Menu
Busca domingo, 26 de janeiro de 2020
(67) 99647-9098
Perkal Topo - janeiro-20
Geral

Abraço Solidário visa fortalecer reestruturação da Seleta neste sábado

Instituição está em Campo Grande desde junho de 1926

12 outubro 2019 - 07h22Joilson Francelino

Alunos e colaboradores da Seleta Sociedade Caritativa e Humanitária realizam neste sábado (12) um “abraço solidário” em vota da instituição, com intuito de fortalecer o trabalho de reestruturação da instituição que atende pessoas carentes de Campo Grande.

Fundada em 2 de agosto de 1908, a instituição está em Campo Grande desde junho de 1926. Hoje, presidida pelo Roberto Barros de Oliveira, a Seleta tem caráter social e filantrópico, sem fins lucrativos.

A ação deste sábado começa as 8h, com o abraço solidário com uma caminhada em volta da instituição. Logo depois, alunos e colaboradores seguem para o café da manhã coletivo. Após, haverá uma visita técnica e passeio pelas dependências da Seleta.

O evento é aberto ao público.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Bruno Covas recebe alta após 7ª sessão de quimioterapia
Geral
Motoristas de aplicativo criam associação para lutar por direitos
Geral
Mortes causadas por chuva em Minas Gerais sobe para 12
Geral
PM abrirá inscrição em curso para formação de sargentos na segunda-feira
As inscrições devem ser feitas exclusivamente no site da PM
Geral
Marun lamenta morte de Ibsen Pinheiro, ex-presidente da Câmara
Geral
Lei busca conscientizar sobre os riscos da ingestão de álcool durante gravidez
Geral
Sete pessoas se acidentam de moto todos os dias em Campo Grande
Geral
Na Showtech, Riedel ressalta investimentos em tecnologia
Geral
Energisa abre exposição de energia elétrica no Pátio Central
Geral
Vídeo - Motociclista toma “banho de merda” na Ernesto Geisel

Mais Lidas

Polícia
Homem é encontrado morto com sinais de espancamento em terreno
Esportes
Internacional vence Grêmio nos pênaltis e ganha Copa São Paulo de Juniores
Geral
Bruno Covas recebe alta após 7ª sessão de quimioterapia
Polícia
Casal é preso com mais de R$ 400 mil em celulares e relógios