Menu
Busca quarta, 11 de dezembro de 2019
(67) 99647-9098
TJMS Dezembro-19
Geral

Ato público contra a liberação do cultivo de cana no Pantanal

Acontece no dia 12 um ato público contra a decisão presidencial que liberou plantio de cana no Pantanal e na Amazônia

11 novembro 2019 - 18h41Marya Eduarda Lobo, com informações da assessoria

Será realizado um ato público contra o decreto presidencial do dia 5 desse mês que liberou plantio de cana no Pantanal e na Amazônia, nesta terça-feira (12), dia do Pantanal e data dos 14 anos da imolação do ambientalista Francisco Anselmo dos Santos, o Francelmo.

O encontro acontecerá em frente ao memorial dedicado ao ambientalista Francelmo, na rua Barão do Rio Branco, entre as ruas 13 de Maio e a 14 de Julho, às 9h30.

Além de protestar contra a decisão presidencial de liberar o cultivo da cana no Pantanal, o ato público também relembra a luta das várias gerações contra esta prática que teve um momento de comemoração com a proibição em 2009 com um decreto presidencial, mas que foi derrubado no dia 5.

Uma nova luta se inicia contra esta ameaça ao bioma e também de preservação da imagem do Brasil no exterior. O coordenador da Frente Parlamentar de Vereadores Ambientalistas, vereador por Campo Grande, Eduardo Romero (Rede), destaca que o Pantanal não tem aptidão para o cultivo da cana e muito menos para implantação de usina sucroalcooleira e que sua vocação é para outras atividades já desenvolvidas na região.

O parlamentar ainda destaca que não faltam terras para ampliar as fronteiras agrícolas e que a cana não precisa ser levada para o Pantanal, mesmo sob o argumento de que é preciso dar subsídio para o setor de açúcar e álcool no País.

PMCG - Cidade do Natal

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Servidores da SAD angariam mais de 3 mil brinquedos para Campanha de Natal
Geral
Advogado comete suicídio
Geral
Governo investe R$ 22 mi em construções de pontes por todo o estado
Geral
Mega-Sena pode sortear prêmio de R$ 25 milhões nesta quarta
Geral
Plano Estadual de Combate ao Feminicídio é instituído no MS
Geral
Motoristas de aplicativo deverão adesivar carro e ter formação de 28h
Geral
Em 2020, ônibus devem ter número para reclamação e "Como estou dirigindo?"
Geral
Lei prevê obrigatoriedade de treinamento de evacuação em incêndio
Geral
Primeiros colocados entre médicos reumatologistas são convocados
Geral
EMHA agora é Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários

Mais Lidas

Geral
Servidores da SAD angariam mais de 3 mil brinquedos para Campanha de Natal
Oportunidade
IFMS tem 750 vagas para cursos de qualificação a distância
Geral
Advogado comete suicídio
Cidade
Imagens: Veja como está ficando a Cidade do Natal