Menu
Busca sexta, 18 de junho de 2021
(67) 99647-9098
FIEMS - julho21
Geral

Após vender bebida alcoólica a menor de idade, comerciante é condenado

O caso aconteceu em 2015, no município de São Gabriel do Oeste

20 setembro 2018 - 15h18Da redação com informações do Tribunal de Justiça de MS

Um comerciante identificado apenas como M.A.B. foi condenado a dois anos de detenção e dez dias-multa, em regime inicial aberto, depois de vender bebida alcoólica para um adolescente de 13 anos de idade. O caso aconteceu em 2015, no município de São Gabriel do Oeste.  A determinação foi divulgada nesta quinta-feira (20). 

No dia da venda, o comerciante informou ao júri que questionou a idade do adolescente, porém, por conta da quantidade de cliente que estava em seu estabelecimento, não solicitou a documentação do menor e acabou vendendo dois energéticos e cinco latas de Ice para o menor.

Porém, o adolescente negou que o comerciante tenha pedido seu documento e ainda revelou que chegou a ir duas vezes ao estabelecimento.   Na primeira, o menor contou que comprou um litro de energético e saiu. No entanto, posteriormente retornou ao local onde adquiriu mais um energético e as bebidas alcoólicas. 

A defesa do comerciante até tentou conseguir a absolvição do cliente, entretanto, durante a audiência do comerciante no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS), o desembargador Luiz Gonzaga Mendes Marques, disse que é inviável o pleito absolutório. 

“Não cabe a absolvição, pois nas duas vezes em que o apelante atendeu a menor era esperada uma ação diversa, até mesmo porque tem experiência no comércio e não pode escusar-se sob a alegação de que, por ter mais clientes no local ou pela aparência da menor, deixou de tomar as devidas providências”, disse. 

“Cabe registrar que a aparência da adolescente é inequivocamente de uma menor de idade, como é possível constatar no arquivo de áudio e vídeo da audiência, realizada quase dois anos após o fato, quando ela tinha 13 anos. Dessa forma, inviável o pleito absolutório”, destacou o desembargador.

Vai di Vinho

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Paulo Corrêa anuncia investimentos para Bataguassu
Geral
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19
Geral
Bolsonaro volta a MS no final do mês
Geral
Ex-diretora do Regional, Rosana Melo assume secretaria do Ministério da Saúde
Geral
Sectur abre inscrições para Curso de Mosaico
Geral
Jovem de 27 anos morre após complicações da Covid-19
Geral
Cultura lamenta morte de Lincoln Gouveia
Geral
Atenção: Licenciamento de veículos com placas 3 e 4 vence neste mês
Geral
Cantor de reggae, Lincoln Gouveia é encontrado morto
Geral
Motorista não vê cavalo solto na pista e atropela animal na MS-134

Mais Lidas

Polícia
Tio engravida sobrinha de 13 anos e tia tenta fazer aborto, mas criança nasce
Geral
Ciclista morre ao ser atropelado voltando do serviço
Geral
Agente penitenciário é mais uma vítima da Covid-19 na capital
Polícia
Pastor preso por estupro de adolescentes, já foi detido por violência doméstica