Menu
Busca quarta, 30 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
Geral

Após tempestade matar 15 nos EUA, Obama decreta emergência em NY

30 outubro 2012 - 10h23John Minchillo/AP Photo

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, declarou nesta terça-feira (30) situação de emergência para todo o estado de Nova York após a passagem da tempestade Sandy, que já matou pelo menos 15 pessoas na Costa Leste americana desde a noite de segunda.

Parte da ilha de Manhattan está inundada, e 500 mil pessoas sem energia elétrica na cidade de Nova York, metade delas na ilha.

Sandy perdia força nas primeiras horas da manhã desta terça, enquanto prosseguia seu trajeto pelo leste dos Estados Unidos, mas ainda pode provocar fortes ventos e inundações.

O Centro Nacional de Furacões informou às 9h GMT (7h do horário brasileiro de verão) que Sandy se deslocava ao sul do estado da Pensilvânia com ventos de 105 km/h e rajadas ainda mais fortes sobre grande parte da costa leste.

A supertempestade foi rebaixada para tempestade extratropical pouco depois de tocar a terra na costa de Nova Jersey na segunda-feira à noite, mas a destruição provocada superou amplamente seu nível na escala Saffir-Simpson dos furacões.

Vítimas
Autoridades temem que o número de vítimas cresça, pois os serviços de resgate continuam em marcha.

No estado de Nova York, Sandy matou 7 pessoas, incluindo um homem de 30 anos atingido pela queda de uma árvore no Queens, disse um porta-voz do governador Andrew Cuomo.

Em Nova Jersey, há três mortos, dois deles atingidos por uma árvore, que caiu sobre um carro no condado de Morris, segundo os serviços de emergência.

Duas pessoas morreram na Pensilvânia, uma atingida por árvore e outra no desabamento de uma casa, informaram as autoridades locais.

Em Maryland, uma mulher bateu com o carro em uma árvore e morreu.

Na Virgínia Ocidental, outra mulher, de 48 anos, colidiu com um caminhão em meio a uma tempestade provocada por Sandy, informou a polícia.

No Atlântico, na Costa da Carolina do Norte, uma tripulante de um veleiro réplica do HMS Bounty morreu no hospital após ser resgatada no mar e levada a um hospital. O capitão do barco permanece desaparecido.

Na cidade canadense de Toronto, mais ao norte, uma mulher morreu ao ser atingida por uma placa de publicidade que se desprendeu com o forte vento.

Sandy tocou a terra na noite desta segunda pela costa de Nova Jersey como tempestade extratropical, com ventos de 130 km/h e deslocando-se a 37 km/h.

O olho do fenômeno atingiu as proximidades de Atlantic City, de acordo com o boletim do Centro Nacional de Furacões (CNF), com sede em Miami.

As autoridades americanas haviam advertido riscos sem precedentes e ordenaram a saída de centenas de milhares de pessoas em cidades ao longo da faixa costeira da Nova Inglaterra (nordeste) até a Carolina do Norte (sudeste).

O presidente Barack Obama alertou os americanos sobre a ameaça representada por Sandy, ao citar uma "tempestade grande e poderosa' que poderia ter consequências desastrosas.

A passagem da tempestade interrompeu a campanha eleitoral americana a uma semana das equilibradas eleições de 6 de novembro.

Tanto Obama como o rival republicano, Mitt Romney, cancelaram eventos eleitorais.

Os dois candidatos têm consciência da importância política de dedicar toda a atenção às consequências da tragédia, pois lembram do que aconteceu com o furacão Katrina em 2005.

A resposta ao Katrina, que devastou Nova Orleans (Louisiana, centro-sul do país), foi encarada como um fracasso das autoridades, lideradas pelo então presidente republicano George W. Bush, o que marcou o restante de seu segundo mandato.

Em sua passagem pelo Caribe, na semana passada, Sandy deixou 67 mortos, milhares de desabrigados e muitos prejuízos. No Haiti, foram 51 mortos.

Via G1

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Corumbá recebe duas aeronaves para auxiliar as equipes nos combates a incêndio
Geral
Antecipação do INSS poderá ser pedida sem limitação de distância
Geral
Nota MS Premiada terá o 8° sorteio de R$ 300 mil nesta quarta
Geral
Outubro pode começar sem toque de recolher
Geral
Vídeo: "Homem enfiando no c* do outro não é de Deus”, diz mulher ao ameaçar casal gay
Geral
Capital perde Pierre Adri
Geral
Super salário é a "cruz" para Harfouche na campanha
Geral
Empresa cria aplicativo para detectar incêndios e desmatamento
Geral
Homem visita academia, passa mal e morre em Campo Grande
Geral
MP e Fiems unem-se contra compra de votos

Mais Lidas

Cidade
Lei que prevê multas e punições para quem passar trote no 190 e 193 foi sancionada hoje
Justiça
Bolsonaro sanciona lei sobre maus-tratos a animais acompanhado do pitbull Sansão em Brasília
Polícia
Jovem é assassinada com oito tiros na Capital
Cidade
Funsat Itinerante vai atender na Vila Popular nos dias 01 e 02 de outubro