Menu
Busca quarta, 15 de julho de 2020
(67) 99647-9098
TJMS julho20
Geral

Câmara deve propor emenda ao projeto de revitalização para ‘salvar’ comerciantes

14 julho 2010 - 10h34

Comerciantes da região central de Campo Grande, receosos com o Plano de Revitalização do centro da cidade, proposto ontem pelo prefeito Nelsinho Trad (PMDB), querem modificações no projeto por temer um incalculável prejuízo financeiro.

Eles acham que a ideia que cria um novo conceito de publicidade na parte central da cidade, deve ser mais debatida e saber o motivo da pressa na aprovação do plano, prevista ainda para esta semana.

Até então, os comerciantes acreditavam que a proposta da prefeitura surgiria primeiro por meio de um plano piloto, imposto na rua 14 de Julho, mas agora souberam que o projeto pode ser aceito pela Câmara “sem discussão e sob pressão”.

O Plano de Revitalização tem como missão por fim a poluição visual e foi preparado por uma arquiteta que atuou num projeto posto em prática em São Paulo, tida como uma das capitais com o maior índice de poluição visual do mundo.

Pela proposta da prefeitura, é dever do comerciante em bancar a reforma das fachadas de suas empresas. Esse investimento deve ser aplicado até julho do ano que vem.

No caso, é o dono da loja, por exemplo, é quem vai tirar o dinheiro do bolso para construir o projeto proposto pela prefeitura.

Com o Plano de Revitalização executado com recursos dos comerciantes, a que a prefeitura conquista um credenciamento para receber uma ajuda federal, algo perto de meio bilhão de reais. Uma das indagações dos comerciantes: e se a verba federal não vier?

Seguindo esse raciocínio, é que os comerciantes pedem a inclusão de uma emenda no projeto. Ontem, terça-feira, vereadores e representantes do comércio se reuniram na Câmara para debater o assunto.

O manifesto dos empresários ganhou o apoio dos vereadores Alcides Bernal, Graziela Machado, Paulo Pedra, Thais Helena, Marcelo Bluma e Airton Saraiva. A audiência foi acompanhada por representantes da Associação Comercial, Federação do Comércio e Câmara dos Diretores Lojistas.

A proposta deve ser debatidamente de novo hoje na sessão da Câmara.

 

Vacinne

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Prefeitura multa Consórcio Guaicurus em R$ 12 milhões
Geral
Carnaval no Rio pode acontecer só em junho
Geral
Governo amplia prazo de redução de jornada e suspensões de contratos
Geral
Orro quer proibir atos públicos para evitar aglomerações
Geral
Aos 27 anos, Adalberto perde a luta contra o coronavírus
Geral
Saque de auxílio emergencial é liberado para beneficiários do 3º lote
Geral
Mãe pede leite, remédio ou dinheiro para salvar bebê com anomalia
Geral
Funsat encaminha mulheres vítimas de violência ao mercado de trabalho
Geral
Licenciamento de veículos pode ser emitido online
Geral
Blogueira de MS afirma estar com Covid-19 e faz “recebidos” de vitaminas

Mais Lidas

Polícia
“Encontraram o monstro”, diz primo de Carla sobre assassino
Polícia
Ex-patroa é denunciada por abandono de incapaz que resultou em morte
Saúde
MP solicita inspeção em frigoríficos no interior
Polícia
Comerciante foi morta porque reconheceu voz de ex-funcionário, diz investigação