Menu
Busca domingo, 26 de janeiro de 2020
(67) 99647-9098
Perkal Topo - janeiro-20
Geral

Bombeiros alertam para instalações natalinas e fogos de artifício

20 dezembro 2010 - 17h11
Com a chegada das festas de fim de ano é comum ver residências ou lojas decoradas com iluminação natalina, conhecidas como “pisca-pisca”, entre outras inúmeras opções de artigos de decoração que iluminam o ambiente. Já na chegada do ano novo, outra opção de compra são os fogos de artifício. É quando a atenção e o cuidado devem ser redobrados, alerta o Corpo de Bombeiros. Algumas dicas podem evitar choques ou até mesmo incêndios provocados por descuidos ou instalações mal feitas e ainda queimaduras em crianças e adultos. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o cuidado deve começar na hora de comprar a iluminação natalina. Nas embalagens deve haver informações de potência, voltagem e modo de uso. É preciso verificar o selo de qualidade, que deve estar visível na embalagem com instruções escritas em Português. “O cuidado já começa na hora da compra, onde a pessoa precisa certificar se o produto tem o selo do Inmetro porque se não tiver não terá garantia”, alerta o chefe da assessoria de Comunicação do Corpo de Bombeiros, tenente-coronel de Paula. É importante também verificar se na fiação do pisca-pisca há emendas, fios soltos ou lâmpadas queimadas nas conexões. “Ao fazer a ligação do pisca-pisca ou no interruptor não pode haver grande quantidade de eletrodomésticos plugados simultaneamente no T [conhecido também como benjamim] porque pode correr o risco de curto circuito e até incêndios”, afirma. Ao adquirir uma árvore artificial, procure a etiqueta "resistente ao fogo". Nunca utilize luzes elétricas numa árvore decorativa feita em metal, porque ela poderá ficar carregada com eletricidade por causa de luzes com defeito, o que pode levar a uma eletrocussão, que é a exposição do corpo à uma dose letal de energia elétrica. Dicas Antes de usar luzes decorativas no exterior da residência é preciso ter a certeza de que elas estão certificadas para esse efeito. Ligue todas as peças elétricas de exterior a circuitos com fio terra para evitar descargas elétricas. É importante também fazer uma revisão nos fios decorativos antes de colocá-los na árvore e verificar se todas as lâmpadas funcionam e se não há fios expostos ou ligações defeituosas. A sugestão também é optar pelas luzes LED, que são mais econômicas e adequadas ao meio ambiente. Se alguma lâmpada queimar é preciso substituir o mais rápido possível. Outra recomendação é para não colocar as lâmpadas das iluminações decorativas muito próximas de ornamentos delicados, principalmente aqueles confeccionados à base de papel. Se puder, não utilize esse tipo de decoração na árvore de Natal, reduzindo assim o risco de incêndio. A orientação também é para apagar todas as lâmpadas ao dormir ou quando não tiver ninguém em casa. As lâmpadas podem gerar um curto-circuito e provocar um incêndio. Evite colocar as árvores próximas de materiais de fácil combustão como papel, madeira ou plástico ou de fonte de calor como lareiras, fogão, radiadores e aquecedores. Use apenas materiais resistentes ao fogo para decorar uma árvore de Natal. A árvore não deve bloquear a janela ou porta que permita a livre circulação das pessoas. Caso a árvore seja natural, corte um pouco do tronco para expor a madeira. Desta forma vai permitir melhor absorção da água e ajudará a evitar que ela seque e se converta num perigo de incêndio. Além disso, mantenha o depósito em que ela se encontra cheio de água, já que casas com aquecimento podem secar rapidamente. Fogos de artifício O chefe da assessoria de Comunicação do Corpo de Bombeiros, tenente-coronel de Paula, informa sobre outra situação de perigo: os fogos de artifício. “Os bombeiros fiscalizam os locais que vendem fogos de artifício como o controle de estoque e venda nas lojas grandes e especializadas. As lojas que não tem essa autorização, como os conhecidos mercadinhos, não podem comercializar estes produtos e estão correndo risco de ter o material apreendido e o local interditado”, alerta. Denúncias podem ser feitas pelo número 193. O tenente-coronel de Paula informa que embora o banco de dados não especifique registros de casos de queimaduras causadas por fogos de artifício, o número dessas ocorrências é grande principalmente neste período de fim de ano e na época das festas juninas. “Verificamos casos de lesões nos olhos e mãos causados por queimaduras. Vamos ficar de olho nas lojas que vendem também fogos de artifício para crianças. Em caso de grandes festas existem pessoas habilitadas para lidar com este tipo de produto”, ressalta. Crianças Quando houver crianças muito pequenas, o Corpo de Bombeiros orienta para ter cuidado redobrado e evitar decorações que sejam afiadas ou quebráveis. Mantenha decorações com partes pequenas e que possam ser retiradas, fora do alcance dos menores evitando também artigos natalinos que pareçam doces ou alimentos que podem ser levados à boca. A orientação vale também para a não utilização de produtos tóxicos. Com os presentes é preciso ter cuidado com embalagens, papel, bolsas, cintas, laços e plásticos. Estes artigos podem constituir perigo de asfixia para uma criança pequena ou causar um incêndio se estiverem próximos à uma chama. Decorações mais frágeis não devem ser colocadas na árvore, ou seja, ao alcance de crianças e animais, pois o objeto pode se quebrar e se for de vidro, resina, cristal ou outro material cortante pode causar ferimentos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Astro do basquete, Kobe Bryant e filha morrem em acidente de helicóptero
Geral
Gestão de mídias sociais é a profissão de 2020
Geral
Monitoramento eletrônico de tornozeleira do MS é referência nacional
Geral
Corpo do jornalista e comentarista Sérgio Noronha será sepultado neste domingo
Geral
Curso de segurança do paciente é oferecido pelo Senac em Campo Grande
Geral
Museu Imagem e Som exibirá filmes em especial de férias
Geral
Nelsinho estará em rede nacional hoje no SBT
Geral
Bolsonaro poderá entregar novo Hospital de Dourados
Geral
Bruno Covas recebe alta após 7ª sessão de quimioterapia
Geral
Motoristas de aplicativo criam associação para lutar por direitos

Mais Lidas

Polícia
Após denúncia, jovem é multada em R$ 1 mil por maus-tratos a cão
Geral
Astro do basquete, Kobe Bryant e filha morrem em acidente de helicóptero
Economia
Pequenos negócios devem aderir Simples Nacional até dia 31
Polícia
Jovem motociclista morre em colisão na avenida das Bandeiras na capital