Menu
Busca quinta, 06 de agosto de 2020
(67) 99647-9098
Fim de Semana

Coronavírus rompe tradição de passeio ciclístico que faria 30 anos

Evento com sorteio de bicicletas é esperado todo ano, no Dia do Trabalhador

30 abril 2020 - 11h32Joilson Francelino e Gabriel Neves

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19), chegou com uma "chuva de cancelamentos" em todas as regiões do país. Escolas suspenderam suas aulas presenciais, comércios e instituições religiosas fecharam, eventos foram cancelados e população teve que se adaptar à nova realidade: "fique em casa".

Todas as medidas foram adotadas para que o vírus não se alastre e, assim, vidas sejam preservadas. A população se viu “trancada” por aproximadamente 15 dias até que as medidas começassem a serem afrouxadas.  A atividade econômica da capital foi retomada com uma série de recomendações, porém, a população campo-grandense ainda se vê órfã de entretenimento e seus tradicionais eventos.

Um deles seria realizado neste dia 1º de maio: o Passeio Ciclístico do Dia do Trabalhador. Para o idealizador do evento, o empresário Clemencio Ribeiro, 66 anos, é inviável a realização do tradicional passeio em meio à pandemia. “Nunca aconteceu na minha vida uma situação dessas. Nunca vi esse vírus. A gente fica preocupado. Não há condições de fazer um evento desses que é a maior festa que tem no dia 1º de maio. Já é tradição, mas atualmente não tem condições de fazer”, disse.

No meio da conversa com a nossa equipe de reportagem, foi inevitável que Ribeiro não lembrasse do início de tudo, desde quando chegou a Campo Grande apenas com a herança de seu pai, um terreno na Avenida das Bandeiras, e sua luta até construir seu patrimônio, a Ciclo Ribeiro, que está há 50 anos no mercado. Ele conta que o evento foi criado em 1990, quando conseguiu reunir 300 pessoas. Nascia aí o mais tradicional passeio ciclístico da cidade. No ano seguinte, 1991, Ribeiro conseguiu aumentar o público, foram 400 ciclistas.

Entre os anos de 1998 e 2000, Ribeiro começou a enxergar que o evento se tornaria obrigatório todos os anos por atrair um grande número de pessoas. O passeio ciclístico já conseguiu arrastar aproximadamente 18 mil para as ruas de Campo Grande. “Construí uma história, e o passeio ciclístico surgiu por um acaso. Eu sempre gostei andar de bicicleta, tinha um grupo que andava de bicicleta antigamente e era diferente. As pessoas que pedalavam antigamente eram pedreiros, serventes, as gurizadas. As pessoas usavam a bicicleta como meio de transporte. Hoje usam mais para a prática de exercícios físicos. Pedal hoje é saúde”, conta.

De 1990 para cá, Ribeiro conta que o passeio ciclístico só foi adiado uma vez, por causa de um temporal que caiu sobre a cidade, mas nunca cancelado. O empresário tem esperança de realizar o evento ainda este ano, se “as coisas melhorarem”. “Recebo mensagens todos os dias questionando sobre o passeio, muita gente quer que eu faça”, relatou. 

Embora o evento não seja realizado nesta sexta por questão de saúde pública, Ribeiro planeja realizar o evento no dia do aniversário de Campo Grande, 26 de agosto. “Se não tiver controlado até lá, fazemos em novembro”, disse sinalizando que não é de sua vontade ver o evento ser cancelado pela primeira vez em 30 anos.

Vacinne

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Aquidauana terá lockdown
Fim de Semana
Autocine volta domingo com “O menino da Porteira”
Fim de Semana
Michel Teló, Roberta Miranda e Fernando e Sorocaba fazem live neste domingo; acompanhe
Fim de Semana
Da música internacional ao gospel, confira as lives deste sábado
Fim de Semana
Daniela Mercury, Milton Nascimento a Alceu Valença fazem live neste domingo
Fim de Semana
Mais lidas – R$ 60 por cabeça não impediu de "Bosque Drive In" lotasse
Fim de Semana
Fim de semana tem Jads e Jadson, Sambô e Toquinho; Confira as lives
Fim de Semana
Katy Perry e The Killers transmitem ao vivo nesta sexta-feira

Mais Lidas

Internacional
Beirute: Número de mortos chega a 137; 300 mil estão desabrigados
Saúde
Regional ganha 10 leitos de UTI para pacientes com coronavírus
Polícia
Após um dia de “casados”, homem agride mulher com madeira
Saúde
OMS afirma que seis vacinas contra o coronavírus estão avançadas nos testes