Menu
Busca quinta, 23 de setembro de 2021
(67) 99647-9098
Gov - Estado que Cresce (set21)
Esportes

Vai ter Copa sim! Página vira hit na web por mostrar 'o melhor do Brasil'

19 março 2014 - 11h23Via Uol
Desde o último ano, as ruas do Brasil foram invadidas por diversas manifestações contra a Copa do Mundo. No entanto, uma página de rede social decidiu andar na contramão dos protestos e virou um hit da internet por defender a competição com um simples nome/slogan: "Vai ter Copa sim".

Criado em fevereiro deste ano, o perfil do Facebook rapidamente ganhou simpatizantes e virou uma febre na rede, com quase 35 mil seguidores em pouco mais de um mês de atividade. Idealizada em um bar por um publicitário e um analista de mídias sociais, a página tem seu conteúdo baseado em uma série de "brasilidades". Não faltam alusões ao grupo "É o Tchan", ao cantor Alexandre Pires na época do bigodinho e a situações constrangedoras envolvendo estrelas da televisão brasileira. O intuito? Nada além de diversão com a proximidade do torneio.

"A ideia surgiu por meio de um sentimento ufanista, de orgulho do nosso país quando o tema é futebol. Queremos mostrar pra eles que aqui tem muito mais do que futebol e protesto. Copa não é só futebol, é um estado de espírito. É um carnaval fora de época, em escala mundial", exalta Raphael Evangelista, de 26 anos, publicitário e um dos idealizadores do movimento. Mas apesar do tom festivo, ele reconhece os problemas na organização do Mundial.

"Mas falando sério: a Copa vai mostrar o reflexo deste país desde 1500. Um país de governo acomodado, oportunista e aproveitador da boa vontade da população. Vai ter Copa, claro. Vai custar caro. E o legado? Nenhum. A menos que em campo o hexa venha, daí é tudo festa. Nós gostamos de futebol e de Copa, claro. Mas sabemos que é tudo um grande circo e nosso país é o cenário."

A popularidade do "Vai ter Copa sim" gerou alguns inconvenientes aos criadores por ter um nome a favor do Mundial no Brasil. Algumas pessoas criticam a dupla por defender a competição, outras acreditam que se trata de um perfil para ironizar o torneio. Mas a confusão do público não parece tirar o sono dos criadores, que se dizem tranquilos com toda a repercussão do "movimento" que criaram.

"Já teve 'Zé Mané' enchendo o saco. Já teve ameaça, já teve uma mulher da Alemanha entrando em contato para entrevistar o grupo que 'apoia a Copa'. No começo eu fiquei com um receio, mas agora eu não estou nem aí", diz o analista de redes sociais e criador da página Fabricyo Rodrigues, de 25 anos.

"Não tenho medo nenhum. É farra, é Brasil, é Copa. Quem tem que entender, entende. Sobre a esquerda? A única coisa na esquerda que importa é o Marcelo (lateral da seleção). Tem uma galera engajada que entende a página como irônica. Tem gente que não, porque o brasileiro só quer saber disso aí mesmo, de zoeira. Não importa a situação do brasileiro, a zoeira prevalece", arremata Raphael.

Independentemente de críticas ou elogios, Fabricyo e Raphael não escondem a felicidade com a repercussão que o "Vai ter Copa sim" ganhou logo no primeiro mês de atividade. Atualmente, a dupla não tem tido muito trabalho para gerar conteúdo devido ao grande número de sugestões enviadas pelos internautas, aproximadamente 30 por dia.

"Somos dois retardados com memória boa. A repercussão é a melhor possível, o povo abraçou a ideia da página. A galera da internet entende a ironia. O pessoal é acostumado com essas coisas, a bagunça que é o Brasil. Todo mundo quer contribuir e lembrar algo. Material não falta e agradecemos. É uma página que funciona mais pela colaboração das pessoas. Nem colocamos legenda nas fotos, que é para deixar a galera viajar nos comentários. Não tem dono, a Copa é do povo", analisa Raphael.

Com o sucesso repentino, a dupla já pensa em voos mais altos para o Mundial, como um projeto de vídeo e até mesmo uma continuação para a Olimpíada. Mas ambos deixam bem claro: o objetivo não é ficar famoso, é se divertir – e talvez ganhar um ingresso para algum jogo do Mundial.

"O plano depois da Copa é beber muita cerveja pra comemorar o título. E durante a Copa temos um projeto de um Vlog, algo do tipo. Reconhecimento eu quero é de uma marca de cerveja patrocinando a gente, isso sim", brinca Fabricyo.
Unica - inverno

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Dardistas de MS são convocados para os Sul-Americanos Sub-18 e Sub-23 de Atletismo
Esportes
Marta passa Pelé na artilharia da Seleção
Esportes
Atletas da capital vão representar MS em Campeonato Jiu-Jitsu
Esportes
Yeltsin Jaques "fez história na Paralimpíadas de Tóquio", diz Rose Modesto
Esportes
Yeltsin Jacques é recepcionado pelo Corpo de Bombeiros no Aeroporto nesta terça-feira
Esportes
Tóquio 2020: Cerimônia de encerramento encanta com a beleza da diversidade
Esportes
Anvisa paralisa jogo Brasil x Argentina e jogadores poderão ser deportados
Esportes
Campeonato Brasileiro de Handebol acontece de 03 a 07 de setembro em MS
Esportes
MS recebe Campeonato Brasileiro de Handebol neste fim de semana e feriado
Esportes
Primeiro ouro de parataekwondo da história vai para brasileiro

Mais Lidas

Geral
Vídeo: "Peixe de bosteiro", morador de rua engana população de Paranaíba
Polícia
Menino de 2 anos mata prima atropelada após dar partida em carro
Polícia
Funcionários da Energisa ficam sob mira de arma ao tentar podar árvores na Vila Olinda
Polícia
Operação “Dark Money” investiga desvio de R$ 23 milhões no esquema de corrupção em Maracaju