Menu
Busca terça, 07 de julho de 2020
(67) 99647-9098
Esportes

Vettel volta a vencer e Red Bull faz dobradinha no Japão

10 outubro 2010 - 10h27
Depois de dominar os dois primeiros livres e o classificatório, a Red Bull confirmou seu final de semana perfeito ao garantir uma dobradinha no GP do Japão de Fórmula 1, na madrugada deste domingo (horário de Brasília). O alemão Sebastian Vettel, que largou na pole position, venceu a prova, seguido pelo colega de equipe e líder do campeonato, o australiano Mark Webber. Vettel manteve a primeira posição em uma confusa largada, marcada por acidentes que tiraram o brasileiro Felipe Massa e mais três pilotos da prova, e venceu com tranquilidade em Suzuka. Ao cruzar a linha de chegada em primeiro, o alemão encerra um jejum de triunfos que se estendia desde o GP da Europa, no dia 27 de junho, e ganha fôlego na briga pelo título mundial. O jovem piloto chega a 206 pontos na classificação e alcança Fernando Alonso, da Ferrari, que, após duas vitórias seguidas, ficou em terceiro neste domingo. A liderança segue com Webber (220 pontos). Lewis Hamilton, que largou em oitavo por ter trocado a caixa de câmbio, teve problemas de marcha no fim e foi o quinto na corrida, sendo ultrapassado pelo companheiro de McLaren Jenson Button, quarto. Alheio à briga pelo título, Kamui Kobayashi foi o grande destaque da corrida. Correndo em casa, o piloto japonês da Sauber fez várias ultrapassagens arrojadas, sobretudo no hairpin, e terminou num ótimo sétimo lugar, atrás de Michael Schumacher, da Mercedes. Em relação aos brasileiros, Rubens Barrichello, da Williams, foi o melhor ao marcar dois pontos com o nono lugar e Bruno Senna, da Hispania, chegou em 15º. Já Felipe Massa, da Ferrari, bateu após a largada no Force India de Vitantonio Liuzzi, e Lucas di Grassi, da Virgin, nem largou após um acidente na volta de alinhamento para o grid. Restam apenas três corridas para o final da temporada. A próxima é o GP da Coreia do Sul, novidade do calendário, no dia 24 de outubro. A prova: O GP do Japão começou bem tumultuado. Nico Hulkenberg partiu mal com sua Williams e foi atingido pelo Renault de Vitaly Petrov. Mais à frente Nico Rosberg fechou a porta de Felipe Massa, que teve de jogar a Ferrari para a grama e acabou batendo com Vitantonio Liuzzi, obrigando o Safety Car a entrar na pista. Ainda sob bandeira amarela, Robert Kubica, que havia pulado para segundo na largada, abandonou depois que a roda traseira direita se desprendeu de seu Renault. Após a relargada, o pole Vettel manteve a ponta sem problemas, seguido por Webber, Alonso, Button e Hamilton. Logo de cara, a dupla da Red Bull mostrou a excelência do modelo RB6 em Suzuka e disparou na frente. Já Button, com pneus duros, tentava uma estratégia de parar mais para o fim da prova, mas tinha um ritmo mais lento, o que permitia a Alonso fugir no terceiro lugar e impedia Hamilton de desenvolver um ritmo mais rápido. O atual campeão do mundo, então, atingiu uma liderança ilusória quando os ponteiros fizeram o pit stop obrigatório, mas perdeu tempo com a estratégia e voltou atrás de Hamilton quando fez seu pit stop. Mas Button recuperaria o quarto lugar, pois o companheiro de equipe perdeu a terceira marcha e teve de reduzir o ritmo. Como na frente a disputa não acontecia, as atenções ficaram voltadas para Kamui Kobayashi, que deu um show de ultrapassagens. Com ousadia, o japonês da Sauber passava um a um seus adversários, como Jaime Alguersuari (duas vezes), Heidfeld e Barrichello. A seis voltas do fim da prova, quase o safety car foi acionado novamente, após um acidente de Nico Rosberg, que, assim como Kubica, perdeu uma roda e virou passageiro em sua Mercedes. Mas a prova seguiu normalmente e, apesar de um ataque final de Webber e Alonso, Vettel controlou a liderança para conquistar sua terceira vitória na temporada, a segunda em Suzuka. Confira a classificação final do GP do Japão: 1. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull): 1h30min27s323 2. Mark Webber (AUS/Red Bull): a 0s905 3. Fernando Alonso (ESP/Ferrari): a 2s721 4. Jenson Button (ING/McLaren): a 13s522 5. Lewis Hamilton (ING/McLaren): a 39s595 6. Michael Schumacher (ALE/Mercedes): a 59s933 7. Kamui Kobayashi (JAP/Sauber): a 1min04s038 8. Nick Heidfeld (ALE/Sauber): a 1min09s648 9. Rubens Barrichello (BRA/Williams): a 1min10s846 10. Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso): a 1min12s806 11. Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso): a 1 volta 12. Heikki Kovalainen (FIN/Lotus): a 1 volta 13. Jarno Trulli (ITA/Lotus): a 2 voltas 14. Timo Glock (ALE/Virgin): a 2 voltas 15. Bruno Senna (BRA/Hispania): a 2 voltas 16. Sakon Yamamoto (JAP/Hispania): a 3 voltas 17. Nico Rosberg (ALE/Mercedes): a 5 voltas Não completaram: Adrian Sutil (ALE/Force India): a 9 voltas Robert Kubica (POL/Renault): a 51 voltas Nico Hulkenberg (ALE/Williams): a 53 voltas Felipe Massa (BRA/Ferrari): a 53 voltas Vitaly Petrov (RUS/Renault): a 53 voltas Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India): a 53 voltas Lucas di Grassi (BRA/Virgin): bateu antes da largada Fonte: Terra
Assembleia julho-20

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Campo Grande sediará a Liga das Nações que foi adiada para 2021
Esportes
Fluminense perde para o Volta Redonda na reestreia de Fred
Esportes
Nenê testa positivo para covid-19 e está fora do Campeonato Carioca
Esportes
Amigos do Parque volta com nova formatação durante pandemia
Esportes
Operário convoca torcedores para se associarem e ajudar o Clube
Esportes
Etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude é cancelada
Esportes
Em "novo normal", Flamengo bate por 3 a 0 o Bangu na volta do Carioca
Esportes
Flamengo e Bangu reabrem Campeonato Carioca após paralisação
Esportes
Dividas de clubes de futebol com a Receita Federal podem ser suspensas
Esportes
Corrida Digital tem estratégia inovadora

Mais Lidas

Geral
Banda V12 realiza live nesta quinta, com músicas escolhidas pelo público
Educação
Escola do Sesi de Maracaju promove sarau de poesia virtual
Polícia
Homem espanca, asfixia e mata bebê ao descobrir que não é o pai biológico
Entrevista
AO VIVO - Tudo sobre fake news, agora no JD1