Menu
Busca quarta, 23 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
TJMS setembro20
Geral

Ataque a prédio da Marinha nos EUA deixa ao menos 12 mortos, diz polícia

16 setembro 2013 - 16h06Via IG
Um ataque a tiros em um prédio da Marinha dos EUA em Washington deixou ao menos 12 mortos, informou a chefe de polícia local Cathy Lanier. Segundo Cathy, um dos atiradores morreu e outros dois "potenciais" suspeitos vestidos com roupas em estilo militar ainda não foram localizados. Outras quatro pessoas ficaram feridas, incluindo um policial.

O presidente dos EUA, Barack Obama, está sendo informado constantemente sobre os desdobramentos do caso por seus assessores, segundo a Casa Branca. Em pronunciamento, ele afirmou que os autores desse "ato covarde" seriam responsabilizados por tirar as vidas de "americanos patriotas".

Dezenas de veículos da polícia e de equipes de socorro cercam o complexo do Comando de Sistemas Navais ao sul de Washington, localizado a menos de dois quilômetros do Capitólio e a cinco quilômetros da Casa Branca. A polícia pede que ninguém se aproxime do local enquanto as buscas pelos suspeitos continuam.

Autoridades ouvidas pela AP identificaram o atirador morto como um empregado da Marinha cujo status dentro da corporação mudou no início do ano. Enquanto essa evidência possa sugerir que o ataque foi motivado por questões de trabalho, autoridades não descartam outras possíveis causas, incluindo terrorismo.

Testemunhas descreveram um atirador disparando em uma cafeteria em um andar superior e um atirador disparando contra as pessoas em um corredor de outro andar. Não estava claro se as testemunhas descreviam o mesmo atirador.

Todd Brundidge, uma testemunha do incidente, disse à CNN que ficou cara a cara com um dos atiradores enquanto tentava fugir do prédio. "Ele apontou uma arma para nós e disparou pelo menos dois ou três tiros. Nós corremos pelas escadas para fugir do prédio e depois que a gente saiu ainda ouvimos tiros no prédio."

Nesta segunda-feira, a Marinha dos EUA informou que tiros foram disparados por volta das 8h20 do horário local (8h20 também em MS) e que cerca de 3 mil funcionários trabalhavam no prédio do Comando de Sistemas Navais no momento do incidente.

Helicópteros sobrevoaram a sede e alguns chegaram a aterrissar no teto do prédio. O Gabinete Federal de Aviação disse que chegou a suspender por um breve momento as partidas do Aeroporto Nacional Reagar. Seis escolas públicas foram fechadas por precaução e o Senado suspendeu a sessão desta segunda em razão do incidente.

Um comunicado do Pentágono informou que a segurança foi reforçada e acrescentou: "Secretário (Chuck) Hagel está seguindo de perto a situação e garantiu que a Marinha fornecerá quaisquer capacidades ou fontes necessárias para ajudar a comunidade da Marinha de Washington a superar esse evento."

O Comando de Sistemas Navais é o maior dos cinco sistemas e recebe 25% de todo o orçamento da Marinha dos EUA. O comando constrói, compra e mantém os navios e submarinos da Marinha, além de seus sistemas de combate.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Vídeo - Após protestos, Pedro Juan abrirá fronteira
Geral
Inscrições para residência médica no Hospital Regional já estão abertas
Geral
Energia: Com fatura de R$ 834, consumidor relata "conta subiu demais"
Geral
Cantor Fernando, da dupla com Sorocaba, sofre acidente de carro nesta terça
Geral
Caminhoneiro é feito refém por dois dias durante assalto na fronteira
Geral
Comerciantes fazem protesto pela reabertura da fronteira
Geral
"O corpo é o de menos”, diz jovem no Dia Nacional da Luta PCD
Geral
“Só sintomas leves”, diz Reinaldo ao JD1
Geral
Solidariedade: Grupo no Facebook incentiva doações
Geral
Encontrada adolescente que estava desaparecida há 4 dias na capital

Mais Lidas

Educação
Bolsonaro nomeia Marcelo Turine como reitor da UFMS
Internacional
Sem motivos ou explicações, Torre Eiffel, em Paris, foi esvaziada
Brasil
Mudam as leis de trânsito, confira as alterações
Saúde
UPA's e CRS's contam com 15 pediatras e 50 clínicos nesta manhã