fernandes? Aquele que mandou matar a Eliza e tentou fazer o mesmo com seu filho”, completou.

A foto, publicada por Bruno no dia dos pais, vinha a companhada da legenda "Que saudade que eu estou de vc minha princesinha.. nos veremos em breve . Papai foi trabalhar, mas te ama muito. ? saudades..".

Esta não é a primeira vez que Bruno se envolve em polêmicas neste ano. Em junho, ele estrelou uma campanha publicitária de um canil. Um mês depois ele assinou contrato com o Rio Branco Football Club, da capital acreana, que disputará a Série D do Brasileirão em 2020.

Bruno foi condenado em 2013 a 20 anos e nove meses de prisão pela morte e sequestro de Eliza Samudio. Em julho de 2019 o ex-goleiro do Flamengo ganhou o direito de cumprir o restante da pena em casa, sob a condição de não poder ficar na rua após às 22h e avisar à Justiça sobre qualquer mudança de cidade.

Desde então, Bruno tentou voltar aos gramados, mas não teve sucesso. O jogador chegou a assinar com o Poços de Caldas Futebol Clube, do Sul de Minas, mas rescindiu o contrato, alegando quebra de acordo.

 


 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Covid-19: com seis infectados, Flamengo encara Barcelona-EQU nesta terça
Esportes
Com uma novidade de Tite em convocação para início das Eliminatórias
Esportes
Em emendas parlamentares, esporte de MS recebe R$ 1,64 milhão
Esportes
Vídeo: Corinthians é recebido com protesto pela torcida no aeroporto
Esportes
Vídeo - Neymar é expulso por dar tapa em jogador que o chamou de "macaco"
Esportes
Projeto Amigos do Parque volta neste final de semana
Esportes
Moreninha lll ganhará pista de skate e quadra de areia
Esportes
Messi se reapresenta ao Barcelona após tentativa frustrada de saída
Esportes
São Paulo e Fluminense se enfrentam pelo Brasileirão neste domingo
Esportes
Brasileirão deste sábado tem Flamengo, Corinthians e Santos

Mais Lidas

Brasil
Vídeo: Assaltante é agredido pela população e sofre ferimentos na cabeça
Geral
Inscrições para residência médica no Hospital Regional já estão abertas
Polícia
Motorista é preso por atropelar ciclista na contra-mão e arrastar bicicleta pela rua
Polícia
Jovem sai para cortar cabelo e seu cadáver é encontrado em decomposição