Menu
Busca domingo, 24 de março de 2019
(67) 99647-9098
TJMS março-19
Geral

Caminhada pela paz reúne duas mil pessoas no bairro Dom Antônio Barbosa

19 agosto 2011 - 14h23CG News

"A comunidade busca a paz e quer sensibilizar todos contra a violência que se apresenta de várias formas na região", disse a coordenadora do CRAS (Centro de Referência em Assistência Social) Rosa Adri e organizadora do evento, Cléa Larsen, na 7º caminhada pela paz, na rua Evelina Selingard no bairro Dom Antônio Barbosa, em Campo Grande.

A caminhada começou por volta das 8h30 de hoje (19) e reuniu aproximadamente 2 mil pessoas, entre moradores, crianças das escolas estaduais e municipais da redondeza, Ceinfs (Centros de Educação Infantil) e projetos do bairro.

A caminhada contou também com a presença do Presidente da Câmara, Paulo Siufi (PMDB), que disse estar feliz em participar de um evento como esse. "Queremos que todos tenham compromisso com a paz, e que cada um pare para refletir neste momento. A Paz é um direito de todos e dever do Estado", afirma o parlamentar.

A caminhada pela paz e comemoração ao aniversário de Campo Grande é realizada desde 2005. De acordo com a Diretora da Escola Municipal Professora Maria Lucia Passareli, Dalveliza Leite Ferreira, as crianças do projeto Bandas e Fanfarras vão para a rua mostrar para a comunidade o que aprendeu o ano todo.

"A nossa região é considerada a mais violenta. Por isso que nós trabalhamos o ano todo nesse sentido com as crianças. O objetivo é integrar esses alunos e contribuir com o rendimento escolar, para a melhora da disciplina e do comportamento de forma lúdica, explica a diretora.

A dona de casa Maria Luzinete dos Santos, 74 anos, mora a dez anos no bairro Dom Antônio. Ela conta que o lugar era mais violento antes. "Todo final de semana amanhecia um morto na esquina, morte aqui era toda a semana", lamenta. Segundo ela, hoje está mais tranquilo.

Dona Maria faz parte dos 40 alunos do Cecapro (Centro de Capacitação Profissional). Segundo a coordenadora do Centro, Edna Patinho, hoje com os projetos que tem na região a violência diminuiu muito.

Crianças conscientes – A maioria das crianças estava com faixas, balões, cartazes pedindo a paz não só na comunidade, mas no trânsito também.

A pequena Maria Eliza Alves Dourado de quatro anos estava com uma placa de Pare na mão. Ao ser questionada pela reportagem sobre o significado ela disse. "Está placa é parar o carro e a moto, porque o trânsito está muito violento", explica a pequena orgulhosa de participar da caminhada.

A jovem Carolina Romeiro de Abreus, de 17 anos, acompanhava com o filho pequeno no colo a caminhada. "Segundo ela, o bairro precisa de iniciativas como esta, finaliza.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Mulheres assinam 72% dos artigos científicos publicados pelo Brasil
Geral
Preço e confiança faz com que medicamentos genéricos cresçam no mercado
Geral
Cerca de 150 mil eleitores já utilizam o aplicativo e-Título no estado
Geral
Grupo Pereira ocupa 6ª posição no ranking dos maiores supermercados
Justiça
Daniel Castro é reconduzido ao cargo de diretor da EJE-MS
Geral
Inscritos devem procurar o CCZ para agendar castração
Geral
Plano de mobilidade urbana prevê fim de pontos de alagamentos
Geral
Governo entrega Unidades de Saúde em Bandeirantes
Geral
Alessandro Coelho assume o Sindicato Rural de Campo Grande
Geral
Raviera Motors lança novas BMW na capital

Mais Lidas

Polícia
Médico veterinário morre em acidente de moto
Política
Vídeo - Deputado apanha de vereador e sai machucado
Brasil
Conheça os desembargadores que julgarão Temer
Geral
Acidente na BR-262 deixa um morto e oito feridos