Menu
Busca segunda, 18 de fevereiro de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Audiência Pública debaterá os impactos da Lei do Silêncio na capital

Diversos estabelecimentos encerraram as atividades na Capital

07 dezembro 2018 - 17h16Da redação com assessoria

Um dos temas mais polêmicos do segmento de eventos na Capital, a Lei do Silêncio será debatida em Audiência Pública convocada pelo vereador João César Mattogrosso (PSDB), presidente da Comissão de Indústria, Comércio, Agropecuária e Turismo do legislativo municipal. A reunião acontecerá no dia 17 de dezembro, às 9h, no plenário da Casa de Leis.

Outros pontos que estarão em pauta na audiência são a Lei de Ordenamento do Uso e da Ocupação do Solo, o Turismo de Eventos e Incentivos para Cultura. A ideia é pontuar questões que geram impasses para o desenvolvimento do setor em Campo Grande, em um espaço para discussão ampla sobre os temas, com a participação de representantes dos diversos segmentos.

Com a derrubada da lei municipal que estabelecia até 90 decibéis de limite sonoro no período noturno, que ocorreu no dia 28 de março deste ano, diversos estabelecimentos encerraram as atividades na Capital. O problema é maior ainda em locais em que a música ao vivo era o carro-chefe.

As mudanças realizadas na legislação provocaram a extinção de uma série de alterações feitas no Código de Polícia Administrativa de Campo Grande de 1992, referentes à poluição sonora, e na Lei do Silêncio, aprovada em 1996.

A audiência estabelecerá o debate sobre zoneamentos permissivos, a prática da atividade de bares e restaurantes com execução de música mecânica e ao vivo, bem como a delimitação de horários de funcionamento e os níveis sonoros para prática cultural de músicas e apresentações nos bairros.

Serviço - A Audiência Pública "Impactos da Lei do Silêncio em Campo Grande", será realizada no dia 17 de dezembro, a partir das 9 horas, no Plenário Oliva Enciso, na sede da Câmara Municipal, localizada na Avenida Ricardo Brandão, n° 1.600, Bairro Jatiúka Park.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Bernal perde no STF e segue inelegível
Geral
Gestão de Nova Alvorada tem 40% de péssima avaliação em pesquisa Ranking
Geral
Morre, aos 68 anos, o sanfoneiro Dino Rocha
Geral
Campo Grande está entre as dez capitais com pessoas mais felizes, aponta revista
Geral
Boechat morreu de politraumatismo, aponta laudo do IML
Geral
PM e PF apreendem contrabando de celulares avaliado em R$ 3 milhões
Geral
Confira dicas para não descuidar das finanças no Carnaval
Geral
Aplicativo Sine Fácil passará por reformulação
Geral
Agepan vai vistoriar quase dois mil veículos do sistema intermunicipal
Geral
Técnicos do programa "Criança Feliz" recebem certificados

Mais Lidas

Polícia
Desaparecimento de jovem ainda é um mistério para a polícia
Saúde
Câncer de ovário tem sintomas discretos e pode evoluir rapidamente
Geral
PM e PF apreendem contrabando de celulares avaliado em R$ 3 milhões
Geral
Boechat morreu de politraumatismo, aponta laudo do IML